Programa leva capacitação profissional para jovens de São Paulo

1410-phpxmVXX5

Iniciativa conta com atividades culturais e complementação educacional

Fundamentado no conceito de educação para a vida, proposto pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), o Instituto Reciclar realiza há quase 17 anos um amplo programa de capacitação profissional em São Paulo. A iniciativa tem duração de cinco anos e alcança jovens com idades entre 14 e 19 anos, da comunidade do Jaguaré, na zona oeste da capital paulista.

Todo trabalho é desenvolvido por meio de uma metodologia direcionada ao empoderamento dos participantes e busca despertar as aptidões deles, reforçando aspectos como trabalho em grupo, ética, solidariedade, responsabilidade, autoconfiança e autoestima.

A ação está alicerçada em três pilares: complementação cultural-educacional, educação para o trabalho e cidadania e inserção no mercado de trabalho. Para tanto, seleciona alunos do último ano do ensino fundamental, seguindo critérios como aproveitamento, comportamento e frequência escolar.

“A ideia é ofertar uma opção para que eles quebrem o ciclo de baixa educação, subemprego e de falta de oportunidade”, destaca o gerente de Vendas e de Produção na Oficina de Papel do Reciclar, João Cruz.

Na sede do instituto, os jovens recebem aulas de português, matemática, conhecimentos gerais e informática, num total de dez horas semanais. Também pelo programa, os participantes com 16 anos ou mais atuam na Oficina de Reciclagem, onde recebem treinamento e realizam as atividades relativas a cada etapa do processo de reciclagem de papel e de manufatura de produtos artesanais.

“É no ambiente de trabalho que o Reciclar ensina aos jovens conceitos de ética, disciplina, responsabilidade e preservação ambiental. A metodologia prevê a rotatividade deles em diversas funções, para que eles compreendam a importância de cada função e escolham com mais autonomia em que área desejam trilhar seu futuro profissional”, explica Cruz.

Para trabalharem na oficina do instituto, os jovens são contratados com carteira assinada e recebem um salário mensal. Também assistem às aulas do Projeto de Complementação Educacional e participam de palestras, passeios culturais e de lazer, além de outras atividades extracurriculares, que reforçam sua formação. Para permanecerem no projeto eles devem apresentar bom desempenho na complementação educacional, na oficina de reciclagem e na escola.

Em quase 17 anos de atuação, o instituto atendeu mais de 500 jovens, sendo 238 só no Projeto Trabalho e Cidadania. Desse total, cerca de 80% estão ativos no mercado de trabalho, em diversas profissões, inclusive ocupando posições de destaque em grandes empresas.

Para alcançar esse resultado, o Reciclar mantém parceria com departamentos de recursos humanos de várias empresas, para os quais encaminha os currículos dos jovens. Também são promovidas palestras e encontros com profissionais de diversas áreas para inspirar e preparar os jovens para o mercado.

Evolução e reconhecimento

Para ser ter uma ideia da evolução do trabalho realizado pelo Instituto Reciclar, o número de jovens atendidos passou de 13, em 1995 quando o programa foi criado, para 130 no ano passado. Vale destacar também o volume de papel reciclado, visto que cada tonelada corresponde à preservação de 20 árvores adultas. A evolução foi de 90 quilos para 14 toneladas no período.

O número de produtos fabricados também registrou crescimento, passando de 600, em 1995, para 110 mil, em 2011. Para este ano, o Instituto Reciclar espera aumentar o número de jovens atendidos, inserir aulas de inglês na educação complementar e melhorar constantemente o conteúdo educacional teórico e prático.

Por sua atuação, a instituição recebeu, em 2004, o Prêmio Bem Eficiente, concedido pela Kanitz & Associados a ONGs brasileiras de destaque. Em 2007, o instituto foi indicado pelo Pacto Global das Nações Unidas como uma das instituições de mais credibilidade e profissionalismo no mundo. Desde a sua fundação, o instituto é auditado pela KPMG, conferindo transparência às suas práticas de governança.


Instituto Reciclar - Telefone: (11) 3768-3607

Também nessa Edição nº: 134
Entrevista: Maurício Voivodic
Entrevista: Cris Guimarães
Artigo: Quer aprender a liderar? Exercite a solidariedade
Notícia: Governo lança novas modalidades de crédito para projetos ambientais
Notícia: São Paulo organiza evento preparatório para Rio +20
Oferta de Trabalho: Procura-se (02/2012)