Pinheiro Neto Advogados destina cerca de R$ 7 milhões em investimento social com prioridade para educação

9773CidoFranco

Cerca de R$ 7 milhões investidos no social, beneficiando diretamente mais de 55 mil pessoas e por meio de 22 organizações. Esse é o montante apurado por Pinheiro Neto Advogados em seu terceiro relatório social, que abrange o biênio 2012-2013. Além dos recursos de caixa e dos direcionados por leis de incentivo, o escritório também colocou esforços técnicos de seu time de profissionais à disposição de outras 28 entidades, que receberam serviços pro bono, ou seja, sem cobrança de honorários.

A maior parte (42%) dos recursos do biênio foi destinada a instituições que cuidam de educação de crianças e jovens de famílias de baixa renda em áreas vulneráveis. O investimento abrangeu mais de 55 mil pessoas de forma direta, em quatro estados do país (Pernambuco, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo) e no Distrito Federal. Em paralelo, o voluntariado corporativo em franco amadurecimento e a compensação total da emissão de gases causadores de efeito estufa, das três sedes, são outros destaques do recente relatório social desse que é um dos escritórios de Direito mais tradicionais do país e que figura entre as maiores bancas de advocacia da América Latina.

Pinheiro Neto foi o primeiro em seu ramo de negócios a se associar ao GIFE (Grupo de Institutos, Fundações e Empresas), principal instituição que se dedica ao investimento social brasileiro. Com a regularidade de suas ações sociais, figura ao lado dos maiores players da filantropia brasileira atual. Desde 2008, o escritório tem apurado dados e publicado relatórios bianuais, outra iniciativa pioneira entre os escritórios de advocacia do Brasil. “Criamos uma Comissão e um Conselho de Responsabilidade Social, compostos por funcionários e sócios, e esse acompanhamento ano a ano é vital para aperfeiçoarmos nossas ações no campo social e monitorarmos nosso foco de investimentos para o bem comum”, explica Sérgio Pinheiro Marçal, sócio da área contenciosa, integrante da Comissão e do Conselho.

Da alfabetização ao laboratório de informática
São exemplos de beneficiários os 1.426 alunos da E.E. Prof. Ernesto Faria, localizada na capital carioca, que frequentaram o Laboratório de Informática e a Sala de Leitura equipados por PinheiroNeto e que também receberam preparação para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Em Manari (PE), 622 indivíduos aprenderam a ler e a escrever graças aos recursos destinados à AlfaSol (Associação Alfabetização Solidária). Em outra frente, 4 mil crianças e adolescentes, 96 educadores sociais, 44 líderes e gestores comunitários de 19 organizações sociais receberam formação sobre liderança infantojuvenil da Ação Comunitária, sediada na capital paulista, instituição da qual Pinheiro Neto é um dos fundadores e maior patrocinador corporativo.

O recém-publicado relatório detalha ainda o empenho dos advogados na prestação de serviços jurídicos sem custos para instituições que não conseguem arcar com o valor de honorários — o chamado pro bono. Foram 28 organizações auxiliadas entre 2012 e 2013, em vários tipos de causas. Pelo tempo dedicado, os profissionais envolvidos receberam remuneração, como se estivessem trabalhando normalmente para qualquer outro cliente. “Desde 2010, nossa Comissão de Responsabilidade Social e nosso Departamento Financeiro desenvolveram um metodologia para pagamento dessas horas”, explica Sérgio Marçal. “Não se trata de voluntariado. Quem arca com opro bono é o escritório.”

Entre as iniciativas pro bono mais recentes, destacou-se um longo trabalho para trazer ao Brasil, no ano da Copa, meninos e meninas que já viveram em ruas de várias partes do mundo. Em março de 2014, agrupados em 19 equipes (inclusive a brasileira), participaram da competição Street Child World Cup, na cidade do Rio de Janeiro. Ela visa chamar a atenção do público para os direitos das crianças que não têm casa ou cuidados nos países sede de copas do Mundo. Esse trabalho envolveu, entre outras ações, a concessão de 198 vistos por consulados e embaixadas de 13 países.

Em 2013 ajudou a constituir a sede brasileira do Amani Institute, concebido por pesquisadores das universidades de Harvard e de George Washington. O instituto oferece bolsas para que jovens estudantes façam imersão sobre negócios e vivências práticas no Quênia. Ao ajudá-lo a operar aqui, Pinheiro Neto estabeleceu a ponte para que o Brasil passe a integrar esse circuito. Em 2015, o Brasil sediará um curso de pós-graduação em gestão de inovação social e empreendedorismo. Em reconhecimento ao mérito do trabalho, a banca recebeu de presente a tutela de uma filhote orfã de elefante, chamada Rorogoi, que será cuidada e mantida no país africano pelo Amani.

Voluntários em ação
Já no voluntariado o escritório organiza as oportunidades e dá suporte para que essa força solidária se manifeste entre os quase 800 integrantes de seu capital humano. Grupos se reuniram para fazer reformas em organizações sociais, arrecadar roupas, livros, revistas e doações financeiras, ministrar palestras de esclarecimento jurídico e até simulações de entrevistas de trabalho para vinte jovens ligados à Amai (Associação dos Moradores da Vila Arco-Íris), na capital paulista, em busca do primeiro emprego.

No que diz respeito ao meio ambiente, Pinheiro Neto é fundador e um dos principais investidores da Associação Águas Claras do Rio Pinheiros, que trabalha pela concepção de políticas públicas em diferentes esferas governamentais, visando à despoluição e à revitalização desse importante rio que corta parte da zona oeste da cidade de São Paulo.

O escritório também é o único do Brasil a fazer inventários anuais, desde 2007, para neutralizar os gases causadores de efeito estufa gerados por suas atividades. Entre 2011 e 2013, foram plantadas 27,5 mil mudas em área de reflorestamento no Alto Vale do Itajaí, em Santa Catarina, compensando a emissão por atividades das três sedes, localizadas em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. Pinheiro Neto promove ações para economia de recursos (água e energia elétrica) e de reciclagem de materiais.

 

Sobre Pinheiro Neto Advogados
Com atuação full servicePinheiro Neto Advogados é um dos escritórios mais tradicionais do país e está entre as maiores bancas de advocacia da América Latina, com cerca de 400 advogados, dos quais 82 são sócios. Fundado em 1942, está presente em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, mas conta com uma rede de 147 correspondentes em todos os Estados do país. Nomeado em 2013 Latin American Firm of the Year pela edição global da publicação inglesa Chambers & Partners, Pinheiro Neto Advogados também já foi reconhecido como Brazilian Firm of the Year (2009, 2011 e 2014) e Latin American Firm of the Year (2009 e 2010) pela edição latinoamericana da mesma publicação. Além disso, foi nomeado Brazil Firm of the Year pelo nono ano consecutivo (2006 a 2014) pelo anuário inglês Who’s Who Legal.




Também nessa Edição nº: 183
Perfil: Raí Souza Vieira de Oliveira
Artigo: A importância da Responsabilidade Social Corporativa como fator de diferenciação
Notícia: O que deu na mídia (edição 183)