O que deu na mídia (edição 189)

app_sphere_news

Empresas discutem formas de aumentar empoderamento das mulheres – “Agência Brasil” – 30/03/2015

Empresas brasileiras signatárias dos Princípios de Empoderamento das Mulheres no mercado de trabalho reuniram-se hoje (24), em São Paulo, para debater questões que envolvem a igualdade de gêneros no universo empresarial. Os princípios foram elaborados pela Organização das Nações Unidas (ONU), integrando o Pacto Global, e contam com a adesão de 900 corporações pelo mundo. No Brasil, 73 empresas aderiram à proposta e nove estão em etapa final de formalização. Segundo a representante da ONU para Mulheres, Nadine Gasman, as empresas signatárias buscam estratégias para criação de iniciativas transformadoras. “Os anos demonstram que, no Brasil, houve aumento da participação das mulheres no mercado de trabalho, mas ainda existe desequilíbrio na questão salarial, como no resto do mundo. Há mais mulheres entrando na força de trabalho, mas, na parte da liderança, ainda há desequilíbrio.”

Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social tem inscrições abertas – “Globo.com” – 30/03/2015

Estão abertas até 31 de maio as inscrições para o 8º Prêmio Fundação Banco do Brasil (FBB) de Tecnologia Social. Podem participar instituições sem fins lucrativos, legalmente constituídas no País, como cooperativas, organizações não governamentais (ONGs), prefeituras, associações, fundações, institutos de pesquisa e universidades. O prêmio tem o objetivo de certificar e difundir tecnologias sociais já aplicadas e ainda em atividade, em âmbito regional ou nacional, que se constituam em efetivas soluções para questões relativas à água, alimentação, educação, energia, geração de renda, habitação, meio ambiente e saúde. Nesta edição, serão aceitas inscrições para seis categorias. A novidade será a premiação para Tecnologias Sociais para o Meio Urbano. As outras cinco categorias serão: Comunidades Tradicionais, Agricultores Familiares e Assentados da Reforma Agrária; Juventude; Mulheres; Gestores Públicos; Universidades e Instituições de Ensino e Pesquisa.

Projeto Cinemaneiro ensina jovens a produzir filmes socioambientais – “Instituto Filantropia” – 30/03/2015

O projeto Cinemaneiro chega este ano às comunidades de Gretisa, em Inhaúma, e do Morro da Família, em Água Santa, na zona norte do Rio de Janeiro, com o objetivo de sensibilizar os jovens para o aprendizado da linguagem audiovisual e, por meio de oficinas, incentivar a produção de filmes. O projeto é patrocinado pela Lamsa, concessionária que administra a Linha Amarela, por meio da Lei Municipal de Cultura. As inscrições estão abertas até 10 de abril para os jovens de Inhaúma, e até o dia 30 para a comunidade de Água Santa. As aulas serão iniciadas nos dias 13 de abril e 11 de maio, respectivamente, e serão dadas às segundas, quartas e sextas-feiras, sempre no período da tarde. O professor será o diretor e roteirista Frederico Cardoso, presidente do Congresso Brasileiro de Cinema, instituição que reúne 63 entidades do setor audiovisual.

Instituto GPA promove Páscoa Solidária em diversas cidades do Brasil – “ANF” – 31/03/2015

No dia 1º de abril, os alunos do NATA – Núcleo Avançado em Tecnologia de Alimentos, parceria entre o Instituto GPA e o Governo do Estado do Rio de Janeiro – doarão ovos de Páscoa para crianças da Creche Comunitária Cecília Ponce e da Comunidade Evangélica de Apoio ao Menor e ao Adolescente, ambas em São Gonçalo. No dia seguinte, o Instituto GPA fará o mesmo no bairro de Vila Isabel e adjacências. Os insumos e toda produção dos ovos de Páscoa foram realizados pelos alunos e professores do NATA. A instituição, situada em São Gonçalo, é a primeira escola de Ensino Médio integrado que forma profissionais para as áreas de Panificação ​& Confeitaria​ e Leites & Derivados. Os cursos têm duração de três anos, conciliando teoria e prática. Neste mesmo período, o Instituto GPA – também doará ovos de Páscoa para crianças carentes que moram nas cidades de São Paulo, Santos, Guarulhos, Cotia, Barueri, Osasco, Taubaté, Ribeirão Preto, Campinas, Indaiatuba, São José do Rio Preto, Cajamar, Fortaleza, Rio de Janeiro e em Brasília.

