O que deu na mídia (edição 192)

app_sphere_news

Seminário debate práticas para uma cidade educadora – “Envolverde” – 13/05/2015

Qual a relação entre escolas e cidades? Como aprender no e com o território? Que modelos existem para extensão da jornada escolar? Com a proposta de responder estas e outras questões, o Movimento de Ação e Inovação Social (MAIS) e o Centro de Referências em Educação Integral realizarão, nos dias 10 e 11 de junho, na capital fluminense, o Seminário Internacional de Educação Integral: Práticas para uma Cidade Educadora. O evento é gratuito e congregará diferentes tipos de atividade: painéis de debate, oficinas de experimentação e vivências, além de duas conferências internacionais sobre a integração entre escolas e territórios.

Compromisso Público da Pecuária: o que dá certo precisa ser ampliado – “Greenpeace” – 13/05/2015

A produção pecuária brasileira continua sendo a principal causadora do desmatamento da Amazônia. Mas, graças ao Compromisso Público da Pecuária (ou Acordo pelo Desmatamento Zero), assinado em 2009, os maiores frigoríficos do país estão mostrando que é possível sim eliminar o desmatamento de sua cadeia produtiva. Mas é preciso muito mais. Para que a produção pecuária deixe de ostentar o nefasto status de principal ameaça à preservação da maior floresta tropical do planeta, temos que ampliar a lista de frigoríficos comprometidos com o desmatamento zero, fortalecer o controle sobre as fazendas fornecedoras, de modo que os supermercados tenham controle total sobre a origem da carne que comercializam (dando inclusive transparência pública para estes dados).

Edukatu convoca para o Food Revolution Day – “Edukatu” – 13/05/2015

Mudar hábitos a favor de uma alimentação saudável e compartilhar propostas sobre sustentabilidade e consumo consciente relacionadas aos alimentos é um dos objetivos do Food Revolution Day (Dia da Revolução Alimentar). O chef inglês Jamie Oliver foi quem começou a campanha, convocando as pessoas para que, neste dia, ao cozinhar, escolham alimentos orgânicos e naturais. Agora, a data é também comemorada em muitas cidades do Brasil e em mais de 90 países. A alimentação saudável é um dos grandes desafios mundiais. Ainda são poucas as pessoas que consomem a quantidade recomendada de frutas e hortaliças, por exemplo. De acordo com pesquisa do Ministério da Saúde divulgada em abril deste ano, apenas 24,1% dos brasileiros ingerem 400 gramas diários destes alimentos, em cinco ou mais dias da semana – a quantidade recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Diretor do C40 defende redução das emissões por pessoa – “Envolverde” – 14/05/2015

Um dos maiores especialistas do mundo na abordagem da relação entre mudanças climáticas e cidades, o britânico Mark Watts, esteve em Salvador na quarta-feira, 13 de maio, para participar do evento Cidades e Clima – Estratégia de Adaptação e Resiliência, promovido pela Secretaria Cidades Sustentáveis (Secis), com o apoio do Conselho de Responsabilidade Social da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Cores/Fieb). Diretor executivo do grupo de cidades C40, cujo objetivo é reunir algumas das maiores cidades do mundo para estudar e compartilhar soluções de combate ao aquecimento global, Watts liderou também o desenvolvimento do Plano de Ação para Mudança Climática de Londres, além de um programa associado para reduzir as emissões de carbono na capital britânica em 60% até 2025.

Estrada rural adequada, rios protegidos – “WWF” – 14/05/2015

O Pacto em Defesa das Cabeceiras do Pantanal, aliança da qual o WWF-Brasil faz parte e que tem por objetivo proteger as águas da região, ofereceu nos dias 6 e 7 de maio, em Tangará da Serra, Mato Grosso, um curso de adequação de estradas rurais para 50 técnicos e operadores de máquinas da região. O treinamento foi oferecido graças à parceria com o Programa Cultivando Água Boa, coordenado pela Itaipu Binacional na Bacia Hidrográfica do Rio Paraná, localizada no oeste do Paraná e sul do Mato Grosso do Sul. Além de provocar acidentes, estradas mal construídas e conservadas são responsáveis por uma série de processos de degradação ambiental. “Uma chuva forte em vias mal construídas pode causar erosões, além do carreamento do solo para os cursos d’água” explica o coordenador do Programa Água para Vida do WWF-Brasil, Glauco Kimura de Freitas.

Projeto sobre o tatu-canastra ganha “Oscar Verde” da conservação do meio ambiente – “EcoDesenvolvimento” – 14/05/2015

O projeto para proteção e conservação do gigante tatu-canastra (Priodontes maximus), desenvolvido no Pantanal do Mato Grosso e conduzido pelo pesquisador francês Arnaud Desbiez, conquistou no dia 29 de abril o Prêmio Whitley de Conservação Ambiental, concedido pela Fundação Whitley. A cerimônia foi realizada na sede da Royal Geographical Society, em Londres, e o prêmio foi entregue a Desbiez pela patrona da Fundação Whitley, a princesa Anne, da Inglaterra, filha da rainha Elizabeth II. Conhecido como o “Oscar Verde” da conservação do meio ambiente, o prêmio é considerado uma das maiores honrarias da área ambiental de todo o mundo. Além do troféu e da homenagem que receberam da princesa, os vencedores ganharam, também, 35 mil libras esterlinas (cerca de R$ 160 mil) para dar continuidade ao trabalho de conservação e estender a pesquisa com o tatu-canastra para o bioma Cerrado.

São Paulo lança edital para renovar sistema de bikes públicas – “Mobilize” – 14/05/2015

Anunciado com exclusividade há um mês pelo Mobilize (http://www.mobilize.org.br/noticias/7957/prefeitura-quer-melhorar-sistema-de-bikes-publicas-em-sp.html), o processo pretende unificar os dois sistemas existentes, melhorar a qualidade do serviço e ampliar a área de abrangência, em todas as regiões da cidade. O texto publicado na página 74 do Diário Oficial trata do Processo Administrativo 2015-0.121.905-3 e tem como objeto o “Recebimento de propostas para celebração de Termo de Cooperação, visando à implantação, operação e manutenção de Sistema Público de Bicicletas Compartilhadas na Cidade de São Paulo, através de estações de autoatendimento, ofertando alternativa de transporte sustentável à população, em consonância com o planejamento cicloviário do Município, de acordo com as especificações e demais disposições constantes do Edital e seus Anexos”.

