Centro Marista de Defesa da Infância lança projeto “Brincadiquê? Pelo Direito ao Brincar”

IMG_2063

Nos dias 17, 18 e 19 de março, aconteceu a primeira formação do projeto “Brincadiquê? Pelo Direito ao Brincar – Cata-vento”, em Ijaci (MG). O projeto é uma realização da Rede Marista de Solidariedade, por meio do Centro Marista de Defesa da Infância, em parceria com o Instituto Camargo Corrêa e InterCement.

O seminário ocorreu na Escola Municipal de Educação Infantil – Padre Emilio Luiz Lunkes e reuniu 22 profissionais da área da Educação e do Sistema de Garantia de Direitos de Ijaci e 21 representantes das Associações como APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), CONSEP (Conselho Comunitário de Segurança Pública), Associação Mãe dos Frutos, Associação do Bairro da Serra, AMOPEN (Associação de Moradores de Pedra Negra), Conselheiros Tutelares e pessoas da comunidade.

A secretária de educação do município de Ijaci, Valéria Aparecida Fabri Ribeiro Lucas, explica que o projeto é uma oportunidade para contribuir na formação continuada dos profissionais da educação infantil. “Estamos ansiosos com esse projeto que formará agentes multiplicadores sobre a importância do brincar no desenvolvimento integral da criança e contará também com a participação dos pais e da comunidade”, diz a secretária.

Em Ijaci, o projeto contou com participação do Comitê de Desenvolvimento Comunitário (CDC), um grupo de parceiros formado por membros do poder público, representantes da sociedade civil e da InterCement que atuam na promoção de projetos que valorizam os direitos de crianças, mães e jovens.

De acordo com a coordenadora do projeto, Sheila Pomilho, o objetivo do Brincadiquê? Cata-vento é contribuir para a promoção dos direitos da Primeira Infância, por meio da formação dos profissionais de educação infantil no município e fortalecer os vínculos familiares e comunitários com foco nas temáticas do direito ao brincar e ao lazer, legislação e desenvolvimento integral infantil. “Construído com a comunidade local, esse projeto oferece atividades com foco no direito ao brincar, atendendo as necessidades das famílias e crianças sobre a importância de garantir esse direito”, explica Sheila Pomilho.

Durante as formações serão abordados os temas: Desenvolvimento Infantil; Cuidados; Concepção de família; Legislação para a defesa dos direitos a Primeira Infância e Espaço/tempo. “O projeto contribui para a formação de multiplicadores que após essa formação, oferecerão oficinas para as famílias. Além de estimular que essas famílias façam oficinas de construção de brinquedos lúdicas e brincadeiras com as crianças, com o objetivo de colaborar para a relação afetiva entre pais e crianças”, enfatiza Sheila. ​

Sobre a Rede Marista de Solidariedade
A Rede Marista de Solidariedade abrange programas, projetos e ações de promoção e defesa dos direitos das crianças e dos jovens desenvolvidos em todas as áreas de atuação do Grupo Marista. A Instituição Marista tem status consultivo na Comissão de Direitos Humanos da ONU, por meio da Fundação Marista de Solidariedade Internacional. A rede desenvolve iniciativas para a efetivação dos direitos da criança, como o Centro Marista de Defesa da Infância. Representantes da Rede Marista de Solidariedade participam de conselhos, fóruns e redes nas áreas de educação, direitos da criança e do jovem, assistência social e saúde nos níveis municipais, estaduais e nacional. A rede também atende diretamente cerca de 16 mil crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, de maneira contínua, em 25 unidades sociais e nos programas de bolsas de estudo para a Educação Básica, Profissional e Ensino Superior. Outras informações, acesse: www.solmarista.org.br


Sobre o Grupo Marista
No Brasil desde 1897, o Instituto Marista divide-se em unidades administrativas no País. Uma delas é oGrupo Marista – presente no Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, na cidade de Goiânia e no Distrito Federal, além de filiais da FTD em nove estados – com atuação nas áreas de Educação, Solidariedade, Saúde e Comunicação, por meio de uma agremiação de organizações sem fins econômicos. Na Educação, seus colégios, centros técnicos e universidades formam mais de 60 mil pessoas anualmente e ampliam o conhecimento com a publicação de 34 milhões de livros em editoras próprias. A Rede Marista de Solidariedade atende diretamente 16 mil crianças e jovens de maneira contínua, além de atuar em todas as frentes do Grupo Marista a partir de programas com base na promoção e defesa dos direitos das infâncias e juventudes, bem como estratégias de incidência política e fomento à educação para a solidariedade. Na Saúde, seus hospitais realizam 443 mil atendimentos ao ano e proporcionam ações de humanização, conscientização e prevenção. Na Comunicação, suas rádios prezam pela difusão de conhecimento, cultura e cidadania. E, diariamente, seus cerca de 14 mil colaboradores vivenciam e disseminam valores humanos, cristãos e Maristas para formar cidadãos éticos, justos e solidários. Outras informações, acesse: www.grupomarista.org.br




Também nessa Edição nº: 188
Perfil: Kailash Satyarthi
Entrevista: UHelp
Artigo: A importância da certificação ambiental para seu negócio
Notícia: O que deu na mídia (edição 188)
Notícia: Instituto Terra Brasilis lança campanha "Decisão Consciente"
Notícia: Colégio Padre Machado converte multas da biblioteca em materiais escolares
Oferta de Trabalho: Oportunidades de trabalho