México puxa fila de emergentes e registra compromisso para acordo de Paris – “Mundo Sustentável” – 01/04/2015

O México tornou-se no sábado (28/03) o primeiro país em desenvolvimento a registrar junto às Nações Unidas sua proposta de contribuição nacionalmente determinada (INDC) para o acordo do clima de Paris. O registro cumpre o convite da ONU para que todos os maiores emissores do planeta registrassem sua meta até o fim do primeiro trimestre de 2015. A INDC mexicana se propõe a reduzir, até 2030, 22% de seus gases de efeito estufa em relação ao que emitiria se nada fosse feito. Nesse cenário, as emissões absolutas mexicanas sobem até 2026 e passam a declinar daí em diante. O país chegaria a 2030 emitindo 973 milhões de toneladas de CO2 e outros gases na ausência de novas medidas. Com a proposta, deverá chegar a 762 milhões de toneladas.

Energia mais barata, perto de quem consome – “Mundo Sustentável” – 01/04/2015

Passo importante para enfrentar a questão energética no Brasil foi dado há poucos dias pelo Ministério de Minas e Energia, ao autorizar (pela Portaria 44/15) distribuidoras de energia elétrica a contratar em leilão a “energia excedente de autogeradores“, como shopping centers, indústrias, hotéis , cooperativas e outros. E é importante por dois motivos centrais:1) libera a compra de cerca de 3,2 GW já disponíveis nesses setores e não utilizados, que certamente ajudarão a enfrentar a atual crise energética, decorrente de vários fatores, a começar pela redução de água nos reservatórios (que levou à utilização da cara energia de termoelétricas, movidas principalmente a carvão e diesel); e 2) conduz em direção a um modelo mais adequado e necessário para a matriz energética nacional.

Os três municípios com mais alertas de desmatamento em fevereiro – “O ECO” – 01/04/2015

O Imazon, organização não governamental que monitora o desmatamento da Amazônia através de seu Sistema de Alertas de Desmatamento (SAD), acaba de divulgar seu último boletim, referente ao mês de fevereiro de 2015. De acordo com o levantamento da ONG, no período analisado, foram detectados pelo SAD 42 quilômetros quadrados (Km²) de alertas de desmatamento na Amazônia Legal, o que representa um aumento de 282% em relação a fevereiro de 2014. Os alertas de desmatamento acumulados entre agosto de 2014 e fevereiro de 2015, ou seja nos sete primeiros meses do calendário de mensuração das derrubadas, são iguais a 1702 km². Isto representa um crescimento de 215% do desmatamento sobre o mesmo período anterior (agosto 2013 a fevereiro 2014), quando o total atingiu 540 km².

Brasil recebe prêmio das Nações Unidas por projeto de gestão da água – “Envolverde” – 01/04/2015

O Brasil recebeu esta segunda-feira na ONU o prêmio “Água para Vida”, dado à Itaipu Binacional por causa da boa gestão de recursos hídricos. A distinção foi entregue à liderança da empresa em reconhecimento ao programa “Cultivando Água Boa”, que é realizado no oeste do Paraná. O diretor-geral da parte brasileira da empresa, Jorge Samek, falou à Rádio ONU sobre a iniciativa. “Limitamos um território, que chamamos de Bacia do Paraná 3, é uma área de 1,3 milhão de hectares. Tem muitos países no mundo com uma área menor do que essa que atuamos. É uma área também que está concentrada a maior produção agrícola, a maior produção de suínos, de aves, de gado de leite, de soja, milho. Uma área muito produtiva do Estado do Paraná, no Brasil e também no Paraguai, no distrito de Alto Paraná.”

A chave de um país sustentável está em sua biodiversidade – “Envolverde” – 01/04/2015

Fomentar a resiliência e conseguir cidades mais sustentáveis, mediante a redução do consumo de água e energia, ao mesmo tempo em que se melhora a qualidade de vida e a participação da comunidade, é o objetivo que se propõe o Departamento de Desenvolvimento Sustentável da Organização dos Estados Americanos (OEA). O chefe da seção de Comunidades Sustentáveis, Risco e Mudança Climática da OEA, Richard Huber, conversou com a IPS nesta cidade, capital de Antiga e Barbuda, sobre eficiência energética e energias renováveis com vistas a concretizar um país sustentável.

