O que deu na mídia (edição 206)

app_sphere_news

20Brasil inaugura primeira usina solar flutuante do mundo em lago de hidrelétrica – “EBC” – 01/03/2016

O primeiro projeto-piloto no mundo, de exploração de energia solar em lagos de usinas hidrelétricas, com uso de flutuadores, foi lançado ontem (4) na Hidrelétrica de Balbina, no município de Presidente Figueiredo, no Amazonas. Segundo o Ministério de Minas e Energia, a iniciativa já foi implementada em outros países, mas em reservatórios comuns de água. No caso do Brasil, a engenharia será utilizada nos lagos das hidrelétricas, permitindo aproveitar as sub-estações e as linhas de transmissão das usinas, além da lâmina d’água dos reservatórios, evitando desapropriação de terras.

Diferença entre dengue, Zika e chikungunya é sutil, diz especialista – “EBC” – 02/03/2016

As três viroses que mais assustam o Brasil no momento – dengue, Zika e chikungunya – são doenças infecciosas agudas transmitidas pelo mesmo vetor, o mosquito Aedes aegypti. As semelhanças não param por aí: todas elas podem provocar febre, dor e manchas pelo corpo. “A diferença é sutil e o diagnóstico precisa ser clínico e epidemiológico, levando em conta a situação de infecções naquela localidade”, explicou a infectologista e epidemiologista Helena Brígida. Em entrevista à Agência Brasil, a integrante do Comitê de Arboviroses da Sociedade Brasileira de Infectologia destacou que, no caso da dengue, o sintoma de maior destaque é a febre, sempre alta e de início súbito.

Em oito anos, um milhão de brasileiros devem gerar sua própria energia – “Novo Jornal” – 03/03/2016

Você já pensou em gerar a sua própria energia elétrica em casa? Pois essa possibilidade já existe e deve ser cada vez mais comum no país. Segundo estimativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), até 2024 cerca de 1,2 milhão de residências no Brasil vão contar com energia produzida pelo sistema de geração distribuída, que permite que o consumidor instale pequenos geradores de fontes renováveis, como painéis solares e microturbinas eólicas, e troque energia com a distribuidora local, com objetivo de reduzir o valor da conta de luz.

Associação Viva e Deixe Viver oferece Ponto de Cultura – “Instituto Filantropia” – 04/03/2016

O Ministério da Cultura e a Associação Viva e Deixe Viver promovem, entre março e setembro de 2016, o projeto “Viva a Descoberta do Brincar e Contar Histórias”. Realizado sob a chancela do Ponto de Cultura, este projeto tem como proposta oferecer, por meio de atividades de capacitação e oficinas, ferramentas e técnicas sobre a cultura do brincar e do contar histórias para diversos profissionais que trabalhem no desenvolvimento humano e na formação de crianças e adolescentes no âmbito da saúde e educação. Para realizar o projeto “Viva a Descoberta do Brincar e Contar Histórias” e atingir o maior número de profissionais da saúde, o curso será realizado em sete Pontos de Cultura Focais, cada um deles oferecendo os sete módulos do programa, totalizando 49 oficinas gratuitas no ano.

País entra em nova fase de desenvolvimento – “MMA” – 05/03/2016

As ações brasileiras para cortar as emissões de carbono e, com isso, frear o aquecimento global impulsionarão a economia do país. A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, afirmou nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro, que as metas de redução de emissões darão início a um novo estágio de desenvolvimento sustentável em território nacional. As declarações foram dadas em debate promovido pelo Observatório do Clima, no Museu do Amanhã. O compromisso brasileiro é reduzir 37% das emissões de gases de efeito estufa até 2025 e 43%, até 2030. “O Brasil é o primeiro país em desenvolvimento do mundo a oferecer essa meta para toda a economia”, declarou a ministra Izabella Teixeira.

Igualdade de gênero é foco de pesquisa da ONU – “Agência Brasil” – 06/03/2016

Foi lançada pela ONU Mulheres, em parceria com o portal PapodeHomem, a pesquisa Precisamos Falar com os Homens. Feita pela internet e viabilizada pelo Grupo Boticário. A pesquisa é aberta a todas as pessoas e aborda temas como machismo, feminismo e violência entre parceiros. O objetivo é entender como os homens podem participar do diálogo pela igualdade de gênero e identificar como as mulheres percebem o papel dos homens na sua vida e na sociedade hoje, apontando as principais tensões culturais que geram sofrimento e desigualdade. A pesquisa é a segunda etapa de um processo que começou com entrevistas com especialistas e pessoas comuns, no Recife, Rio de Janeiro e em São Paulo, em busca de histórias inspiradoras.

