João Ricardo Magalhães Gonçalves

1201-phpuFmydX

O arquiteto e urbanista de Minas Gerais, João Ricardo Magalhães Gonçalves, conquistou no final de 2010 o Prêmio Von Martius de Sustentabilidade, na categoria “Humanidade”. Trata-se de um dos concursos mais importantes do país no segmento e é voltado para empresas e profissionais que atuam com o tema.

A inovação criada por João Ricardo é apoiada no tripé justiça social, preservação ambiental e viabilidade econômica. Batizado de “Unidade de Reforma de Pneus com Ressocialização de Ex- Detentos”, a ação poderá alcançar, nos cálculos do urbanista, cerca de 10% da comunidade carcerária brasileira, estimada em 473,6 mil pessoas. Entre os resultados diretos, destaca-se a geração de trabalho e renda, já que esse público será responsável pela triagem e reaproveitamento dos pneus.

“Por meio do resgate da condição humana dos ex-detentos, com incentivo à atividade produtiva e possível reinserção na comunidade, contribuímos com o conceito principal do desenvolvimento sustentável, que é ser ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente aceito”, resume.

Destaque também para os benefícios ambientais, que são incalculáveis. Dados do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) apontam que 50% dos 22 milhões de pneus descartados anualmente no país podem ser reformados, o que reduz o despejo incorreto e o consumo de insumos naturais na fabricação de novos produtos. “O projeto poderá diminuir também o número de pontos de proliferação de dengue nas cidades brasileiras”, lembra.

A meta do urbanista é implementar já neste ano o projeto em duas unidades prisionais e diminuir em 20% o descarte de pneus em cada localidade. As primeiras cidades prospectadas para implantação são Betim e Ribeirão das Neves, localizadas na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Atualmente, a iniciativa está sendo avaliada pelo Conselho Nacional de Justiça. Se aprovado, a empresa apoiadora poderá obter benefícios fiscais previstos no programa “Começar de Novo” do conselho.

Também está nos planos do arquiteto desenvolver novas tecnologias para usos alternativos e de menor custo dos pneus que não têm mais condição de reforma. “A ideia seria criar matrizes energéticas a partir desses produtos, com capacidade de gerar energia para os próprios presídios. Essa é uma pesquisa que estamos desenvolvendo e que seria uma segunda etapa do projeto”, antecipou João Ricardo, que também é sócio-diretor da Eccox Tecnologia e Soluções Ambientais, empresa especializada em projetos e consultoria nas áreas de meio ambiente e sustentabilidade.

O prêmio

O projeto do arquiteto João Ricardo concorreu com outras 55 iniciativas de todo o país. O prêmio está em sua 11º edição e é concedido pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha. A entrega ocorreu em São Paulo no dia 25 de novembro. A categoria “Humanidade” é a mais concorrida do concurso.


João Ricardo Magalhães Gonçalves - Telefone: (31) 3221-9241

Também nessa Edição nº: 112
Entrevista: Ben Sangari
Artigo: Pessoas melhores para um mundo melhor
Notícia: O que deu na mídia (edição 112)
Notícia: Férias solidárias
Notícia: Junior Achievement planeja atender 200 mil jovens neste ano
Notícia: Ensinando a pescar
Oferta de Trabalho: Procura-se (01/2011)