Sociedade defende flora e fauna nas ações contra o efeito estufa – “Ministério do Meio Ambiente” – 01/04/2015

A biodiversidade poderá ser uma aliada nas estratégias adaptativas às mudanças climáticas. O Plano Nacional de Adaptação, em fase de elaboração coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), será colocado em consulta pública no segundo semestre deste ano e deverá conter ações de uso sustentável da fauna e da flora brasileiras no combate aos prejuízos causados pelo efeito estufa. A inclusão do tema na primeira versão do plano foi sugerida pela sociedade civil. Para isso, pesquisas sobre Adaptação Baseada em Ecossistemas foram apresentadas, nesta quarta-feira (01/04), às equipes técnicas do MMA. “É preciso unir forças para estimular o tema, inclusive nas esferas subnacionais”, defendeu a diretora de Licenciamento do MMA, Karen Cope.

Ministro diz que 56 cidades do Nordeste estão em ‘colapso’ hídrico – “Globo.com” – 01/04/2015

O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, afirmou nesta quarta-feira (1º) que 56 cidades no Nordeste estão em situação de “colapso” no abastecimento de água. Segundo ele, mesmo após as chuvas, a situação dos reservatórios no Nordeste e no Sudeste ainda é crítica. Occhi participou de uma entrevista coletiva com outros representantes do governo para apresentar os dados sobre a segurança hídrica no país, principalmente nas regiões mais críticas, após o período das chuvas, de outubro a março. Ao falar sobre o Nordeste, Occhi disse que há racionamento no fornecimento de energia nos municípios em colapso e em, algumas cidades, a população tem serviço de abastecimento de água a cada 15 dias.

Diante de seca, estado da Califórnia impõe racionamento pela primeira vez – “Globo.com” – 01/04/2015

O governador da Califórnia, Jerry Brown, agindo em face de uma seca devastadora que já dura vários anos, ordenou as primeiras restrições obrigatórias de água para o estado nesta quarta-feira (1º), ordenando que as cidades e comunidades reduzam seu consumo em 25%. Brown, que fez o anúncio em um resort de ski nas montanhas de Sierra Nevada, disse que a medida, que foi tomada em um momento em que a Califórnia registra seus menores níveis de neve acumulada, levaria à economia de 1,8 trilhão de litros de água nos próximos 9 meses. “Estamos na terra seca enquanto nós deveríamos estar pisando em 1,5 metro de neve”, disse o democrata Brown. “Isto é racionamento. Nós apenas o estamos fazendo através dos diferentes distritos de água.”

Com surto de dengue, Guarulhos/SP decreta situação de emergência – “Globo.com” – 02/04/2015

O município de Guarulhos, na Grande São Paulo, decretou situação de emergência por causa da dengue. Homens do Exército e da Aeronáutica vão para as ruas para ajudar os agentes de saúde a destruir os focos do mosquito, segundo informações do SPTV. Guarulhos tem 2.297 casos confirmados de dengue, 6.330 notificados e nenhum óbito. No mesmo período do ano passado, a cidade havia confirmado 562 casos. O índice de casos é de 175 para cada 100 mil habitantes, abaixo do que é considerado uma epidemia (igual ou superior a 300 casos para cada 100 mil). A decretação da emergência visa “evitar que a cidade venha a ter uma epidemia de dengue”, segundo nota da Prefeitura.

Animais mantidos em cativeiro ilegalmente são libertados na China – “Globo.com” – 02/04/2015

Ao menos 93 animais, incluindo um filhote de urso, um macaco e vários pombos, foram libertados em um parque nacional da China por autoridades do país e integrantes de uma organização ambiental. De acordo com a agência Reuters, os animais foram resgatados ao longo de diversas operações na cidade de Kunming. Os bichos, grande parte que deveria estar na vida selvagem, eram mantidos presos em mercados e restaurantes de maneira ilegal. As imagens divulgadas pela agência de notícias mostram o momento em que os animais foram reintroduzidos à natureza.

