Levanta Nepal e Abrace Jaundada

Créditos das imagens: Lena Tosta/etnofoco

Créditos das imagens: Lena Tosta/etnofoco

Texto original por Lena Tosta*

Movidas pela oportunidade de ajudar as comunidades afetadas pelo terremoto no Nepal, as brasileiras Lena Tosta e Simone Nascimento se uniram para fazer sua contribuição. Aqui você conhecerá a história do projeto que elas estão desenvolvendo e, além disso, uma entrevista exclusiva com Lena pode ser conferida aqui.

LEVANTA NEPAL funciona como um coletivo que coloca em rede comunidades, voluntários individuais, organizações e doadores no resgate às condições fundamentais de dignidade às vilas rurais mais afetadas. Passada a primeira fase de ajuda emergencial Nepal, de doações em comida, remédios e barracas, seu foco agora está em colaborar na construção de abrigos temporários, escolas e banheiros que aguentem a monção e promover ações pontuais para ajudar no reestabelecimento das atividades comunitárias, com foco em famílias vulneráveis.

Lena e Simone escolheram começar por Jaundada, uma comunidade muito necessitada cujo tamanho se adequa à sua capacidade de ajudar equitativamente.

ABRACE JAUNDADA

Jaundada é uma comunidade Magar, uma das etnias mais antigas e atualmente a mais numerosa do Nepal. Povo de língua sino-tibetana, eles se estendem por todo o Himalaia central até o centro-oeste nepalense. Trata-se de uma comunidade remota, oficialmente parte da vila de Kunchok, mas distante quase uma hora por estrada de terra do povoado maior. Fica no distrito de Sindhupalchok, um dos dois mais afetados pelo terremoto no Nepal, onde ocorreu praticamente 50% das fatalidades e quase a totalidade dos sobreviventes ficou desabrigada.

Jaundada criancas destroços

O Abrace Jaundada é um projeto do Levanta Nepal que está em pleno curso. Após uma fase inicial de pesquisa de necessidades, de projeções e da construção da primeira casa, na semana passada a comunidade concretizou sua parte, de erguer a base de dezenove abrigos! Estamos providenciando a compra do material para o teto e para os banheiros nesta semana. Ademais, continuaremos acessando as necessidades prioritárias de pessoas vulneráveis na comunidade e a possibilidade de estender o projeto a comunidades vizinhas.

mulher casa pronta coopy

Os Recursos

Lena arrecadou o suficiente para lançar o projeto de construção de abrigos com as doações que recebeu através de pedidos em redes sociais e depósitos em suas conta pessoal. Também já possuem recursos humanos. Formaram um time de voluntários nepalenses e estrangeiros: Buba Lalit, Rajan Rana, Suraj Tamang, Mikke Soussi, Maximillien Borg, Simone Nascimento e Lena Tosta. Ademais, contam com a colaboração de um professor da comunidade, Chetan Tilmasina, como mobilizador social, e também com o apoio da iniciativa construction d’ecoles (http://www.facebook.com/maximilien.nepal).

Estamos trabalhando muito, com muito amor e o máximo de sensatez, aprendendo e apanhando diariamente num cenário caótico, mas sabemos que podemos contar com vocês. Tem tanta gente que gostaria até de estar aqui, colocando a mão na massa conosco! – Lena Tosta.

Para quem não pode fazê-lo, Lena pede que não deixem o terremoto se tornar a notícia de ontem agora que o processo mais caro começou! Doações podem ser feitas até 30/6/15 pelo Western Union em nome de Lena T. D. Tosta no endereço Jhochhen Tole, Basantapur, Kathmandu, Nepal, 44600.

Depósito feito, é só mandar o número de rastreamento via inbox, acompanhar os resultados de sua ação pela página Levanta Nepal e sentir um sorriso nepalense se abrir em agradecimento.


Levanta Nepal: www.facebook.com/levantanepal

Também nessa Edição nº: 193
Entrevista: Lena Tosta
Artigo: Ser legal é a base para o crescimento
Notícia: Grupo Alfaparf é premiado na área de inclusão de pessoas com deficiência
Notícia: Com reconhecimento da ONU, Favela Mundo consolida seu trabalho de educação e cultura
Notícia: O que deu na mídia (edição 193)
Notícia: CDHMP desenvolve no Porto Meira comunicação para paz
Oferta de Trabalho: Oportunidade de Trabalho