Assunto: Direitos Humanos

Os direitos humanos são direitos aplicáveis a todos os seres humanos, independentemente de raça, gênero, nacionalidade, etnia, idioma, religião ou qualquer outra condição.

Costuma-se dizer que os direitos humanos são universais, indivisíveis, interdependentes. Em outras palavras, são universais pois são comuns a todos os seres humanos, sem distinção. São indivisíveis, pois devem ser usufruídos em conjunto e sem detrimento de uma categoria em favor de outra: direitos individuais, políticos, sociais e econômicos. Por fim, são interdependentes pois muitas vezes a realização de um depende da não-violação de outro. Por exemplo, o direito à moradia pode depender do direito a um emprego decente ou do direito à educação.

O grande marco internacional dos direitos humanos é a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH), promulgada pelas Nações Unidas em 1948, num contexto pós-guerra e pós-holocausto, e que introduziu, de maneira inequívoca, trinta artigos claros e concisos sobre o que seriam nossos direitos fundamentais.

Juristas e militantes de direitos humanos também costumam identificar algumas “gerações” de direitos conforme a ordem cronológica que foram defendidos e exigidos pela sociedade. Assim, existiriam as seguintes gerações de direitos:

1. Os direitos de primeira geração ou dimensão dizem respeito às liberdades clássicas, como a liberdade, os direitos civis e políticos. Surgem como resposta ao Absolutismo no final do século XVIII.

2. Os direitos de segunda geração ou dimensão, surgidos a partir do século XIX, relacionar-se-iam com as liberdades positivas, reais ou concretas, assegurando o princípio da igualdade material entre o ser humano. Os direitos de “segunda geração”, ao contrário de se oporem ao Estado, exigirão deste políticas públicas e a chamada “obrigação de fazer”. Seria exemplos desses direitos, os direitos à saúde, educação, trabalho, habitação, previdência social, assistência social, entre outros.

3. Os direitos de terceira geração surgem com mais força no século XX e são direitos difusos que fazem referência a princípios de solidariedade fraternidade entre os povos. Seriam exemplos desses direitos o direito ao desenvolvimento ou progresso, à autodeterminação dos povos, ao meio ambiente, de propriedade sobre o patrimônio comum da humanidade e o direito à paz.

4. Por fim, os direitos de quarta geração são relacionados ao fenômeno crescente da globalização e da erosão das fronteiras. Seriam exemplos desses direitos o direito à democracia, à informação e ao pluralismo.

Noticias:

Resistência feminina

Projeto apoia iniciativas protagonizadas por mulheres em áreas valorizadas pela presença de UPP´s.

Desenvolvimento local em alta

Censo Gife revela que o investimento social em desenvolvimento local cresce no Brasil

Editorial:

Educação e cidadania (2013/05)

A edição 158 do Responsabilidade Social.com traz uma entrevista com Jorge Gaio. O articulador da Rede Marista de Solidariedade fala sobre o trabalho do Grupo Marista. A instituição mantém uma atuação forte nas áreas de educação, solidariedade, saúde e comunicação, por meio de uma agremiação de organizações sem fins econômicos..

Bons ventos que vêm do norte

A última edição do Responsabilidade Social.com de 2011 destaca duas ações implementadas na região Norte. As inicitivas elevarão a geração de emprego e renda e ainda poderão atrair grandes empresas para o local. Uma delas é comandada pela Secretaria de Ciência e Tecnologia do Pará e tem por meta instalar.

Como medir a sustentabilidade?

A edição 115 do Responsabilidade Social.com traz uma entrevista com Diana Hay, gerente de Desenvolvimento de Negócios da Credit360 no Brasil. Ela apresenta o sistema exclusivo voltado para instituições interessadas em elaborar relatórios de sustentabilidade. A instituição é parceira da Global Reporting Initiative e a ferramenta disponibiliza um índice de.

Entrevista:

Claudia Werneck

Cláudia Werneck, fundadora da ONG Escola de Gente, conta um pouco sobre a trajetória e a atuação de ações transformadoras que trabalham para que as sociedades sejam inclusivas e sustentáveis.

Andre Degenszajn

O secretário-geral do Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (Gife), Andre Degenszajn, fala sobre Investimento Social Privado (ISP). Ele destaca que toda empresa, ao associar a sua marca a ações sociais, tem um ganho de imagem e reputação. Também alerta que o tema das isenções e incentivos oferecidos pelo governo.