Prêmio ECO abre inscrições para a sua 33ª edição – “Amcham” – 14/05/2015

Estão abertas as inscrições para o mais tradicional prêmio que consagra práticas empresariais rumo a sustentabilidade no Brasil: o Prêmio ECO, que está em sua 33ª edição. Todas as informações podem ser obtidas no site http://www.premioeco.com.br, que está de cara nova. Empresas de todo o país, públicas, privadas, de economia mista e de pequeno, médio e grande porte estão aptas a se candidatar (conforme Regulamento – Tópico I – Natureza do Prêmio). Para avaliar os trabalhos, a Amcham contará com um júri formado por mais de 50 especialistas, consultores, gestores e pesquisadores, através de uma análise online e confidencial. Criado em 1982, o Prêmio ECO é o mais antigo do país ao reconhecer a sustentabilidade empresarial.

Greenpeace lança na China aplicativo para detectar alimentos transgênicos – “EBC” – 14/05/2015

A organização não governamental Greenpeace anunciou nesta quarta-feira (13) na China o lançamento de um aplicativo para celular que permite detectar alimentos que contenham ingredientes transgênicos, para pressionar as empresas a colocarem etiquetas que demonstrem o uso desses produtos. A organização ambientalista garante que a lei chinesa requer rótulos de advertência sempre que os produtos alimentares, ou seus respectivos derivados resultem de organismos geneticamente modificados (OGM). No Brasil, a Câmara dos Deputados aprovou no último dia 28 o projeto que acaba com a exigência de afixar o símbolo de transgenia nos rótulos de produtos geneticamente modificados (OGM) destinados a consumo humano.

Al Gore: “Eu poderia tornar-me católico” por causa do posicionamento do papa sobre o aquecimento global – “IHU” – 14/05/2015

Assim como Paulo na estrada de Damasco, Al Gore teve uma revelação que ele poderia tornar-se católico. Não porque teve qualquer revelação religiosa, mas por causa da preocupação do Papa Francisco com o aquecimento global. A reportagem é de Michael Bastasch, publicada no sítio Daily Caller, 05-05-2015. A tradução é de Claudia Sbardelotto. “Eu acho que o Papa Francisco é realmente uma figura bastante inspiradora”, disse Gore durante um evento na Universidade da Califórnia, em Berkeley. “Um fenômeno. Eu estou impressionado com a clareza da força moral que ele encarna”. “Bem, eu já disse publicamente no ano passado, fui criado na tradição da Igreja Batista do Sul, mas eu poderia me tornar um católico por causa desse papa”, disse Gore.

Metas já entregues para Paris não impedem aquecimento acima de 2ºC – “Observatório do Clima” – 14/05/2015

Se dependermos das metas de redução de emissões apresentadas até agora, o objetivo de impedir que a elevação da temperatura média global ultrapasse os 2°C não será alcançado. Os países precisam tornar suas INDCs (Contribuição Nacionalmente Determinada Pretendida) mais ambiciosas ainda antes da Conferência do Clima que será realizada em dezembro deste ano e revisá-las periodicamente depois do acordo de Paris. A análise foi divulgada nesta semana pela London School of Economics and Political Science. Um de seus autores é Nicholas Stern, ex-economista-chefe do Reino Unido, que publicou o primeiro grande estudo sobre prejuízos econômicos da mudança climática, em 2006.

A cada 15 dias indo ao trabalho de bike, servidor do MPF-PE ganha 1 dia de folga – “Hypeness” – 15/05/2015

Para estimular o uso da bicicleta como meio de transporte no dia a dia, o Ministério Público Federal de Pernambuco aprovou uma portaria (n° 46/2015) que garante ao servidor 1 dia de folga a cada 15 em que ele usar a bicicleta para ir até o trabalho. A regra, que está em funcionamento desde março deste ano, tem o objetivo de beneficiar os funcionários que deixam o carro de lado, buscando uma alternativa de transporte sustentável e saudável. Para ter direito ao benefício, proposto pelo procurador da República Rafael Ribeiro Nogueira Filho, os servidores devem estacionar as bikes dentro do edifício da Procuradoria e assinar uma declaração, que é então enviada à coordenação para o abono do dia de trabalho. A conta é simples: 15 dias de bike, 1 de folga. Para se adequar aos ciclistas, o prédio agora conta com vestiários para que os servidores possam tomar uma ducha e trocar de roupa antes de começarem a trabalhar.

Fernando Meirelles: “Quando não sou ecochato, sou biodesagradável” – “Época” – 15/05/2015

O cineasta Fernando Meirelles não tem medo de ser chamado de “ecochato” ou “biodesagradável”. Depois de grandes sucessos como Cidade de Deus, Ensaio sobre a Cegueira e o Jardineiro Fiel, o diretor vem emprestando seu talento a melhorar a comunicação das causas ambientais. Fernando co-produziu o filme A Lei Da Água sobre crises hídricas e nascentes florestais. Está ajudando a transmitir a mensagem de urgência no enfrentamento das mudanças climáticas. E assumiu o desafio de comunicar aos brasileiros o valor da biodiversidade e os ambientes naturais. Fernando está escalado para falar sobre comunicação ambiental no VIII Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação. O evento é promovido pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza. Acontece entre os dias 21 e 25 de setembro em Curitiba (PR). Na entrevista a seguir, Fernando conta como despertou para a ecologia e como vê o desafio de apresentar o tema a um público amplo.

Estado do Rio tem 30,7% de cobertura original da Mata Atlântica – “EBC” – 15/05/2015

A medição da cobertura remanescente de Mata Atlântica feita pela Fundação SOS Mata Atlântica e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) passou a contabilizar áreas menores, o que aumentou para 30,7% a área remanescente em relação à cobertura original no estado do Rio de Janeiro. Antes, apenas áreas com mais de 3 hectares eram contadas. Com o acesso a imagens de satélite de melhor resolução, os técnicos passaram a levar em conta áreas a partir de 1 hectare no estado. Segundo o levantamento divulgado hoje (14), o estado do Rio tem 18,6% de sua área coberta por remanescentes florestais, 1,2% preenchido por restingas e 0,3%, por mangues. Com o aumento da precisão dos dados, foi possível acrescentar a essas áreas cerca de 10% classificados como vegetação natural e 0,6% de formações naturais não florestais, que incluem refúgios naturais, vegetação de várzea, campos de altitude e dunas.

Ibama interrompe um dos maiores desmatamentos do Alto Paranaíba – “Globo.com” – 15/05/2015

Uma operação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) interrompeu um dos maiores desmates ilegais já constatado na região do Alto Paranaíba. O desmate de 61 hectares estava ocorrendo em uma fazenda de Monte Carmelo. A área foi embargada e o proprietário multado em R$ 310 mil. A informação foi divulgada na quarta-feira (13) no portal do órgão. O Ibama informou que a ação foi realizada por agentes ambientais do escritório do Ibama em Uberlândia e atendeu a uma solicitação do Ministério Público Federal (MPF). A operação ainda contou com apoio da Polícia Ambiental de Patrocínio.

