Marilena Lavorato

mari_2008_entrevista_rosto2

Formada em Publicidade na Pontifícia Universidade Católica (PUC), Marilena Lavorato fez especialização em Marketing na ESPM, Negócios na FGV, Sociologia e Política  na EPGSP, Gestão Ambiental  no IETEC e Gestão Empresarial Estratégica na USP. Possui mais de 25 anos de experiência em atividades de governança e educação.
Idealizou e organizou o Programa Benchmarking Brasil, um selo de sustentabilidade que certifica as melhores práticas empresariais. É também responsável técnica de diversos eventos de sustentabilidade com abrangência nacional (congresso, feiras, seminários, encontros, exposições). Atualmente é editora da Benchmarking Magazine, presidente do Comitê de Sustentabilidade do Instituto MAIS e diretora executiva na Mais Projetos.
Marilene acredita que ainda não estamos totalmente convencidos sobre a interferência de nossos atos individuais no todo por diversos fatores, como a dificuldade do olhar sistêmico que permitiria compreensão do problema e a falta de preocupação e responsabilidade para com as próximas gerações. Entretanto, para ela, o principal motivo é a falta de informação e educação socioambiental que alavancaria o processo.
Por isso, e cada vez mais, se torna indispensável mais espaço na mídia e nas escolas para construirmos uma cultura de sustentabilidade capaz de falar menos e praticar mais sustentabilidade em nosso cotidiano. Sustentabilidade tem que deixar de ser ideologia e virar hábito e educação.
Sobre o Programa Benchmarking Brasil
O Programa se consolidou como um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do país que seleciona, reconhece e compartilha as melhores práticas socioambientais das instituições brasileiras. Com metodologia própria reconhecida pela ABNT, já certificou 311 práticas,  de 172 instituições de 26 diferentes ramos de atividades. Em 2013, o Programa foi o grande vencedor (1o colocado) na categoria Humanidades do Prêmio von Martius de Sustentabilidade da Câmara Brasil Alemanha. Em 12 edições já realizadas construiu e detém o maior banco de boas práticas socioambientais certificadas e com livre acesso do país. É considerado a fotografia da gestão socioambiental brasileira registrando seu nível de maturidade e evolução em sustentabilidade.




Também nessa Edição nº: 184
Artigo: 5 motivos para aderir ao plantio de árvores com um simples Selo no website
Notícia: O que deu na mídia (edição 184)
Notícia: Instituto GPA arrecada 500 toneladas de alimentos