Instituto Unibanco lança boletim Aprendizagem em Foco – “Observatório do Terceiro Setor” – 07/03/2016

Foi lançado pelo Instituto Unibanco um estudo para identificar o perfil e principais características dos jovens de 15 a 17 anos que não concluíram o Ensino Médio e estão fora da escola. A mais recente Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostrou que ainda existem 1,3 milhão de jovens nestas condições e faixa etária. Com base nos dados do IBGE, o estudo mostrou que 52% destes jovens abandonaram os bancos escolares antes mesmo de concluírem o Ensino Fundamental, e que gravidez, no caso das meninas, e necessidade de trabalhar, no dos rapazes, são as principais dificuldades enfrentadas pelos jovens de 15 a 17 anos e que os levam a abandonar os estudos.

PNUD e Embrapa lançam projeto sobre biodiversidade – “ONU” – 08/03/2016

Esta em execução o projeto lançado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), com recursos do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), “Bem Diverso”. O programa visa conservar a biodiversidade brasileira e gerar renda para comunidades tradicionais e agricultores familiares. O projeto abrange três biomas em cinco regiões, envolvendo 12 espécies nativas. No total, estão mobilizadas 12 unidades da Embrapa, oito instituições parceiras e um investimento de 33 milhões de dólares. O objetivo é contribuir para o desenvolvimento sustentável em cinco regiões: Alto Acre e Capixaba; Alto Rio Pardo; Sertão do São Francisco; Médio Mearim e Sobral e Marajó.

O mistério do rio que desapareceu em 2 dias no México – “Terra.com” – 09/03/2016

Moradores de uma zona montanhosa no Estado de Veracruz, no sudeste do México, viram um caudaloso rio desaparecer em questão de dois dias. Tudo o que resta do rio, o Ayotac, é o leito cheio de pedras, poças e lodo. E o mistério ficou ainda maior porque a região tinha sido atingida por chuvas. Parecia que o rio tinha simplesmente sido tragado pela terra. A explicação das autoridades locais é justamente essa: uma falha geológica abriu uma cratera de 30 metros de largura e 20 de profundidade na altura do vilarejo de Rancho San Fermin, a 3 km da nascente do Ayotac.

Pesquisas sobre recuperação do Rio Doce vão ter R$ 6,7 milhões – “EBC” – 10/03/2016

Pesquisadores mineiros poderão encaminhar, até esta terça-feira (8), propostas de pesquisa científica, tecnológica e de inovação que contribuam para a recuperação das áreas afetadas pelo rompimento da barragem da Samarco, que ocorreu no município de Mariana (MG) em novembro do ano passado. Os órgãos responsáveis pelo processo seletivo são a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Zoológico de Gaza coloca à venda animais passando fome – “G1” – 11/03/2016

O proprietário de um zoológico em Gaza está colocando à venda os últimos de seus animais famintos. Mohammad Oweida costumava organizar visitas de famílias e estudantes ao seu zoológico em Khan Younis, na parte sul da Faixa de Gaza. Mas a guerra e as dificuldades econômicas transformaram o projeto no que hoje é um conjunto triste de 15 animais abatidos que ele não consegue mais sustentar. “Tenho que vendê-los para poder salvá-los”, disse Oweida, de 24 anos, sentado perto da jaula de um tigre que não come há quatro dias.

El Niño e efeito estufa fazem gás carbônico ter aumento recorde – “Ambiente Brasil” – 12/03/2016

O dióxido de carbono (CO₂) na atmosfera registrou um aumento recorde com um crescimento de 3,05 partes por milhão (ppm) em 2015 – segundo medições da estação de referência de Mauna Loa, no Havaí. Segundo informou nesta quinta-feira (10) a Agência Oceânica e Atmosférica (NOAA), este “importante” aumento se explica em especial pelo surgimento da corrente marinha quente do Pacífico conhecida como El Niño. Esta corrente reaparece a cada três a cinco anos e provoca mudanças em florestas e outros ecossistemas terrestres que reagem a modificações no clima e ao aumento das precipitações, explicou a agência. A NOAA recordou que o aumento de CO₂ mais importante até hoje tinha sido em 1998, um ano no qual o El Niño também foi muito intenso.

PF combate extração ilegal de madeira em terra indígena no MA – “G1” – 13/03/2016

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira (9) a Operação Lignum, que combate a prática de crimes ambientais ligados à extração, ao transporte e a comercialização ilegal de madeira proveniente da Terra Indígena Alto Turiaçu, no noroeste do Maranhão. A operação é realizada em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Foram cumpridos três mandados de prisão preventiva e busca e apreensão contra madeireiros que continuam a exercer atividade ligada a madeira, apesar de terem contra si medida cautelar de proibição do exercício de atividade econômica voltada à extração, processamento, transporte, compra e venda de madeira.