Novo Código Florestal e falta de água: tudo a ver – “Greenpeace” – 15/05/2015

“Veta, Dilma!”. Era o que diziam ambientalistas, músicos, cientistas, estudantes e donas de casa em todos os cantos do país, enquanto o projeto do novo Código Florestal brasileiro seguia adiante no Congresso. O grito das ruas foi ignorado – ou como disse o governo “parcialmente atendido”, e em 2012 veio a promulgação. Apenas um ano após sua aprovação, o Sistema de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal, o Prodes, registraria um aumento de quase 30% no desmatamento (após quatro anos de queda). Era de se esperar. Ignorando todos os estudos científicos que apontavam o erro, desmatadores foram anistiados, Áreas de Proteção Permanente reduzidas, áreas que antes deveriam ser recompostas com floresta nativa foram disponibilizadas para outros usos (como agricultura e pecuária), abrindo possibilidade para mais desmatamento.

Fórum de Negócios reúne lideranças de 63 países em São Paulo – “Envolverde” – 16/05/2015

A cidade de São Paulo recebe nesta semana cerca de mil participantes, vindos de 63 países, para oGlobal Summit of Women, realizado pela primeira vez no Brasil em seus 25 anos de história. Conhecido como “Davos das Mulheres”, o encontro global reuniu, na manhã desta quinta-feira, NguyenThiDoan, Vice-Presidente do Vietnã, e Eleonora Minicucci, Ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, além de 30 ministras de diversos países, 45 CEOs e centenas de líderes empresariais dos quatro continentes. “Estamos muitos satisfeitos em realizar o Summit em um país cuja economia é a sétima maior do mundo e na cidade de São Paulo, a capital de negócios do Brasil”, afirma Irene Natividad, presidente do Global SummitofWomen.

Metas do Milênio para saúde não serão alcançadas em sua plenitude – “EcoDesenvolvimento” – 16/05/2015

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou na quarta-feira, 13 de maio, que até o final de 2015, o mundo terá cumprido os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODMs) por contornar as epidemias de HIV, a malária e a tuberculose, e aumentar o acesso a água potável, mas provavelmente ficará aquém de atingir outros objetivos relacionados com a saúde em áreas como a mortalidade infantil e materna e o saneamento básico. “Os ODMs foram bons para a saúde pública. Eles chamaram a atenção política e geraram fundos muito necessários para muitos desafios importantes de saúde pública”, destacou Margaret Chan, diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre as Estatísticas de Saúde Mundial deste ano. “O relatório reforça a necessidade de manter os esforços para assegurar que as pessoas mais vulneráveis do mundo tenham acesso aos serviços de saúde”.

Canadá anuncia que cortará em 30% as emissões de gases-estufa até 2030 – “Globo.com” – 17/05/2015

O Canadá reduzirá 30% de suas emissões de gases de efeito estufa até 2030 em relação a 2005, segundo a ministra do Meio Ambiente do país, Leona Aglukkaq, ao anunciar os objetivos do país para a conferência da ONU sobre o clima em dezembro, em Paris. A meta, que o Canadá tinha que definir antes da cúpula do G7 em junho, é “ambiciosa”, segundo a ministra, que concedeu coletiva na última sexta-feira (15). Durante a conferência de Copenhague, em 2009, o Canadá se comprometeu a reduzir 17% de suas emissões de gases de efeito estufa até 2020 em relação a 2005, mas em vez de reduzi-las, aumentou. Em meados de abril, o ministério do Meio Ambiente informou que as emissões de gás aumentaram cerca de 20% em relação à meta inicial.

Engenheira ambiental Marilene Ramos é a nova presidente do Ibama – “MMA” – 17/05/2015

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, deu posse hoje à nova presidente do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Marilene Ramos. O tom da cerimônia foi o chamamento da equipe técnica para enfrentar os desafios brasileiros no atendimento às demandas do desenvolvimento econômico com a garantia da conservação ambiental, qualidade de vida e equilíbrio do planeta. “Trabalhamos com gestão de resultados, para uma sociedade que paga R$ 1,3 bilhão por ano para o funcionamento do Ibama”, afirmou Izabella Teixeira. Ela comentou que as demandas exigem ainda mais recursos, mas que os investimentos podem ser realizados por meio de parcerias, e citou ações desenvolvidas pelo Ministério do Meio Ambiente com o Ministério dos Transportes e muitas vezes com a participação de agências reguladoras do Governo Federal.

Parcerias e investimento de R$ 200 mi impulsionam astrofísica no Brasil – “UOL” – 17/05/2015

A comunidade astrofísica paulista, que reúne um terço dos pesquisadores e metade da produção científica nacional da área, prepara-se para dar um salto qualitativo daqui até meados da próxima década. Acordos recentes fechados com quatro grandes projetos internacionais garantiram a participação de pesquisadores de São Paulo em empreitadas de ponta da ciência mundial, cuja ambição é responder a algumas das questões mais fundamentais que levam os astrônomos a esquadrinhar os céus com seus telescópios, satélites e sondas, como o enigma da vida extraterrestre e a natureza da matéria escura e da energia escura, os dois principais constituintes do Universo sobre os quais quase nada se sabe. Até 2024, a Fapesp terá destinado quase R$ 200 milhões a esses projetos, sem contar os investimentos em outras iniciativas da área de astrofísica.

Estudo de Impacto ambiental na Antártica é aprovado. Obras começam em dezembro – “Ambiente Brasil” – 17/05/2015

Os integrantes do Grupo de Avaliação Ambiental (GAAm), coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), aprovaram, nesta sexta-feira (15), o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) referente à reconstrução da Estação Antártica Comandante Ferraz e 24 projetos científicos a serem desenvolvidos na área de abrangência da base brasileira. O EIA tem a finalidade de orientar a construção da nova estação, seguindo as normas do Protocolo de Proteção Ambiental da Antártida. A previsão da Marinha do Brasil é de iniciar a obra no próximo verão, entre dezembro de 2015 e março de 2016. Segundo a Armada, o processo licitatório para selecionar a empresa responsável pela construção da nova Estação Antártica Comandante Ferraz está em fase final e deve ser definida já na próxima semana.