Biodiversidade da natureza brasileira é homenageada em exposição itinerante – “Ambiente Brasil” – 02/04/2015

Estamos todos conectados. Homem, natureza e Terra. Para levar até as pessoas essa interligação incrível e extremamente sensível, a Fundação Grupo Boticário inaugurou a exposição “Conexão Estação Natureza”, no Shopping Eldorado, em São Paulo. A mostra, interativa e gratuita, convida o público a fazer uma viagem sensorial, através de recursos tecnológicos avançados, pelas paisagens naturais deslumbrantes do planeta. A exposição está dividida em nove “estações”, ou seja, espaços com tecnologias e temas diferentes. Entre os principais destaques estão um cinema sensorial, com seis telas dispostas em 360 graus, que apresenta um vídeo sobre biodiversidade, evidenciado a conexão de todos os seres do planeta e onde o espectador terá sensações reais com vento, calor, chuva e aromas.

Uberaba/MG apresenta índice de 87,5% de controle de poluição ambiental – “Ambiente Brasil” – 03/04/2015

O controle de atividades potencialmente poluidoras ou com uso de recursos naturais apresentou avanço em Uberaba. De acordo com a secretaria municipal de Meio Ambiente, atualmente o índice de regularização é de 87,5%. Em 2012, o índice estava em 20%. Um dos princípios em destaque foi a educação ambiental para o que tange a fiscalização e o controle dos empreendimentos. A medida levou à redução de multas: anteriormente eram aplicadas uma média de 120 multas por mês, o número caiu para entre 30 a 40 advertências emitidas.

Anvisa aprova mudança visual nos maços de cigarro – “Veja” – 04/04/2015

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta quinta-feira a frase de advertência que deverá ser estampada nos maços de cigarros a partir de janeiro de 2016: “Este produto causa câncer – pare de fumar”. Abaixo da frase deverá vir o símbolo do Disque Saúde, serviço que traz orientações para quem quer largar o cigarro. Os dizeres, escritos em branco num fundo preto, deverão ocupar 30% da face frontal da embalagem. A proposta passará agora por uma consulta pública. As contribuições poderão ser feitas num prazo de dez dias, contados a partir da publicação do texto no Diário Oficial da União. A obrigação de fabricantes reservarem 30% do espaço frontal das embalagens para a frase de advertência foi determinada pela Lei 12.564/2011 e pelo Decreto 8.262/2014.

Mais de 200 cidades brasileiras aderem à Hora do Planeta, informa WWF – “Agência Brasil” – 04/04/2015

A organização não governamental (ONG) WWF informou neste domingo que as 27 capitais brasileiras, mais de 180 municípios e mais de 600 monumentos apagaram as luzes ontem, como parte da mobilização Hora do Planeta. No mundo, houve adesão de mais de 10 mil cidades em 172 países. Trata-se de um movimento simbólico para alertar a população para as alterações climáticas. A manifestação ocorre uma vez por ano, no fim de março. Vários pontos do mundo apagam as luzes das 20h30 às 21h30, em seus horários locais, assumindo compromisso com a sustentabilidade.

Floresta Amazônica perde importância no combate ao aquecimento global – “UOL” – 05/04/2015

A capacidade da floresta amazônica de absorver o excesso de dióxido de carbono na atmosfera está diminuindo com o tempo, segundo divulgaram pesquisadores na semana passada. Essa descoberta sugere que limitar as mudanças climáticas pode ser mais difícil do que se esperava. Por décadas, as florestas e mares da Terra têm absorvido cerca de metade da poluição causada pelo carbono que as pessoas jogam na atmosfera. Assim, conseguiram limitar o aquecimento do planeta causado por essas emissões. Em grande parte, as florestas e oceanos se mantiveram constantes enquanto as emissões aumentaram muito. Isso surpreendeu muitos cientistas, mas também foi um aviso de que esse grande “reservatório de carbono” pode não durar para sempre.

Ecossistemas marinhos podem levar milênios para se recuperar do aquecimento global – “Terra” – 05/04/2015

Os ecossistemas oceânicos alterados pelas rápidas mudanças climáticas podem exigir milhares de anos para se recuperar, de acordo com um estudo realizado por cientistas norte-americanos em conchas fossilizadas no fundo do mar divulgado nesta segunda-feira. Os trabalhos, liderados pela ecologista marinha Sarah Moffitt, da Universidade da Califórnia, mostram que o aquecimento global e a desoxigenação das águas do oceano provocada pela elevação das temperaturas podem modificar muito rapidamente a ecologia do meio.

