Tia Dulce

Tia Dulce: assistente social e contadora de histórias, voluntária do projeto Mundo do Faz de Conta

Tia Dulce: assistente social e contadora de histórias, voluntária do projeto Mundo do Faz de Conta

Um mundo de faz de conta, onde não há vilões e todos são engajados e comprometidos com o meio ambiente. É com esse pano de fundo que a contadora de histórias, Tia Dulce, ensina ecologia, cidadania, alimentação natural, solidariedade e responsabilidade social nos mais variados lugares do Rio de Janeiro. E tudo de forma lúdica e divertida.

Trata-se do projeto “Mundo do Faz de Conta”, desenvolvido pela maior rede de lojas de produtos naturais e orgânicos da América Latina, a Mundo Verde, que tem hoje 112 lojas no Brasil e mais uma em Angola. No trabalho realizado desde 2005, Tia Dulce inclui, ainda, canções, brincadeiras e oficinas de arte com material reciclável para ser utilizado nas sessões de leitura.

As contações de histórias ocorrem de quatro a cinco vezes por mês em escolas públicas, organizações não-governamentais e instituições voltadas ao atendimento de menores carentes. Desde a criação do projeto, já foram beneficiadas 17 mil crianças, em mais de 200 instituições. Para este ano, a meta é que sejam atendidas mais de quatro mil crianças.

“As crianças têm o poder de me transformar. Aos 52 anos, me sinto como se tivesse a idade desse público infantil. Durante as sessões, me movimento, canto e danço com as crianças. Todos os dias agradeço a Deus por ter a oportunidade de contar histórias para elas. O meu coração está muito alegre, pois o projeto este ano está voltado para as crianças menos favorecidas, com menos possibilidades”, destaca Tia Dulce.

As histórias contadas são inspiradas no gibi “Mundinho Verde”, editado desde 2001, com o intuito de incentivar o hábito da leitura desde cedo e despertar nas crianças o interesse pela preservação do meio ambiente. Em cada instituição visitada, são doados exemplares da publicação. O tema da última edição é “O poder da natureza”, em que o personagem Mundinho Verde, mascote da rede, vive a história “A Teia da Vida”. Foram produzidos 20 mil exemplares, com distribuição gratuita também nas lojas da rede.

“Esse trabalho é maravilhoso e tenho certeza de que consigo passar as mensagens do gibi ‘Mundinho Verde’ e, assim, colocar uma semente no coração de cada ser”, diz. O trabalho de Tia Dulce como contadora de história começou quando ela ainda tinha 17 anos, sendo voluntária na Escola Germano Valente (Comac), em Petrópolis/RJ, onde narrava histórias bíblicas. Depois, foi transferida para a capital carioca, cursou faculdade de Serviço Social na Universidade Federal do Rio de Janeiro e ingressou no serviço público. “Nesse período, não pude mais me dedicar a contar histórias. Trabalhei até 1999 e, a partir daí, fiquei livre para poder me aperfeiçoar e desenvolver meu verdadeiro sonho, participando de diversos cursos de contação de histórias”, lembra. De lá para cá não parou mais. Além do trabalho no Mundo Verde, também é voluntária do Lar Anália Franco, no bairro do Rocha, zona norte da cidade do Rio.

Pelas ações de responsabilidade social e ambiental, a rede Mundo Verde conquistou, por três anos consecutivos (2003 a 2005), o Prêmio Valor Social, oferecido pelo jornal Valor Econômico. A empresa também já recebeu do Instituto Brasileiro de Defesa da Natureza o certificado de Mérito Ambiental, durante a 6ª Conferência Latino-Americana de Preservação do Meio Ambiente.


Rede Mundo Verde - Tel.: (24) 2237-2528

Também nessa Edição nº: 52
Entrevista: Evelyn Ioschpe
Artigo: Os Desafios do Gerenciamento de Ações de Marketing Social (2008/04)
Notícia: O que deu na mídia (edição 52)
Notícia: Óleo do bem
Notícia: Votorantim social
Notícia: Química da cidadania
Oferta de Trabalho: Procura-se (04/2008)