Governo do Equador diz ter obtido recorde mundial em reflorestamento – “Globo.com” – 17/05/2015

O presidente do Equador, Rafael Correa, anunciou neste sábado (16) que o país estabeleceu o recorde mundial de reflorestamento, no Livro Guinness, após plantar 647 mil plantas de mais de 200 espécies, de maneira simultânea, em todo o território. “Acabam de me informar que já quebramos o recorde Guinness de reflorestamento”, celebrou o presidente, em seu informe semanal de atividades de governo, quatro horas depois do início do maior programa equatoriano de reflorestamento. A marca Guinness foi estabelecida com o plantio de 647.250 unidades, realizado por 44.883 pessoas em 1.997 hectares do país, detalhou a ministra equatoriana do Meio Ambiente, Lorena Tapia, no Twitter.

Pesquisadores brasileiros discutem redução de uso de animais em testes – “UOL” – 17/05/2015

A busca por alternativas ao uso de animais em ensaios clínicos e testes de produtos intensificou-se na última década. Um dos casos mais representativos é o programa Tox 21 (Toxicologia do Século 21), criado com a colaboração de agências federais norte-americanas como os National Institutes of Health (NIH) e a Environmental Protection Agency (EPA). Lançado em 2008, utiliza modelos matemáticos e computacionais, aliados à genômica e à tecnologia robótica, para estudar a estrutura e a toxicidade de uma vasta coleção de compostos químicos. O objetivo é conhecer as vias pelas quais as toxinas agem no organismo e criar métodos capazes de predizer se um candidato a fármaco merece ser submetido a ensaio clínico. Ao descartar moléculas prejudiciais à saúde, evita-se a utilização de animais em testes de compostos previamente classificados como tóxicos.

Em 2017 mundo terá 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico – “180 Graus” – 18/05/2015

Até 90% do lixo eletrônico do mundo, com valor estimado em 19 bilhões de dólares, é comercializado ilegalmente ou jogado no lixo a cada ano, de acordo com um relatório divulgado na última terça-feira (12/05) pelo Programa da ONU para o Meio Ambiente (PNUMA). A indústria eletrônica, uma das maiores e que mais crescem no mundo, gera a cada ano até 41 milhões de toneladas de lixo eletrônico de bens como computadores e celulares smartphones. Segundo previsões, este número pode chegar a 50 milhões de toneladas já em 2017. Entre 60 e 90% destes resíduos são comercializados ilegalmente ou jogados no lixo, de acordo com o PNUMA. A Organização Internacional de Polícia Criminal (INTERPOL) estima que o preço de uma tonelada de lixo eletrônico gira em torno de 500 dólares.

Ban pede mais investimento em energia sustentável – “UOL” – 18/05/2015

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu mais investimento no setor de energia sustentável. A declaração foi feita para marcar o início do Fórum das Nações Unidas sobre Energia Sustentável para Todos, que começa esta segunda-feira em Nova York. Ban pediu aos empresários que ampliem os investimentos em tecnologias de baixo carbono e para combater a mudança climática. O chefe da ONU cita que os investimentos globais em energia e combustíveis renováveis aumentaram mais de 15% em 2014. Nos países em desenvolvimento a alta foi o dobro desse índice. Apesar disso, Ban explicou que as fontes de energia renováveis representam menos de 10% da eletricidade global. O secretário-geral mencionou a Plataforma da ONU de Eficiência Energética que tem o potencial de dobrar a eficácia do setor até 2030.

Registro de água pré-pago faz retroceder êxitos da África – “Envolverde” – 18/05/2015

Muitos países se aproximam da meta de reduzir pela metade a população sem acesso à água potável, parte dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), mas numerosos ativistas denunciam que várias nações da África que instalaram registro pré-pago do serviço dificultam a população pobre a contar com o recurso. “A meta de assegurar que todas as pessoas tenham acesso à água potável sofreu, na África, um revés, porque muitos de seus países recorreram ao uso de registros pré-pagos, que deixam os pobres sem acesso à água”, disse à IPS a diretora da organização zimbabuense Plataforma para o Desenvolvimento da Juventude, Claris Madhuku.

Plenária na Câmara discute ameaças aos direitos tradicionais – “Greenpeace” – 18/05/2015

Acontece na Câmara dos Deputados, em Brasília, a plenária Ameaças aos direitos fundamentais e PEC 215: democracia, povos indígenas e meio ambiente. O objetivo é discutir os ataques promovidos pelo Congresso contra os direitos fundamentais e humanos, em especial os direitos territoriais de povos indígenas e comunidades tradicionais e o direito de toda a sociedade brasileira ao meio ambiente. O evento ocorrerá no Plenário 14 do anexo II da Câmara, entre as 9h e 12h. A plenária será transmitida pelo Mídia Ninja e também conta com um evento no Facebook, onde está disponível sua carta-convite.

Projeto quer instalar hortas educativas nas escolas de São Paulo – “UOL” – 18/05/2015

Uma campanha de crowdfunding do projeto Horta nas Escolas quer arrecadar verba para implantar hortas educativas em até dez escolas localizadas em regiões vulneráveis de São Paulo. O objetivo do projeto é usar “de maneira racional” os grandes espaços sem nenhuma utilidade de escolas públicas paulistanas para a produção de alimentos, criando uma interface entre estudantes, professores e comunidades, projetando uma Cidade Sustentável. “Vamos fazer com que as hortas sirvam como um instrumento de educação ambiental e alimentar de forma interdisciplinar e vivenciada, onde a natureza é compreendida como um todo dinâmico e onde o ser humano é parte integrante da natureza e agente das transformações do mundo em que vive”.

Peritos pedem papel central para sociedade civil em agenda pós-2015 – “Nações Unidas” – 18/05/2015

Um grupo de especialistas em Direitos Humanos das Nações Unidas apelou aos Estados-membros que reconheçam e apóiem o papel de uma sociedade civil livre e ativa na implementação da agenda de desenvolvimento pós-2015. Os relatores afirmaram que “um papel central para a sociedade civil é a única forma de garantir objetivos de desenvolvimento pós-2015 inclusivos”. Em comunicado conjunto, emitido nesta segunda-feira, os especialistas pediram novas metas globais que sejam firmemente enraizadas em normas e padrões internacionais de direitos humanos. Representantes de governos estão reunidos em Nova York até  22 de maio para discutir uma estrutura de monitoramento e avaliação para a agenda de desenvolvimento pós-2015.

Instituto espanhol testará vacina contra Aids em 200 pessoas em 2016 – “Globo.com” – 18/05/2015

O Instituto de Pesquisa da Aids (IrsiCaixa) começou a preparar os testes clínicos de sua vacina terapêutica contra a doença, que será usada em um grupo de 150 e 200 voluntários a partir do próximo ano, segundo informações divulgadas pela instituição nesta segunda-feira (18). A vacina foi desenvolvida por pesquisadores do IrsiCaixa, de Barcelona, se mostrou eficaz em testes com animais e é a primeira desenvolvida com base na resposta imunológica apresentada por um grupo reduzido de pessoas capazes de controlar a infecção por HIV sem tratamento antirretroviral. Segundo o centro, atualmente estão sendo produzidos os lotes clínicos que serão administrados para os voluntários, assim como desenvolvidos os testes para a aprovação pela Agência Espanhola de Remédios e Produtos Sanitários.