Pesquisador da Fiocruz fala sobre suicídio como problema de saúde pública – “Mundo Sustentável” – 06/04/2015

Na última semana, o caso do copiloto alemão que pode ter causado um acidente de avião que matou 150 pessoas nos Alpes franceses trouxe à tona mais uma vez o tema suicídio. Apesar de ser uma questão de saúde pública, o suicídio é um dos tabus que permeiam o imaginário da sociedade. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), 800 mil pessoas se suicidam no mundo e, a cada 40 segundos, uma pessoa tenta se matar. No Brasil, são registradas mais de 10 mil mortes por ano. Mas o que leva tantas pessoas a tirarem a própria vida? Por que o número de pessoas que se suicidam tem crescido nos países em desenvolvimento? E por que falar em suicídio é tão difícil?

Simulação da Nasa mostra como CO2 viaja ao redor do planeta – “Akatu” – 06/04/2015

Um modelo computacional foi criado por cientistas da Nasa, Agência Espacial Norte-Americana, para simular em alta resolução como o gás carbônico (dióxido de carbono ou CO2) se move na atmosfera ao redor do globo. A simulação ilustra as diferenças dos níveis de carbono entre os hemisférios norte e sul e também oscilações nas concentrações de CO2 ao passar das estações, por conta do ciclo de absorção pela vegetação. Medições de gás carbônico em campo já têm sido feitas há décadas. Em julho do ano passado, a Nasa lançou o satélite OCO-2 para fazer observações globais de gás carbônico a partir do espaço. Mas esta simulação, chamada de GEOS-5 ou Nature Run, é a primeiro a detalhar de forma minuciosa como o CO2 se move na atmosfera. “Simulações como essa ajudam a aumentar nossa compreensão tanto das emissões de dióxido de carbono humanas quanto das naturais”, diz Bill Pitman, cientista chefe do Goddard Space Flight Center, da Nasa.

Diluir esgotos em rios é a forma mais perversa de desperdiçar água – “Mundo Sustentável” – 06/04/2015

A precária condição ambiental dos rios e reservatórios urbanos das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro refletem o lado perverso da trágica situação da escassez da água na região Sudeste. Estamos ficando sem água e com sede em frente a grandes rios e reservatórios poluídos. Esse é o retrato que a análise da qualidade da água realizada em 111 rios brasileiros, em 5 Estados e no Distrito Federal, monitorados por grupos e voluntários da Fundação SOS Mata Atlântica, estampou nesta Semana da Água. Em 21 rios, a qualidade medida é péssima. O que significa que essa água está indisponível para o uso e não pode ser sequer captada e tratada para abastecimento público, produção de alimentos ou usos múltiplos. Esses rios e mananciais poluídos estão condenados, com base na legislação vigente, a serem utilizados para diluir esgotos, com baixa eficiência de tratamentos.

Abertas inscrições para o Prêmio Internacional UNESCO-Hamdan – “Instituto Filantropia” – 06/04/2015

A edição 2015-2016 do Prêmio UNESCO-Hamdan bin Rashid Al-Maktoum para Melhores Práticas e Desempenhos no Aprimoramento da Eficácia dos Docentes está aberta. Organizações podem enviar sua candidatura a um dos três prêmios de 100 mil dólares (320 mil reais, aproximadamente) que será concedido a iniciativas de todo o mundo.
O prêmio é concedido a cada dois anos em reconhecimento às ações que contribuem para melhorar as práticas educacionais, preferencialmente em países em desenvolvimento e em comunidades marginalizadas ou desfavorecidas, conforme verificado pela ABCR. Essa é a quarta edição do Prêmio, que tem como objetivo contribuir para a melhoria da qualidade do ensino por meio da capacitação de docentes, e foi instituído em 2008 pelo xeique Hamdan Bin Rashid Al-Maktoum, dos Emirados Árabes Unidos (EAU).