Cientistas descobrem bactéria capaz de desintegrar plástico de garrafa PET – “Olhar Cidade” – 14/03/2016

Cientistas japoneses anunciaram nesta quinta-feira (10) a descoberta de uma bactéria capaz de decompor completamente o polietileno tereftalato — o plástico do qual são feitas as garrafas PET, um dos problemas mais graves de poluição no planeta. O microrganismo, que oferece uma perspectiva mais viável para tratar o acúmulo desse material no ambiente, foi encontrado em uma usina de reciclagem de lixo. A bactéria, batizada de Ideonella sakaiensis, se alimenta quase que exclusivamente de PET. Segundo os cientistas, a descoberta é de certa maneira surpreendente, porque a bactéria aparenta ter adquirido a capacidade de degradar esse tipo de plástico em um processo que durou poucas décadas.

Fogo atinge áreas de Mata Atlântica em Porto Seguro há 8 dias: ‘criminoso’ – “G1” – 15/03/2016

Incêndios atingem há oito dias diversas áreas de Mata Atlântica do município de Porto Seguro, na região sul da Bahia. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, passada ao G1 nesta quinta-feira (10), as chamas são provocadas pela ação humana, e a situação é agravada pela seca que atinge a região nos últimos meses. Segundo o Coronel Joelson Resende, do 6º Grupamento de Bombeiros Militar (Porto Seguro), o fogo teve início no dia 2 de março e, além da destruição da flora, provoca a morte de animais silvestres. A situação ocorre meses após o Parque Nacional do Monte Pascoal, unidade de conservação criada em 1961 no município, também ter sido atingido por um incêndio.

Nova técnica que combina 2 drogas reduz câncer de mama ‘dramaticamente’ em 11 dias – “BBC” – 16/03/2016

Eles dizem que a descoberta “surpreendente”, apresentada na Conferência Europeia de Câncer de Mama, pode significar que algumas mulheres não irão precisar de quimioterapia. As drogas, testadas em 257 mulheres, atacam uma fraqueza específica encontrada em 1 a cada 10 casos de câncer. Segundo especialistas, a descoberta é um passo importante para cuidados sob medida para o câncer. Os médicos que coordenaram os testes não esperavam – nem sequer pretendiam – alcançar resultados tão significativos. Eles estavam pesquisando como as drogas mudavam o câncer na breve janela entre o diagnóstico de um tumor e a operação para removê-lo. Mas no momento da operação, não havia mais sinais de câncer em algumas pacientes.

Após 4 meses da tragédia, ainda há lama sendo despejada no Rio Doce – “G1” – 17/03/2016

Quatro meses depois do rompimento da barragem de Fundão, da Mineradora Samarco, que destruiu distritos e afetou mais de 30 cidades ao longo do Rio Doce, ainda há lama sendo despejada na região. O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) tem colhido amostras pra avaliar a turbidez que indica a presença de partículas em suspensão na água. O Rio Piranga, que junto com o Rio do Carmo formam o Rio Doce, não recebeu rejeitos de minério. O índice está dentro do limite considerado normal. Mas no Rio do Carmo, a turbidez chega a ser 23 vezes maior do que o padrão recomendado.

Serão investidos R$5 milhões no combate ao preconceito – “Instituto Filantropia” – 18/03/2016

Programas de combate à intolerância religiosa, à violência contra a mulher e ao preconceito contra gays, lésbicas, bissexuais, transsexuais e transgêneros (LGBT) vão receber recurso extra da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Uma ajuda de R$ 5 milhões para a retomada dos programas. Alguns serviços do governo estão parados ou intermitentes por falta de pessoal e de estrutura para atendimento. Com a destinação dos recursos, o novo secretário, o deputado estadual Paulo Melo (PMDB), que tomou posse no último mês, acredita que será possível retomar os programas da pasta por um ano. A previsão é que, com a aprovação, em 10 dias o dinheiro já possa ser utilizado pela secretaria.

Seleção de Empreendedoras para valorização da mulher – “Setor 3” – 19/03/2016

Com o foco em promover uma valorização das mulheres em condição de vulnerabilidade, o Consulado da Mulher abre inscrições para Seleção de Empreendedoras. O objetivo é encontrar mulheres em condições de vulnerabilidade social que saibam produzir e possuam alguma experiência com venda de artigos na área de alimentação para que tenham uma nova chance. A inscrição vai até o dia 22 de março, e a iniciativa é do Consulado da Mulher, ação social da marca Consul. As interessadas precisam ter pelo menos 16 anos e residir na cidade de São Paulo em uma das seguintes regiões: Paraisópolis, Subprefeitura da Vila Prudente 2, Subprefeitura do M’Boi Mirim, Subprefeitura de Santo Amaro e Centro de Referência de Assistência Social Ipiranga.