Brasileiro está preocupado com mudanças climáticas, aponta pesquisa – “EBC” – 19/05/2015

O brasileiro está preocupado com as mudanças climáticas e acredita que o governo tem feito muito pouco para enfrentar o problema. É o que mostra uma pesquisa do Instituto Datafolha, encomendada pelo Observatório do Clima e pelo Greenpeace Brasil, para medir o conhecimento e o nível de preocupação da população brasileira com as mudanças climáticas e o grau de informação sobre a microgeração de energia solar, aquela que é colocada nos telhados das casas. Segundo a pesquisa, 91% dos entrevistados acreditam que as mudanças climáticas são causa de muita preocupação com o futuro do planeta e 95% acham que elas já estão afetando o Brasil. Nove em cada dez entrevistados apontaram que as crises na oferta de água e energia têm relação com as mudanças do clima, sendo que, para 74% desse total, há muita relação entre a falta de água e de luz e as alterações no clima.

Aquecimento global: comunidade internacional “não tem direito de falhar” – “Terra.com” – 19/05/2015

A comunidade internacional não tem “o direito de falhar” na luta contra as mudanças climáticas, alertou o chefe da diplomacia francesa, Laurent Fabius, nesta segunda-feira em Berlim. “Não temos o direito de falhar (…) Temos que nos comprometer muito, porque não há nenhuma alternativa pela simples razão de que não há um planeta alternativo”, disse Fabius na abertura do “Diálogo de Petersberg”, uma reunião informal sobre o clima iniciada em 2010 pela chanceler alemã, Angela Merkel, após o fracasso da cúpula de Copenhague em 2009. Esta reunião ocorre nesta segunda e terça-feira, em Berlim, onde representantes de 35 países reuniram-se para o trabalho preparatório para a conferência de Paris (COP 21) no final do ano, o que deve levar a um acordo global para limitar mundial Alterações Climáticas a 2°C em relação à era pré-industrial.

Entidades lançam guia empresarial para proteção de crianças e adolescentes – “Eco Desenevolvimento” – 19/05/2015

Há dois anos um grupo de empresas brasileiras e a Iniciativa Desenvolvimento Local & Grandes Empreendimentos (IDLocal), do Centro de Estudos em Sustentabilidade (GVces) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV/EAESP) reuniram-se para desenvolver estratégias e diretrizes que protegessem os direitos de crianças e adolescentes durante a instalação e operação de grandes empreendimentos no país. Em 2014, algumas empresas-membro da iniciativa assumiram o desafio de implementar as diretrizes voltadas à inclusão da temática Proteção Integral de Crianças e Adolescentes (C-A) na gestão empresarial, dando continuidade ao trabalho iniciado em 2013.

Exposição resgata história dos índios no Rio de Janeiro – “EBC” – 19/05/2015

A história indígena e os processos judiciais envolvendo a utilização de terras dos habitantes originais do Rio de Janeiro no século XIX são os principais temas da exposição “O Rio de Janeiro continua índio” aberta hoje (18), no Antigo Palácio da Justiça, centro da capital fluminense. São 26 painéis temáticos contando a história dos primeiros povoadores que viviam no Rio há pelo menos 8 mil anos antes da chegada dos portugueses. Além dos painéis, nove processos jurídicos mostram aldeias indígenas no estado. A iniciativa é do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, em parceria com o Museu do Índio/Funai. A exposição é gratuita e fica aberta até 31 de julho.

Evento em São Paulo debate os três anos de aprovação do Código Florestal – “Observatório ABC” – 19/05/2015

Organizado pela Iniciativa Verde, SOS Mata Atlântica, Imaflora e Ipam, será realizado debate sobre os três anos de aprovação do novo Código Florestal. O evento ocorrerá na próxima quinta-feira (21/5), das 9 às 12h30, no Hotel Intercontinental (Alameda Santos, 1123 – Sala Nery, em São Paulo). O objetivo é alertar para a efetiva regulamentação do novo Código Florestal. Por isso, a organização busca reunir governo, academia, sociedade civil e iniciativa privada para analisar a implantação do Código e seus desafios.

Pesquisa: 80% da população subestima impacto da alimentação não saudável – “Akatu” – 20/05/2015

Uma pesquisa da Consumers International (CI) revelou que mais de 80% da população subestima o impacto global da alimentação não saudável em comparação a outras causas. Apenas 18% responderam corretamente que as dietas não saudáveis contribuem mais para mortes que guerras, tabagismo, consumo de álcool, HIV/Aids ou malária. No Brasil, essa pergunta foi respondida corretamente por 12% das pessoas. Mais de 11 milhões de mortes por ano acontecem em consequência de uma má alimentação, segundo estimativa do Institute for Health Metrics and Evaluation, baseado no estudo Global Burden of Disease 2010.

Merkel pede à Europa corte mais agressivo das emissões de gases – “Globo.com” – 20/05/2015

A chanceler alemã, Angela Merkel, abriu nesta terça-feira (19) a porta para que a União Europeia (UE) amplie seus objetivos de redução de emissões de gases que instigam a mudança climática além dos fixados no ano passado. A chefe do governo alemão fez estas declarações em seu discurso no sexto Diálogo do Clima de Petersberg, um fórum informal em Berlim que busca avançar as negociações multilaterais para encontrar na Cúpula do Clima de Paris um substituto ao Protocolo de Kyoto. “A UE já mandou um sinal claro no ano passado ao anunciar que reduziria até 2030 pelo menos em 30% suas emissões com relação a 1990. Mas o termo ‘pelo menos’ deixa a porta aberta a voltar a refletir internamente se devemos realizar mudanças”, assegurou Merkel.

Seminário debate Programa da Sociobiodiversidade – “MMA” – 20/05/2015

O ministro interino do Meio Ambiente, Francisco Gaetani, ressaltou, nesta terça-feira (19/05), em Brasília, na abertura do II Seminário Nacional da Sociobiodiversidade, os avanços das políticas públicas para a agricultura familiar e extrativistas, como a Política de Garantia de Preços Mínimos para Produtos da Sociobiodiversidade (PGPMBio). O encontro, com a duração de dois dias, tem a participação de organizações da sociedade civil de todas as regiões, que debatem a proposta do programa nacional para o setor, que está em fase final de elaboração. “Por meio de diversas políticas públicas, o Ministério do Meio Ambiente tem valorizado a conservação ambiental com geração de renda”, ressaltou Gaetani.