SP abre inscrições para projetos de captação de água de chuva – “Ambiente São Paulo” – 06/04/2015

A Secretaria do Meio Ambiente recebe a partir desta quinta-feira (26) candidaturas de municípios que desejam receber apoio financeiro para executar sistemas de captação de água de chuva e de reúso em equipamentos públicos. As inscrições vão até o dia 26 de abril. O convênio com as prefeituras será realizado no âmbito do Programa Estadual de Fomento ao Uso Racional das Águas. Na sua primeira fase atenderá, exclusivamente, a municípios de até 50 mil habitantes localizados na área de abrangência das bacias hidrográficas Alto Tietê, Paraíba do Sul e Piracicaba-Capivari-Jundiaí, consideradas prioritárias para o enfrentamento da atual escassez hídrica.

Crise hídrica: obras de anel rodoviário de R$ 6,8 bi afetam rios e nascentes em SP – “BBC” – 07/04/2015

Promotores do Ministério Público de São Paulo (MP-SP) suspeitam de falhas em licenças ambientais relacionadas a um túnel que desabou em dezembro no Trecho Norte do Rodoanel ─ rodovia de 44 quilômetros, orçada em R$ 6,8 bilhões, que cruza áreas de preservação ambiental na Serra da Cantareira. Por meio de blogs, redes sociais e vídeos no YouTube, a população local alega que mais de 100 nascentes teriam sido soterradas durante a construção da rodovia. Entre pilares de concreto, aterros e túneis, a reportagem flagrou um vazamento em uma nascente desviada pela construção, além de acúmulo de sedimentos no fundo de córregos.

ONU Brasil produz material para promover igualdade na saúde pública – “Nações Unidas” – 07/04/2015

Com o objetivo de sensibilizar e preparar profissionais de saúde para lidar com as condições de desigualdade que se manifestam nos serviços de saúde, a Fundação Demócrito Rocha (FDR), em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil, produziu, como parte integrante do Curso de Extensão em Educação a Distância, oferecido pela Universidade Aberta do Nordeste (Uane), a Coleção Promoção da Equidade no SUS. A Coleção é composta por três livretos que contém material impresso e DVDs com o conteúdo técnico das aulas e um encarte impresso com os 12 fascículos que abordam o conteúdo completo do curso com informações relevantes e completas sobre o SUS, como leis que o regem e as principais políticas voltadas para populações vulneráveis de forma didática e esclarecedora.

Coleta de dados para o Censo Escolar começa em 27 de maio pela internet – “Administradores” – 07/04/2015

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou o calendário para as duas etapas de coleta e atividades de execução do Censo Escolar da Educação Básica de 2015, que será feito pela internet, por meio do sistema Educacenso. A portaria com as informações foi publicada hoje (2) no Diário Oficial da União. O período de coleta, digitação e envio de dados começa no dia 27 de maio com a abertura do sistema Educacenso. Diretores, responsáveis pela escola ou pelo sistema informatizado deverão inserir as informações até o dia 31 de julho. Os dados preliminares devem ser enviados pelo Inep ao Ministério da Educação até 26 de agosto.

Abertas inscrições para 8º Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social – “Rádio EBC” – 07/04/2015

Estão abertas até 31 de maio  as inscrições para o 8ª Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social. O prêmio tem o objetivo de certificar, premiar e difundir tecnologias sociais já aplicadas e ainda em atividade, em âmbito local, regional ou nacional, que se constituam em efetivas soluções para questões relativas a água, alimentação, educação, energia, geração de renda, habitação, meio ambiente e saúde.

MMA vai selecionar seis representantes de biomas – “Ambiente Brasil” – 07/04/2015

Entidades representativas de povos e comunidades tradicionais que trabalham com produtos da sociobiodiversidade podem concorrer a vagas para o II Seminário Nacional da Sociobiodiversidade, organizado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), que ocorre nos dias 19 e 20 de maio, no Centro de Convenções Israel Pinheiro, em Brasília,. Serão seis vagas no total, sendo uma para cada um dos seis biomas brasileiros: Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica, Pampa, Pantanal e Caatinga. O seminário contará com a participação de representantes da sociedade civil, do setor privado e dos governos federal e estaduais, todos atores ligados à construção da agenda da promoção da sociobiodiversidade em âmbito nacional.

