Captação de recursos: uma construção de parcerias

1151-phpm38jpv

Por Gilberto Barros Lima

O mundo prossegue mudando freneticamente trazendo inúmeros avanços tecnológicos, descobertas e invenções. Embora a disseminação do conhecimento proporcione ao mundo a inovação de tantos outros segmentos através da informação, consequentemente muitas questões influenciam no cotidiano político, econômico e social.

Nesse contexto globalizado, a captação de recursos assume a relevante missão e a grande responsabilidade de construir parcerias sustentáveis através de relacionamentos éticos entre organizações e empresas engajadas na Responsabilidade Social (RS).

Ainda nessa mesma linha de consideração, os recursos financeiros disponibilizados pelas empresas estão preenchendo uma lacuna que o Estado tem ignorado cada vez mais no atendimento básico da sociedade.

Desta forma, a captação de recursos tem se tornado uma aplicação viável para a empresa que deseja investir numa causa social, bem como, obter num determinado período, não apenas o retorno desse investimento, mas a conquista e a confiança do consumidor beneficiado pelo seu compromisso com a Responsabilidade Social.

De outro modo, a construção de parcerias sustentáveis também considera que quando se busca a captação de recursos, a organização deve entender o princípio que o doador não é apenas um agente financeiro, mas um parceiro que se preocupa em investir um determinado valor financeiro, disponibilizar um ou mais de seus talentos para o voluntariado, e oferecer inúmeras oportunidades em prol de um grupo carente de tantas outras necessidades.

Evidentemente a captação de recursos é um longo processo que conduz à visibilidade dos recursos empregadas numa determinada causa social, resultando na credibilidade de seus investidores ou doadores para a continuação de novos desafios e futuros projetos.

A captação de recursos está se configurando na vida das empresas como uma atividade benéfica para sua atuação no mercado, bem como, para a sua imagem perante toda a sociedade local e mundial.

Todo recurso captado é como uma pérola valiosa que se traduz em esperança num mundo composto de tantas desigualdades.


Gilberto Barros Lima é bacharel em Relações Internacionais (IBES-SC), pós-graduado em Gestão de Negócios Internacionais (ICPG-SC) e Metodologia da Pesquisa e do Ensino Superior (IBES-SC). Também é captador de recursos do Centro de Recuperação Nova Esperança (Cerene) e professor universitário. Telefone: (47) 3337 1997 - Site: www.cerene.org.br

Também nessa Edição nº: 107
Perfil: Marina Sophia
Entrevista: Gabriela Gazola
Notícia: O que deu na mídia (edição 107)
Notícia: Madeira legal (2010/11)
Notícia: Sem desperdício
Notícia: Brasília sedia encontro sobre desenvolvimento sustentável
Oferta de Trabalho: Procura-se (11/2010)