Hollande diz que não haverá acordo para o clima sem financiamentos – “Globo.com” – 20/05/2015

O presidente francês, François Hollande, apelou nesta terça-feira (19) aos países industrializados para que apoiem financeiramente as economias em vias de desenvolvimento, no intuito de que estas se somem na Cúpula do Clima de Paris a um acordo internacional para reduzir os efeitos da mudança climática. Hollande realizou esta chamada em seu discurso no sexto Diálogo do Clima de Petersberg, um fórum informal em Berlim que tenta avançar as negociações multilaterais para se obter, no final do ano, um substituto ao Protocolo de Kyoto.

Conferência debate a atuação das empresas diante das mudanças climáticas- “Ethos” – 20/05/2015

No último dia 7 de maio, a Associação Brasileira das Companhias Abertas (Abrasca) e o CDP realizaram, em São Paulo, a 1ª. Conferência Abrasca e CDP, com o tema central “Como Proteger e Criar Valor em Tempos de Mudanças Climáticas”. A Abrasca participa sempre das principais iniciativas de autorregulação para o desenvolvimento do mercado. As questões de natureza tributária, aquelas passíveis de regulação e todas as atividades que possam vir a representar avanços para o mercado de capitais são assuntos recorrentes na agenda da associação.

Organizações da sociedade civil e movimentos sociais unificam posição contra PEC 215 na Câmara – “Socio Ambiental” – 20/05/2015

Um conjunto expressivo de organizações da sociedade civil e dos movimentos sociais unificou discurso e posição contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 215, em defesa dos direitos territoriais de povos indígenas e comunidades tradicionais e do meio ambiente. Esse foi o recado da plenária “Ameaças aos direitos fundamentais e PEC 215: democracia, povos indígenas e meio ambiente”, que ocorreu na Câmara, na manhã desta terça (19/5). Entre outros pontos, a PEC transfere para o Congresso a atribuição de oficializar Terras Indígenas (TIs), Unidades de Conservação (UCs) e Territórios Quilombolas (TQs). Se aprovada, na prática vai significar a paralisação definitiva dos processos de regularização dessas áreas protegidas fundamentais ao equilíbrio climático e à manutenção dos mananciais de água, entre outros serviços ambientais.

Relatório anual 2014 do Pnuma ressalta diversos sucessos ambientais – “UN” – 21/05/2015

O relatório anual de 2014 do Programa da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma, apresentou sucessos ambientais globais tais como a recuperação da camada de ozônio e avanços significativos em investimentos em energias renováveis. O documento também ressalta a primeira Assembleia das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Unea, na sigla em inglês. Segundo o Pnuma, a maior “história de sucesso” do ano ocorreu em setembro. Um relatório da agência e da Organização Mundial de Meteorologia, OMM, confirmou que a camada de ozônio está se recuperando e vai retornar a níveis anteriores a 1980 até a metade do século.

Mudanças climáticas são ameaça à segurança dos EUA, afirma Obama – “Globo.com” – 21/05/2015

O presidente americano, Barack Obama, disse nesta quarta-feira (20), durante um discurso, que o aquecimento global é uma ameaça à segurança nacional dos Estados Unidos e insistiu em que o tema seja tratado como uma prioridade da defesa no país. Falando em New London (Connecticut) para jovens graduados da Academia da Guarda Costeira, Obama destacou a necessidade de adaptar as forças armadas de todo o país, do Alasca à Flórida, para enfrentar o degelo do permafrost (solo permanentemente congelado) ártico, o aumento do nível dos mares e as secas prolongadas.

FEBRABAN e Instituto Akatu lançam app ‘Nosso Transporte’ – “Estadão” – 21/05/2015

Congestionamentos, transportes públicos lotados e violência no trânsito são problemas vividos pelas pessoas nas grandes cidades e contribuem para degradar o meio ambiente. Com o objetivo de contribuir para o uso consciente do transporte e com o desenvolvimento sustentável do planeta, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e o Instituto Akatu lançaram ontem (18) o aplicativo Nosso Transporte, o quarto app sobre consumo consciente idealizado pela parceria entre as entidades. A ferramenta é gratuita e está disponível no Google Play/Play Store para aparelhos smartphones da versão Android. O aplicativo Nosso Transporte tem o objetivo de auxiliar a população a fazer escolhas mais conscientes ao se locomoverem pela cidade visando equilíbrio ecológico, social e financeiro.

Mau uso da terra agrava mudança climática em São Vicente – “Envolverde” – 21/05/2015

Há 32 anos o técnico florestal Joel Poyer trabalha com as florestas de São Vicente e Granadinas, e nos 18 meses que lhe restam para se aposentar tem a esperança de que o governo e a população prestem mais atenção à como as atividades humanas agravam as consequências da mudança climática. “Neste momento, é como um câncer que nos consome”, disse à IPS esse’ ativista e sindicalista de 54 anos com relação às ações de seus compatriotas, muitos deles cultivadores ilegais de maconha, que desmatam grandes extensões de terra para seus cultivos e depois as abandonam após alguns anos para iniciar o ciclo novamente.

ONU e Banco Mundial querem energia sustentável para todos até 2030 – “Envolverde” – 20/05/2015

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, defensor incansável da energia sustentável para todos, em certa ocasião deixou clara a necessidade que temos das comodidades modernas ao mostrar seu telefone celular ao público presente, e perguntar: “O que faríamos sem ele?”. “Todos dependemos dos telefones, da luz, da calefação, do ar-condicionado e da refrigeração”, mas, ainda há milhares de milhões de pessoas no mundo que não têm o beneficio da maioria destes serviços energéticos modernos, acrescentou Ban ao público em Oslo, na Noruega.

Greenpeace denuncia pesca chinesa ilegal na África Ocidental – “Greenpeace” – 22/05/2015

Frotas de pesca chinesas pescam ilegalmente na costa da África Ocidental, algumas se fazendo localizar falsamento no México – denunciou o Greenpeace nesta quarta-feira, ao apresentar em Pequim os resultados de uma grande investigação. De 13 em 1985, o número de barcos de pesca com bandeira chinesa ou pertencentes a empresas do país tem aumentado desproporcionalmente, passando para 462 em 2013, segundo a ONG de defesa ambiental. Em oito anos, a ONG afirma ter detectado 114 casos de pesca ilegal realizadas por esses navios nas águas da Gâmbia, Guiné, Guiné-Bissau, Mauritânia, Senegal e Serra Leoa. Estes navios operam principalmente sem autorização ou em zonas proibidas. 