Secretário de Saúde vai aos EUA em busca de recursos para microcefalia – “G1” – 20/03/2016

Em meio à epidemia das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, o secretário estadual de Saúde, Iran Costa, aportou na cidade de Cambridge, no estado de Massachusetts, nos Estados Unidos, para tentar captar recursos para a realização de pesquisas e tratamento às crianças com microcefalia. Ele participará de reuniões com representantes da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da Organização Pan-americana de Saúde (OPAS) com o intuito de firmar parcerias com entidades estrangeiras para ampliar as ações de combate ao mosquito e às doenças ocasionadas pelo Aedes. Costa ficará nos Estados Unidos até o dia 18 deste mês. Durante esse período, o secretário também irá apresentar as descobertas na detecção da alteração padrão dos casos de microcefalia.

Start-up francesa usa bactérias para iluminar fachadas e ruas sem gastar eletricidade – “BBC” – 21/03/2016

O objetivo da startup Glowee é utilizar esse método – que não consome eletricidade – para iluminar vitrines de lojas, fachadas de prédios, monumentos e outros espaços públicos, além de mobiliário urbano, como pontos de ônibus e placas de sinalização. “A ideia surgiu após assistirmos a um documentário sobre os peixes das profundezas marinhas que produzem sua própria luz”, disse à BBC Brasil Sandra Rey, cofundadora da Glowee. Na época, ela era estudante de design. A empresa utiliza a bioluminescência (emissão de luz por seres vivos, resultante de uma reação química provocada por um gene) para produzir iluminação. As bactérias (não patogênicas nem tóxicas) que recebem o gene de luminescência de lulas são cultivadas em uma solução com nutrientes e açúcar para se multiplicar.

Mapa permite denunciar focos do mosquito e acompanhar casos de zika – “Ambiente Brasil” – 22/03/2016

Seria bom saber se os vizinhos estão tomando todas as precauções para evitar os focos do Aedes aegypti não é? Ou mesmo poder compartilhar com eles informações sobre terrenos baldios, pneus abandonados e outros possíveis criadouros do mosquito no bairro. Mas o que fazer se você não tem contato frequente com as pessoas do mesmo bairro? Pensando nisso uma empresa criou um mapa interativo para a troca de informações sobre focos do mosquito e possíveis locais onde as pessoas foram picadas em todo o país, o “Sem Zika. “Esperamos que as pessoas possam se organizar e não apenas denunciar, mas conhecer a geografia do lugar onde moram, que façam parte do bairro e da rua e transformem o lugar onde vivem”, explica Abimael Cereda Júnior, gestor de educação da empresa Imagem, responsável pelo mapa.

Dupla percorre 5,5 mil km de bicicleta para propagar a educação ambiental – “G1” – 23/03/2016

Dois amigos estão percorrendo o Brasil de bicicleta para propagar a consciência ambiental e colher dados. O biólogo Luiz Henrique Costa Arruda, de São Carlos (SP), e o professor de geografia Marcio Francisco Martins pretendem passar por 15 estados, um total de 5,5 mil km, para levar conhecimento a estudantes de até 45 escolas. Segundo Arruda, cada unidade escolhe uma atividade adequada às suas características e à disponibilidade de recursos e em todas elas professores e alunos são convidados a responder questões sobre as condições em que vivem. Após o fim do percurso, as opiniões serão transformadas em um documentário sobre a percepção ambiental brasileira.

Ambiente insalubre está por trás de 23% das mortes no mundo, diz OMS – “Bem Estar” – 24/03/2016

Quase um quarto das mortes registradas no mundo têm causas relacionadas a fatores ambientais como poluição do ar, água e solo, exposição a químicos, mudanças climáticas e radiação ultravioleta segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Um relatório da OMS, publicado nesta terça-feira (15), estima que em 2012 12,6 milhões de mortes se deveram a esses fatores de risco, que provocam uma centena de doenças ou traumas nos humanos. A OMS, que havia elaborado um primeiro quadro do impacto ambiental em sentido amplo em 2002, estabelece uma lista das dez primeiras patologias vinculadas ao ambiente.

