Roberto Kikawa

Kikawa discursa ao receber o Prêmio Empreendedor Social

Kikawa discursa ao receber o Prêmio Empreendedor Social

O médico responsável por projeto que beneficiou mais de 24 mil pessoas conquista o Prêmio Empreendedor Social

O médico Roberto Kikawa, 40 anos, foi o vencedor da 6ª edição do Prêmio Empreendedor Social, que homenageia pessoas que atuam há pelo menos três anos de maneira inovadora, sustentável e com forte impacto positivo na sociedade. A entrega foi no dia 25 de novembro, no auditório do Museu de Arte de São Paulo (Masp). O evento reuniu uma plateia de cerca de 400 convidados, entre executivos de grandes empresas, acadêmicos, jornalistas e profissionais do terceiro setor.

Kikawa foi reconhecido por ter criado uma unidade de medicina móvel, conhecida como “Carreta da Saúde”, o maior centro médico móvel avançado do mundo. Trata-se do Centro de Integração de Educação e Saúde (Cies), que tem como proposta oferecer para a população carente exames médicos de média complexidade, como endoscopia, mamografia e ultrassonografia.

A unidade está equipada com aparelhos de diagnóstico de última geração e além dos exames, também trabalha a conscientização da população sobre a própria saúde principalmente no que diz respeito a cuidados básicos e prevenção de doenças, bem como utilizar de maneira consciente os serviços médicos públicos.

O caminhão já percorreu mais de 15 cidades brasileiras, levando atendimento e tratamento gratuito a mais de 24 mil pessoas, além de promoção de cuidados básicos e prevenção de doenças. O consultório móvel possui quatro salas de atendimento climatizadas, áreas de esterilização, bem como duas amplas áreas de espera. A carreta tem capacidade para 3000 atendimentos por mês em dez diferentes especialidades médicas, como cardiologia, oftalmologia, urologia, entre outras.

O método inova também pela gestão compartilhada, que envolve e mobiliza governo, empresas, sociedade civil e comunidades. Os atendimentos são autossustentáveis e baseados na tabela do Sistema Único de Saúde (SUS). A iniciativa já chamou a atenção de países como Angola, Colômbia, Itália, Níger, Panamá e Venezuela. Segundo a instituição, o projeto também estuda criar uma unidade fixa de atendimento.

Para o médico, o prêmio exalta toda sua equipe, que leva atendimento para a população em várias cidades. Por isso, dedicou a homenagem ao grupo de profissionais que o acompanha e agradeceu aos parceiros financeiros que viabilizam a existência do Cies. “Se cada um de nós fizer algo e nos unirmos, construiremos muito mais”, ressaltou na cerimônia de premiação.

Paulistano, Roberto formou-se em medicina em Londrina (PR), tem especialização em gastroenterologia e mestrado nessa área na Universidade de São Paulo (USP). Desde a residência, atende em Heliópolis, região de alta vulnerabilidade na zona sul de São Paulo. Já atuou no renomado hospital Sírio-Libanês. Atualmente, é diretor do hospital São Camilo e professor-titular do centro universitário de mesmo nome e dirigir o serviço de endoscopia de mais quatro hospitais.

O prêmio

Promovido no Brasil pela Fundação Schwab, em parceria exclusiva com o jornal Folha de S.Paulo, o Prêmio Empreendedor Social beneficia líderes de cooperativas, empresas sociais, instituições do terceiro setor, bem como pessoas físicas que executem iniciativas pioneiras, como a criação de um produto ou serviço, ou a aplicação diferenciada de tecnologias já conhecidas.

Ao vencer o concurso, Kikawa fará parte da rede mundial de “Empreendedores Sociais de Destaque”, que conta com 190 líderes de 55 países, sendo 14 no Brasil. Outros benefícios do prêmio são auditoria da Ernst&Young Terco e bolsa de estudos em instituições internacionais renomadas, como Harvard e Stanford.


Roberto Kikawa - Telefone: (11) 5571-8017

Também nessa Edição nº: 109
Entrevista: Alexandra Pereira Klen
Artigo: Agroenergia: uma oportunidade para integrar o saber e o saber fazer
Notícia: O que deu na mídia (edição 109)
Notícia: Inpe aponta desafios para a superação das mudanças climáticas
Notícia: São Paulo emite 143 milhões de toneladas de CO2 equivalente, indica inventário
Notícia: Fundação Espaço Eco completa cinco anos e soma mais de 93 mil pessoas atendidas
Oferta de Trabalho: Procura-se (12/2010)