O que deu na mídia (edição 112)

Leia aqui as principais notícias sobre responsabilidade social e Terceiro Setor

Multimodal reduz 90% das emissões de CO2 – “DCI” – 19/01/2011

“De olho no desenvolvimento sustentável do negócio, a empresa ITRI Rodoferrovia criou um modelo de transporte intermodal que permite minimizar o impacto ambiental em até 90% na emissão de CO2. Um case do modal shift desenvolvido pela companhia de Santos (SP), poderá ser premiado em 2011”.

Procuradoria vai apurar descontrole em doações no Rio – “DCI” – 18/01/2011

“As doações no Município de Teresópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, devem ultrapassar o necessário e o procurador da República no local, Paulo Cezar Barata, recomendará à prefeitura que tenha mais controle, para evitar desvios. Segundo ele, o material doado é entregue sem registro de saída”.

Sacolas plásticas representam 1,3% do lixo nacional – “Folha de S. Paulo” – 16/01/2011

“Relatórios sobre a composição do lixo no Brasil mostram que as sacolas plásticas representam parte pequena do que é descartado. Das 61,5 milhões de toneladas de lixo produzidos ao ano, 789 mil são sacolas: 1,3%. Mesmo só entre os plásticos, elas não representam mais do que 35% do total jogado fora. Os números, do “Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil”, da Abrelpe (associação de empresas de limpeza pública), batem com estudos de outros países”.

Corte de madeira eleva tensão com agricultores no PA – “O Estado de S. Paulo” – 15/01/2011

”O clima tenso e a iminência de um confronto entre madeireiros e agricultores em Anapu, no sudoeste do Pará, fez a polícia reforçar o efetivo no local. Ontem, foram enviados à região policiais de Belém, Marabá e Altamira. De acordo com o padre Amaro Lopes, da Comissão Pastoral da Terra (CPT) do município, as famílias de agricultores do Projeto de Desenvolvimento Sustentável Esperança, criado pela missionária Dorothy Stang, bloquearam o acesso ao assentamento após vários caminhões carregados de toras de madeiras extraídas ilegalmente terem sido flagrados deixando o local”.

Brasileiros valorizam as boas relações de trabalho – “Valor Econômico” – 12/01/2011

“O comportamento das empresas nas relações de trabalho é a ação de responsabilidade social mais valorizada pelo brasileiro. Essa é a conclusão de uma pesquisa realizada pelo Instituto Akatu, em parceria com o Instituto Ethos, com 880 pessoas em 11 capitais, que mensurou a percepção do consumidor sobre a sustentabilidade empresarial. Práticas como promoção de igualdade e diversidade, adoção de políticas justas de remuneração e combate ao trabalho infantil, por exemplo, estão entre as medidas mais importantes que as companhias podem adotar para garantir a admiração dos consumidores”.

São Carlos irá implantar Cidade da Energia – “DCI” – 10/01/2011

“Localizada a 231 quilômetros da capital paulista, a cidade de São Carlos recebeu no ano passado cerca de R$ 19,7 milhões para obras de infraestrutura do complexo Cidade da Energia, um empreendimento que pretende centralizar as iniciativas e pesquisas de desenvolvimento em energia renovável de todo o Brasil”.

Os inquilinos da Amazônia – “Época” – 08/01/2011

“O paulistano Roberto Waack não dispensa um desafio. Biólogo de formação, trocou uma estável carreira de dez anos na indústria farmacêutica para se aventurar no setor de florestas – sem nunca antes ter cogitado trabalhar com árvores. Ingressou em uma empresa de produção de madeira certificada, chegou à presidência e, com seis anos de casa, decidiu largar tudo para criar a própria companhia, a Amata. Nas poucas horas vagas, ainda arrumava tempo para se arriscar no topo das mais altas montanhas do mundo (fez escaladas no Aconcágua e no Everest). Ultimamente, Waack se dedica a uma atividade menos radical, mas igualmente provocadora: derrubar árvores nativas da Amazônia numa tentativa de proteger a floresta”.

Curso ensina como avaliar indicadores de sustentabilidade – “DCI” – 07/01/2011

“O Observatório Regional Base de Indicadores de Sustentabilidade (Orbis), está com inscrições abertas para o curso gratuito de Indicadores para Avaliar e Monitorar Políticas, Programas e Projetos. A capacitação será realizada a distância e é uma parceria da Orbis com a Educação a Distância do Serviço Social da Indústria do Paraná (SESI/PR). O objetivo do curso é ensinar os participantes a definir, interpretar e analisar indicadores sociais, conhecer a estrutura dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) e aprender a utilizar a plataforma DevInfo”.




Também nessa Edição nº: 112
Perfil: João Ricardo Magalhães Gonçalves
Entrevista: Ben Sangari
Artigo: Pessoas melhores para um mundo melhor
Notícia: Férias solidárias
Notícia: Junior Achievement planeja atender 200 mil jovens neste ano
Notícia: Ensinando a pescar
Oferta de Trabalho: Procura-se (01/2011)