Oscar Pistorius

Primeiro amputado nas duas pernas realiza sonho e participa de Jogos Olímpicos

Primeiro amputado nas duas pernas realiza sonho e participa de Jogos Olímpicos

O sul-africano Oscar Pistorius tornou-se no último sábado (4) o primeiro atleta amputado nas duas pernas a competir em Jogos Olímpicos. Ele disputou a primeira série dos 400 metros rasos no Estádio Olímpico de Londres-2012. Conhecido como “Blade Runner”, o corredor de 25 anos brigava desde 2007 para poder competir com atletas não portadores de deficiência.

No sábado, o biamputado ficou na segunda posição de sua bateria, com um tempo de 45 segundos e 44 centésimos, e se classificou para as semifinais de domingo, quando ficou na última posição e foi eliminado da prova dos 400 metros.

“É uma experiência incrível estar aqui. É um sonho que se tornou realidade”, disse após a corrida realizada no sábado. “Trabalhei durante seis anos para correr os 400 metros”, completou o sul-africano, que corre com próteses de fibra de carbono e já participou dos Jogos Paralímpicos de Atenas-2004 e Pequim-2008.

Pistorius tinha apenas 11 meses quando os médicos anunciaram aos seus pais que seria preciso amputar suas duas pernas devido a uma malformação congênita, e desde então utiliza próteses. Para chegar aos Jogos Olímpicos, precisou lutar muito, tanto dentro como fora das pistas. A Federação Internacional de Atletismo (IAAF) se opôs até 2008 a sua participação, mas o atleta recorreu ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), que acabou por decidir a seu favor.

No ano passado em Daegu (Coreia do Sul) Pistorius se converteu no primeiro atleta deficiente e campeão paraolímpico a participar de campeonatos mundiais de atletismo. Ganhou a medalha de prata nos revezamentos 4×400 metros, embora só tenha participado das séries, e não da final.

A principal condição para que possa competir é que o faça com as mesmas próteses que sempre utilizou desde 1996 em competições paraolímpicas. Antes do mundial, a IAAF também estabeleceu que o atleta deveria sair na primeira posição na corrida de revezamentos para evitar qualquer risco de lesão em seus rivais. Nos 4.400, o primeiro integrante do revezamento é o único que corre toda a volta em sua própria raia.

Depois dos Jogos Olímpicos, Pistorius também participará dos Jogos Paralímpicos que serão realizados nesta mesma capital de 29 de agosto a 9 de setembro para defender seus títulos em 100, 200 e 400 metros.

“Tenho que agradecer a minha equipe porque acreditaram em mim. Estamos juntos há nove anos”, afirmou. Ele também colocou para si mesmo como meta participar dos Jogos do Rio de Janeiro, em que terá 29 anos e espera estar no auge da carreira.

(Responsabilidade Social.com com informações da AFP)




Também nessa Edição nº: 140
Entrevista: Ilda Peliz (2012/08)
Artigo: Ambiente corporativo mundial vivencia a Era do Significado
Notícia: ABNT lança diretrizes para ajudar MPEs a se enquadrar no sistema de gestão ambiental
Notícia: Longa vida para o meio ambiente
Notícia: Compromisso social
Oferta de Trabalho: Procura-se (08/2012)