Shoppings em clima de Natal Solidário

Shoppings em clima de Natal solidário

Shoppings em clima de Natal solidário

Ávidos por vender sempre mais, os empresários da área de shoppings fazem de tudo para atrair a atenção dos clientes. Especialmente nos períodos de fim de ano, recheados pelos pagamentos das férias e do décimo terceiro, os comerciários entram em polvorosa para abocanhar uma fatia desses salários. Em 2002, não está sendo diferente. Antenados com as tendências do momento – em que a chegada do novo presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, desperta ainda mais as iniciativas ligadas a Responsabilidade Social – os “marketeiros” do setor traçaram estratégias articuladas para convencer seu público. Eles sabem que, nesses dias, boa parte da população procura gastar seu dinheiro comprando produtos em lojas e empresas que vinculem sua imagem a iniciativas de cidadania.

Nessa tendência, vários shoppings de Brasília adotaram campanhas bastante engajadas para embalar o Natal. Entre os 12 maiores shoppings da cidade, pelo menos seis dedicam suas campanhas natalinas para o desenvolvimento de atividades em responsabilidade social. Entre eles, destaca-se o trabalho do Conjunto Nacional, Pátio Brasil, Taguatinga Shopping, Terraço Shopping e Brasília Shopping. No Conjunto Nacional, por exemplo, está sendo realizado um concurso cultural na intenção de fazer o público refletir e pensar sobre o tema: “Responsabilidade Social: como fazer a diferença?”.

Nesse concurso, os participantes devem criar uma frase com 10 palavras sobre o tema e entregar o panfleto juntamente com um quilo de alimento não-perecível. Essa doação não é uma exigência, tanto é que segundo o gerente de marketing do Conjunto Nacional, João Marcos Nogueira, até o fim de novembro o concurso contava com 500 candidatos, mas havia arrecadado apenas 100 quilos de alimento. “Não temos como obrigar ninguém a doar o alimento. Esse ato deve ser, antes de tudo, uma escolha”, explica Nogueira.

Nessa mesma linha, o Brasília Shopping em associação com a Coca-Cola está realizando uma promoção em que os clientes que entregarem uma determinada quantidade de embalagens do refrigerante (seja em plástico ou alumínio) ganham um urso polar de pelúcia. “Toda a venda de embalagens recicláveis de Coca-Cola será doada à Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace)”, explica a gerente de marketing, Monalisa Maia. O Taguatinga Shopping, por sua vez, tornou-se um centro de arrecadação de alimentos para a Campanha Natal Sem Fome, e estará distribuindo todo o material arrecadado para diversas entidades do Distrito Federal, no dia 25 de deste mês.

Entretanto, o shopping mais engajado no exercício da cidadania é um dos centros de compras mais novos da cidade. O Terraço Shopping, localizado entre os bairros Octogonal, Cruzeiro e Sudoeste adotou a solidariedade como tema central de sua campanha de final de ano. “Nosso objetivo é despertar nas pessoas o verdadeiro espírito natalino, por meio do exercício da generosidade e da doação”, explica a gerente de Marketing do Terraço, Luciana Gonçalves.

Nesse intuito, o shopping está apoiando uma instituição extremamente carente da periferia do Distrito Federal – a Sociedade Espírita de Educação do Menor Semente de Luz (Seluz) – que atende apenas 24 crianças por falta de recursos, quando tem capacidade para 260. Foi montado no Terraço um quiosque que irá arrecadar alimentos, brinquedos e doações em dinheiro para a Seluz, além de vender em papelarias e livrarias do shopping, cartões de natal desenhados pelas crianças da creche.

Já o Pátio Brasil – shopping localizado no centro comercial de Brasília – dedica toda sua campanha de Natal ao meio-ambiente. Para isso, realizará 10 palestras sobre temas diversos relacionados a ecologia – desde uso sustentável da água à conservação da biodiversidade. Por enquanto, a população da cidade parece responder bem ao chamado dos shoppings, pois a participação do público é crescente, e as vendas no comércio também.




Também nessa Edição nº: 1
Perfil: Milú Villela (2003/04)
Entrevista: Débora Diniz
Artigo: Marcas ganham força e viram um exemplo*
Artigo: Irresponsabilidade ambiental*
Notícia: A rede BR de abastecimento consolida o projeto Cidadão Capaz
Notícia: Portadores de deficiências mentais: trabalhadores de primeira linha
Notícia: O governo Lula e suas propostas para o Terceiro Setor
Notícia: Um dia em que todos fazem diferença
Notícia: O Legado de Betinho