Tartarugas marinhas aparecem mortas no litoral do Uruguai – “Terra.com” – 07/04/2015

Uma tartaruga gigante foi encontrada morta nesta segunda-feira em uma praia de Montevidéu, somando-se a uma série de tartarugas mortas na área nos últimos dias por causa de atividade humana – informaram especialistas. A morte do animal se deve, em princípio, à pesca industrial, disse à AFP Andrés Estrades, diretor da ONG Karumbé, especializada no resgate de tartarugas. O animal pertencia à espécie tartaruga comum (“Caretta caretta”), que em sua fase adulta pode pesar até 135 quilos e não é comum na parte sul do continente.

Empresa americana desenvolve usina de energia portátil e voadora – “Terra.com” – 07/04/2015

Uma empresa start-up americana criou uma usina eólica portátil e voadora – que pode ser usada em áreas de catástrofe. Ela é basicamente um balão de hélio com uma turbina eólica instalada no centro. O aparelho pode gerar a eletricidade necessária para manter 15 casas ou até mesmo uma pequena vila em um país carente de energia. A energia elétrica é transmitida por um cabo de força para uma estação no solo. Diferentemente de usinas eólicas em terra, esta consegue aproveitar ventos de alta velocidade, presentes a mais de 600 metros de altura.

Brasil é o primeiro país a receber programa inovador contra o desflorestamento – “Eco Desenvolvimento” – 07/04/2015

Um programa inovador de doações para o combate ao desmatamento e à degradação florestal está possibilitando aos povos indígenas e comunidades locais tomarem as rédeas das decisões relativas ao financiamento e concepção de projetos. O Brasil foi o primeiro país a receber o programa que será implementado de forma global e nacional em países que implementam, atualmente, o Programa de Investimento Florestal. O programa, chamado de Mecanismo de Doação Dedicada (DGM, Dedicated Grant Mechanism), foi aprovado recentemente pela Diretoria Executiva do Banco Mundial e recebe recursos dos Fundos de Investimento para o Clima como iniciativa especial do Programa de Investimento Florestal.

ONG seleciona projetos para financiamento de até R$ 10 mil no Amapá – “Uol” – 08/04/2015

O Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB), organização não-governamental que atua nos estados da Amazônia, está oferecendo financiamento de até R$ 10 mil para ideias que incentivam a preservação ambiental. A seleção de projetos será feita por edital, que premiará os projetos de comunidades rurais, assentamentos e associações extrativistas. O edital foi lançado no site http://www.iieb.org.br, com inscrições até 30 de abril. Segundo a coordenadora do IEB, Ruth Correa, o objetivo da ONG é manter o Estado do Amapá entre os mais preservados da Amazônia, através do incentivo a comunidades ribeirinhas para conservação da floresta — fazendo uso de técnicas extrativistas sustentáveis.

Crise na Síria torna necessária uma aliança mundial humanitária – “Envolverde” – 08/04/2015

As crises de refugiados da Síria e do Iraque ameaçam chegar à Líbia e ao Iêmen, enquanto a Organização das Nações Unidas (ONU) se prepara para a primeira Cúpula Mundial Humanitária, que acontecerá na cidade turca de Istambul, em maio de 2016. “Façamos com que a resposta à crise da Síria seja uma plataforma de lançamento para uma nova aliança da resposta humanitária verdadeiramente mundial”, pediu o português Antonio Guterres, alto comissário da ONU para os refugiados. Essa aliança poderia se concretizar em Istambul em 2016, embora as crises de refugiados possam se agravar nos próximos 12 meses. Somente o deslocamento de aproximadamente 12,2 milhões de refugiados da Síria exerce um impacto devastador nas economias e sociedades do Egito, Iraque, Jordânia, Líbano e Turquia.

Fundos para frear a mudança climática não chegam às mulheres – “Envolverde” – 08/04/2015

As estatísticas contam a história: em algumas partes do mundo, morrem quatro vezes mais mulheres do que homens quando há inundações. E, algumas vezes, elas têm 14 vezes mais probabilidades de perderem a vida em desastres naturais. Um estudo realizado pela organização humanitária Oxfam, em 2006, concluiu que morreram quatro vezes mais mulheres em razão do tsunami que atingiu a Ásia em 2004. No Sri Lanka, elas representaram dois terços das 33 mil pessoas que morreram ou desapareceram. Segundo uma avaliação do Banco Mundial, dois terços das quase 150 mil pessoas que morreram na Myanmar, ou Birmânia, em 2008, durante o ciclone Nargis, eram mulheres. Além disso, para a população feminina, também é particularmente duro o período posterior a um desastre ambiental, quando deve enfrentar as más condições sanitárias, as várias privações e se dedicar ao cuidado das crianças.