Registros de dengue mais que dobraram no Rio em 2016, diz secretaria – “EBC” – 25/03/2016

A Superintendência de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria de Estado de Saúde informou hoje (15) que do início de janeiro até esta terça-feira foram notificados 23.975 casos suspeitos de dengue no estado do Rio de Janeiro, com uma morte confirmada na cidade de Volta Redonda, região do Médio Paraíba. Os casos já notificados representam mais que o dobro dos casos registrados no mesmo período do ano passado. Nesse período de 2015 foram registrados 10.376 casos suspeitos de dengue no estado. Em todo ano foram contabilizados 71.791 casos suspeitos de dengue no estado do Rio de Janeiro, com 23 óbitos: Barra Mansa (1), Campos dos Goytacazes (4), Itatiaia (1), Miracema (1), Paraty (2), Piraí (1), Porto Real (2), Quatis (1), Resende (8), Volta Redonda (1) e Rio de Janeiro (1).

Brasil ocupa a 11ª posição na AL em saneamento básico, diz estudo – “EBC” – 26/03/2016

Metade da população brasileira não conta com coleta de esgoto e apenas um quarto dela vive em localidades com tratamento dos dejetos, segundo estudo divulgado hoje (16) pelo Instituto Trata Brasil. O “Ranking do Saneamento nas 100 Maiores Cidades” foi feito com base em dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, do Ministério das Cidades, relativos a 2014, e mostra que mais de 35 milhões de brasileiros ainda não recebem água tratada. De acordo com o Instituto Brasil, o país ocupa a 11ª posição entre 17 países analisados pela Comissão Econômica para a América Latina (Cepal), estando atrás da Bolívia, Peru, Uruguai, Equador, Venezuela, Chile, México, Argentina, Colômbia e Costa Rica.

Brasil ganha primeira edição em língua portuguesa do Atlas do Câncer – “G1” – 27/03/2016

Dados sobre a incidência do câncer no Brasil e no mundo assim como formas de prevenção estão reunidas no Atlas do Câncer lançado nesta quarta-feira (16) em São Paulo (SP). Pela primeira vez, a edição ganhou sua versão em língua portuguesa e contou com a participação de profissionais do Hospital de Câncer em Barretos (SP), e de pesquisadores das três principais instituições de tratamento da doença nos Estados Unidos. O atlas com informações sobre a doença em 185 países está disponível nas versões impressa e online. O livro mostra que os tipos de câncer mais comuns no Brasil, o de mama entre as mulheres e o de próstata nos homens, têm as chances de tratamento e cura enormemente facilitadas quando o diagnóstico é precoce.

Seminário debate gestão das águas no Brasil – “MMA” – 28/03/2016

Apenas 2,5% de toda a água disponível no planeta Terra é composta por água doce. Desses, menos de 1% de toda a água doce existente no mundo está acessível às pessoas, sendo encontrada em lagos, rios, áreas úmidas e aquíferos subterrâneos. E na data em que se comemora o Dia Mundial da Água, nesta terça-feira, 22 de março, a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Ministério do Meio Ambiente (MMA) promovem o seminárioCrise Hídrica e a Segurança de Barragens no Brasil, no auditório Flávio Terra Barth, na sede da ANA, em Brasília, com a presença da ministra Izabella Teixeira, do diretor-presidente da ANA, Vicente Andreu, e do ex-ministro da Advocia-Geral da União, Luís Inácio Lucena Adams. O evento é fechado para convidados e servidores da casa.

Fazendeiro é multado em R$ 2 mil por criar lhama boliviana no Brasil – “G1” – 29/03/2016

Uma lhama foi encontrada numa fazenda em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, na sexta-feira (18), após uma denúncia de maus-tratos. Policiais ambientais foram até a propriedade e, de acordo com o tenente Renato Pacheco Câmara, não foi constatado maus-tratos, porém, como o animal pertencia à fauna da Bolívia, o fazendeiro foi multado. Foi aplicada uma multa no valor de R$ 2,2 mil por crime ambiental, com base no artigo 31 da Lei 9.605 de 1998, que proíbe a introdução de espécie animal no país sem parecer técnico oficial favorável e licença expedida por autoridade competente. A pena prevista é de três meses a um ano de detenção e multa.




Também nessa Edição nº: 206
Artigo: Coalizão Brasil defende inclusão do setor empresarial na comissão de REDD+
Artigo: Diagnósticos corretos salvam alunos com dificuldades na escola
Notícia: Natura anuncia projeto vencedor do Hackathon Ekos
Notícia: Congresso gratuito debate sobre o autismo
Notícia: Imposto de Renda Solidário pode ser destinado para projetos socioculturais até abril
Notícia: Casa de emprega doméstica é eleita melhor casa do mundo pelo ArchDaily