Diogo Galline

Entre os dias 19 e 26 deste mês, cerca de 400 jovens participarão do projeto Missão Solidária Marista. A ação será realizada em quatro cidades do País. O objetivo é promover a educação para a solidariedade, a partir de uma experiência vivencial de aprendizado recíproco e dialógico e utilizando-se da metodologia de imersão em realidades sociais desafiadoras.

Scott Poynton

Hoje, o TFT é uma organização não-governamental presente em 14 países, com uma equipe de 120 pessoas e 80 clientes importantes. Segundo Scott Poynton, a rápida evolução do TFT se deve ao fato de conseguirem adicionar valores reais a seus clientes.

Patrícia Abreu

A diretora de Marketing da Anhanguera Educacional, Patrícia Abreu, fala sobre a política socioambiental do grupo que realizou mais de 1,5 milhão de atendimentos gratuitos à comunidade no ano passado. De acordo com o Relatório de Responsabilidade Social da instituição, foram desenvolvidos mais de 1,1 mil projetos com apoio de.

Marcus Saussey

Teve início, no dia 15 de março, o curso Sustentabilidade Corporativa, oferecido pelo Instituto Ecológico Aqualung, no Rio de Janeiro. Ministrada pelo diretor de Projetos em Educação Ambiental da empresa social Energy Marcon, Marcus Saussey, a iniciativa aborda temas como gerenciamento ambiental, gestão de projetos socioambientais, étic, responsabilidade social, ecoempreendedorismo,.

Ana Paula Ferreira

A ActionAid, um movimento global voltado para a promoção dos direitos humanos e o fim da pobreza, divulgou um relatório que relaciona a violência contra mulher e cidades seguras. No Brasil, o foco do estudo foi em Recife e no Cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco. Entre as principais constatações.

Mônica Andreis

O Brasil tem avançado em controle do tabagismo, mas encontra muitas dificuldades devido à resistência e pressão dos representantes da indústria do fumo. A avaliação é da vice-diretora da Aliança de Controle do Tabagismo (ACT), Mônica Andreis. Em entrevista exclusiva para o portal Responsabilidade Social.com, a psicóloga aponta os principais.

Paula Storto

A advogada, Paula Storto, especializada no atendimento a entidades sem fins lucrativos e integrante do Núcleo de Estudos Avançados do Terceiro Setor (Neats) da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), avalia o novo marco legal instituído no início deste mês para o terceiro setor. Por meio da Portaria Interministerial.

Sebastião Luiz de Mello

O presidente do Conselho Federal de Administração (CFA), Sebastião Luiz de Mello, afirma na entrevista exclusiva ao Responsabilidade Social.com que o principal desafio para as empresas na área de responsabilidade socioambiental ainda é cultural. De acordo com ele, “não basta impor um novo procedimento para o funcionário: é preciso fazer.

Perfil:

Kailash Satyarthi

O ativista indiano recebeu o Prêmio Nobel da Paz por já ter liberdado mais de 80 mil crianças do trabalho infantil.

Frei Betto (2013/01)

Carlos Alberto Libânio Christo, o Frei Betto, foi reconhecido pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) com o Prêmio Internacional José Martí. O anúncio foi no último dia 11. Em nota, a Unesco informou que Betto foi escolhido por um júri internacional por sua contribuição à.

Irene Adams

Dedicação e entrega. Essas palavras dão o tom do
trabalho desenvolvido pela médica imunologista holandesa Irene Adams há mais de
duas décadas em Belo Horizonte (MG). Ela criou e ainda está à frente do Projeto
Ammor. A ação atende crianças e adolescentes que sofreram maus tratos, meninos de rua e
portadores.

Vladimir Herzog (2011/12)

O Instituto Vladimir Herzog recebeu, no último dia 9, o Prêmio de Direitos Humanos, concedido pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. A instituição foi vencedora na categoria “verdade e memória” na 17ª edição da iniciativa, considerada a maior condecoração do governo brasileiro a pessoas e entidades que.

Maria Aparecida Amorim

Durante o mês de maio a artista Maria Aparecida Amorim, 60 anos, pôde expor para o público os frutos de um longo trabalho que lhe devolveu a alegria. Tratam-se de inúmeras telas produzidas a partir da técnica da pintura com a boca, já que Cidinha, como é carinhosamente conhecida, não.

Liu Xiabo

: Dissidente chinês recebe Nobel da Paz e coloca em evidência a situação dos direitos humanos na China