Estudo mostra que aquecimento dos oceanos pode provocar desequilíbrio – “Globo.com” – 22/05/2015

A revista Science publicou nesta sexta-feira (22) o resultado de uma pesquisa ambiciosa que envolveu cientistas de vários países, inclusive do Brasil. Esse estudo vai ajudar a entender mais sobre criaturas essenciais à vida do planeta, tão importantes quanto as florestas. Parecem seres de outro planeta, mas felizmente estão neste aqui mesmo. Muitos eram desconhecidos até uma expedição cruzar os oceanos. A escuna Tara viajou durante mais de três anos recolhendo vida marinha. Agora, saíram os primeiros resultados: 35 mil espécies de bactérias, cinco mil vírus e 150 mil plantas e criaturas que só têm uma célula.

MMA premia ações na área de biodiversidade – “MMA” – 22/05/2015

O Dia Internacional da Biodiversidade, comemorado nesta sexta-feira (22/05), foi lembrado no Auditório Wladimir Murtinho, subsolo do Palácio do Itamaraty, em Brasília. A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, entregou os troféus aos primeiros colocados de cada uma das seis categorias desta primeira edição do Prêmio Nacional da Biodiversidade, promovido pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) com apoio de suas entidades vinculadas. Considerado o patrono do ambientalismo brasileiro, Paulo Nogueira Neto foi homenageado com o prêmio especial desta edição. Como não pode comparecer, enviou representante e declarou, em vídeo, que “este prêmio não é dado só para mim, mas para todos os que pensam como eu, que atuam em benefício do país e em defesa do meio ambiente”.

Marcas podem ser obrigadas a informar sobre testes com animais no rótulo – “Planeta Sustentável” – 22/05/2015

Você compraria um produto que indicasse a frase “obtido a partir de testes com animais vivos” na embalagem? Hoje, nada obriga as marcas a fazer essa declaração, mas um Projeto de Lei que tramita na Câmara dos Deputados quer mudar essa realidade para ajudar o consumidor a fazer uma escolha consciente. Trata-se do PL 2470/11, que pretende obrigar marcas a informar no rótulo se o produto foi feito a partir de testes com bichos e quais foram as espécies utilizadas. Os animais mais utilizados para testes em laboratório são coelhos, camundongos, cavalos, cães e gatos.

Sem estudo de impacto ambiental e econômico, projeto chinês de canal da Nicarágua preocupa especialistas – “Carta Maior” – 22/05/2015

Em uma manhã recente, o professor Jorge Lopez e um amigo estavam pescando à beira do rio Brito, na Nicarágua, a pouco mais de um quilômetro do oceano Pacífico. Ele apontou para a curva do rio estreito e disse: “Há macacos bugios, crocodilos e papagaios por todo o curso d’água. Seria terrível perder tudo isso”. O que ameaça este e outros pontos de vida selvagem na Nicarágua é um controverso projeto de construção de um canal de 278 quilômetros – mais que o triplo do comprimento do Canal do Panamá – que conectaria os oceanos Pacífico e Atlântico via mar do Caribe. O projeto de US$ 50 bilhões foi idealizado pelo empresário chinês Wang Jing e tem apoio do governo nicaraguense, que alega que o projeto estimulará a economia do país (a segunda mais pobre do hemisfério ocidental, depois do Haiti).

Ônibus movido a fezes bate recorde na Inglaterra – “INFO” – 22/05/2015

Um ônibus que usa fezes de bovinos como combustível bateu um recorde de velocidade no Reino Unido. Movido a biometano, o Bus Hound atingiu uma velocidade de 123,57 km/h em uma pista de teste, a maior velocidade já registrada por um ônibus convencional. Segundo a BBC, o Bus Hound opera dentro da cidade de Reading, no sudeste da Inglaterra, mas mecânicos removeram seu limitador de velocidade para descobrir até qual marca o veículo poderia chegar. Normalmente, ele chega até 90 km/h. O engenheiro responsável pelo projeto, John Bickerton, afirma que a empresa quebrou o recorde para provar a qualidade e capacidade dos ônibus movidos a biometano.

Natal recebe evento que discute energia renovável e sustentabilidade – “Globo.com” – 23/05/2015

A capital potiguar recebe nos dis 2 e 3 de outubro a ‘Energy ExpoBusiness’, evento que discute temas como energias renováveis e sustentabilidade. De acordo com os organizadores, o evento será uma grande exposição de novos projetos, equipamentos e intercâmbio de conhecimento nas diversas áreas da sustentabilidade e geração de energia. No mesmo período, acontece em Natal o II Seminário sobre Micro e Minigeração Distribuída. O Brasil acaba de alcançar um número importante no setor de energias limpas: a produção de 6 mil megawats de energia eólica instalada e operando; quantidade equivale a cinco vezes a capacidade máxima da Hidrelétrica de Furnas, em Minas Gerais, e suficiente para abastecer cerca de 35 milhões de pessoas.

Implementação do Código Florestal ainda é desafio, dizem ONGs – “EBC” – 23/05/2015

O Código Florestal (Lei 12.651/12) completa três anos no dia 25 de maio, mas ainda enfrenta alguns desafios para a sua efetiva implementação, segundo estudo coordenado pela Iniciativa de Observação, Verificação e Aprendizagem do CAR (Inovacar), promovida pela Conservação Internacional (CI-Brasil), com apoio do WWF-Brasil, integrantes do Observatório do Código Florestal. Cristiano Vilardo, da CI-Brasil, explica que o estudo foi feito com 21 estados entre os meses de março e maio deste ano. Entre os problemas relatados pelos gestores estaduais do Cadastro Ambiental Rural (CAR) está a resistência de alguns setores produtivos e a dificuldade em acelerar o cadastramento, com qualidade, para que outros instrumentos do código também se desenvolvam.

ONG recicla móveis para ajudar moradores de rua e ex-presidiários – “Ciclo Vivo” – 23/05/2015

A ONG norte-americana Pivot Program encontrou no upcycling uma alternativa para ajudar a reinserir ex-presidiários e moradores de rua na sociedade. O projeto ensina princípios de carpintaria e capacita os participantes para transformarem materiais reaproveitados em mobílias. Os responsáveis pelo programa são o casal Nikki e Jon Jason. Ela é especialista em marketing e ele é designer de móveis. A inspiração veio depois que eles ouviram experiências de outros empresários que usaram suas profissões e habilidades para gerar impacto social. “Comecei a pensar sobre o que eu poderia fazer com meu conjunto de habilidades que poderiam impactar a vida das pessoas”, explicou Nikki, em entrevista ao site TreeHugger.

Veja soluções de seis países para vencer a falta de água e o desperdício – “Globo.com” – 24/05/2015

Com a aproximação do inverno, grande parte do país entra em estado de atenção devido à falta de chuvas. Com isso, o fantasma da escassez de água passa a rondar governos, que tentam agilizar projetos para evitar um possível desabastecimento nas grandes cidades e áreas rurais. Em vários países, os períodos de seca já não representam tanto risco. Eles são enfrentados com tecnologia e planos ambiciosos de gestão da água, alguns implementados há décadas. Sem essas ações, Israel, encravado em um deserto, ou Cingapura, uma ilha que importa água de outros locais, não sobreviveriam.

Suécia promove desafio sobre mobilidade no Rio de Janeiro – “Ciclo Vivo” – 24/05/2015

O Smart Living Challenge, desafio mundial organizado pelo Swedish Institute e seus parceiros, desembarca novamente no Brasil com o intuito de desenvolver um projeto que será aplicado na Cidade Universitária da UFRJ, visando a sustentabilidade das cidades. “O alto nível de empreendedorismo entre os jovens aliado às demandas existentes no Brasil e na cidade do Rio de Janeiro na área de mobilidade resultam num ambiente propício para viabilizarmos, novamente, esse desafio no país. O nosso grande intuito é apoiar ações que inovem a forma como as pessoas se relacionam com seu entorno por meio de projetos de baixo custo e alto impacto no dia a dia de todos”, afirma Per-Arne Hjelmborn, Embaixador da Suécia no Brasil.

Mais de 150 países definem metas de educação para os próximos 15 anos – “EBC” – 24/05/2015

Mais de 150 países, entre os quais o Brasil, comprometeram-se a investir pelo menos de 4% a 6% do Produto Interno Bruto (PIB) em educação até 2030. O compromisso faz parte de declaração assinada no Fórum Mundial de Educação, em Incheon, na Coreia do Sul, que deverá servir de base para a definição de metas globais para a educação nos próximos 15 anos. Além do investimento, os países comprometeram-se a oferecer educação de qualidade, que seja inclusiva e possibilite equidade no acesso, entre outras questões. Para a coordenadora de Educação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no Brasil, Rebeca Otero, o financiamento é a questão-chave para que os países cumpram as metas. “O financiamento é extremamente importante.

MP define medidas de preservação para sítios arqueológicos no Sertão – “Globo.com” – 25/05/2015

A Fiscalização Preventiva Integrada do Rio São Francisco, do Ministério Público Estadual (MP), constatou mais irregularidades no Sertão de Alagoas. Nesta segunda-feira (25) a equipe que trabalha em defesa dos sítios arqueológicos notificou diversos atos de degradação ambiental no município de Pão de Açúcar. Em um sítio histórico próximo a Pão de Açúcar foram encontrados materiais de extração como ponteiros, pólvora e restos de marretas, que indicam a extração de pedras do local. Prática esta que é proibida. A promotora de Justiça Lavínia Fragoso e a procuradora da República Aldirla Albuquerque, junto com integrantes do Ibama, BPA e Iphan, reuniram-se a tarde, com representantes da prefeitura municipal para definir medidas imediatas de preservação do patrimônio histórico.

Índios fecham via em Brasília em ato por demarcação de terras – “Globo.com” – 25/05/2015

Cerca de 40 índios da tribo Kaigang, do Rio Grande do Sul, protestaram em frente ao Palácio do Planalto, em Brasília, na tarde desta segunda-feira (25). Por volta das 16h, o grupo fechou o Eixo Monumental no sentido rodoviária, reivindicando que a presidente Dilma Rousseff homologasse a demarcação de terras indígenas. Não houve confronto com a Polícia Militar. A via foi liberada cerca de 50 minutos depois. A PM bloqueou a via na entrada pela L4 Norte até o início da Esplanada dos Ministérios assim que o grupo invadiu a pista. Apesar do fechamento, não houve congestionamento no trânsito, mas os motoristas tiveram de seguir pela S2.

Judiciário discute planejamento estratégico sustentável em seminário – “CNJ” – 26/05/2015

O II Seminário de Planejamento Estratégico Sustentável do Poder Judiciário será realizado nesta quinta (28/5) e sexta-feira (29/5), no auditório do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O evento acontece na semana que antecede o Dia Mundial do Meio Ambiente (5/6) e tem o objetivo de contribuir para o aprimoramento da gestão socioambiental no planejamento estratégico dos tribunais e outros órgãos públicos. O evento é aberto ao público externo e será realizado das 9h às 19h, no dia 28/5, e das 9h às 12h30 no dia 29/5. Sustentabilidade na administração pública, legislação ambiental, gestão hídrica no Brasil, inserção de critérios de sustentabilidade nas compras públicas, consumo consciente e eficiência energética serão alguns dos temas abordados.

Protocolo de Montreal ajudou preservação da camada de ozônio, aponta estudo – “Terra.com” – 26/05/2015

A camada de ozônio diminuiu menos do que o previsto graças ao protocolo internacional de Montreal estipulado em 1987, segundo um estudo divulgado nesta terça-feira pela revista científica britânica “Nature”. Desde que esse protocolo entrou em vigor, restringiu o uso de elementos com altas concentrações em cloro, bromo e outras substâncias prejudiciais para a camada de ozônio, o que provocou que esta fosse melhor preservada e arrefeça a mudança climática. O Protocolo de Montreal é um tratado internacional que entrou em vigor em 1989 e que foi desenhado para proteger a camada de ozônio ao reduzir a produção e o consumo de várias substâncias que são responsáveis por seu desgaste.

Desmatamento na Mata Atlântica tem queda de 24%, segundo relatório – “Globo.com” – 27/05/2015

O desmatamento da Mata Atlântica caiu 24% no período de 2013 a 2014, em comparação ao período de 2012 a 2013. Os dados são do Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, divulgados nesta quarta-feira (27) pela Fundação SOS Mata Atlântica e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Em todo o país, foi desmatada uma área de 183 km² entre 2013 e 2014. No período anterior, entre 2012 e 2013, foram desmatados 239,5 km² dos remanescentes florestais. O Piaui foi o campeão de desmatamento. Só no estado, a derrubada atingiu 56 km² da mata. Dos 17 estados que abrigam a Mata Atlântica, somente três apresentaram aumento do desmatamento: Santa Catarina, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

 




Também nessa Edição nº: 192
Perfil: Nelço Tesser é presidente da Parceiros Voluntários – Caxias do Sul
Entrevista: Claudia Werneck
Artigo: Responsabilidade social corporativa. Como fazer?
Notícia: Dia Mundial Sem Tabaco: convite para largar o cigarro
Notícia: Campanha Defenda-se é reconhecida pelo Prêmio Neide Castanha 2015
Oferta de Trabalho: Oportunidades de Trabalho