Brasil lidera consumo de agrotóxicos no mundo e Inca pede redução do uso – “Globo.com” – 08/04/2015

Relatório divulgado nesta quarta-feira (8) pelo Instituto Nacional de Câncer, o Inca, pede a redução do uso de agrotóxicos no país. O texto cita que o Brasil se tornou o maior consumidor desses produtos no planeta, ultrapassando a marca de 1 milhão de toneladas em 2009, equivalente a um consumo médio de 5,2 kg de veneno agrícola por habitante. A informação é do estudo “Agrotóxicos no Brasil: um guia para ação em defesa da vida”, publicado em 2011 pela pesquisadora Flavia Londres. A instituição afirma que a liberação do uso de sementes transgênicas no país foi uma das responsáveis por colocar o Brasil no primeiro lugar deste ranking, “uma vez que o cultivo dessas sementes geneticamente modificadas exige grandes quantidades destes produtos”.

Japão vai propor corte de 20% das emissões de gases até 2030 – “Agência Brasil” – 09/04/2015

O governo japonês deverá propor uma redução de 20% das emissões de gases de efeito estufa no período que começou em 2013 e vai até 2030, no âmbito do acordo internacional a ser firmado em Paris no fim do ano, informa hoje (9) a imprensa local. A proposta vai ser formulada em junho na Alemanha, durante encontro preparatório à Conferência das Partes sobre Alterações Climáticas (COP21), marcada na capital francesa em dezembro, diz o jornal Nikkei. A União Europeia, os Estados Unidos, o México, a Noruega, a Suíça e a Rússia – membros da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas – já apresentaram parte das suas metas para conter o aumento do aquecimento global.

Chefe da ONU cobra financiamento eficiente do setor privado à agenda pós-2015 – “Nações Unidas” – 09/04/2015

A comunidade internacional necessita de um marco financeiro capaz de confrontar a multifacetada crise atual de uma forma previsível e efetiva para poder adotar a agenda de desenvolvimento sustentável pós-2015, declarou o secretário-geral na abertura da audiência interativa informal da Assembleia Geral das Nações Unidas para a Terceira Conferência Internacional sobre o Financiamento para o Desenvolvimento, nesta quarta-feira (8). “Todas as fontes de financiamento devem ser aproveitadas – públicas, privadas, nacionais e internacionais”, disse o chefe da ONU, Ban Ki-moon. “O mundo precisa de um marco financeiro internacional que seja previsível e efetivo para encarar os desafios e alcançar o desenvolvimento sustentável e inclusivo”.

Empresas estrangeiras tiram terras dos pobres na África – “Envolverde” – 09/04/2015

Uma nova luta é travada na África. As elites políticas e as empresas estrangeiras expulsam os habitantes pobres de suas casas na medida em que se apoderam de grandes extensões de terra em todo o continente, conforme denúncias de ativistas. “Nossos antepassados protestaram quando os colonizadores se apoderaram de suas terras há mais de um século, mas hoje a história se repete, já que nossos próprios líderes políticos e compatriotas ricos estão saqueando a terra”, afirmou Claris Madhuku, diretor da Plataforma pelo Desenvolvimento da Juventude (PYD), uma organização não governamental do Zimbábue.

Acidez dos oceanos causou a pior extinção em massa da Terra – “Terra.com” – 09/04/2015

Cientistas disseram nesta quinta-feira que grandes quantidades de dióxido de carbono expelidas por erupções vulcânicas colossais na Sibéria podem ter tornado os oceanos do mundo perigosamente ácidos 252 milhões de anos atrás, o que ajudou a desencadear uma calamidade ambiental global que matou a maioria das criaturas terrestres e marinhas. Os pesquisadores estudaram rochas nos Emirados Árabes Unidos localizadas no leito oceânico na ocasião que guardavam um histórico detalhado das condições cambiantes dos oceanos no fim do Período Permiano.

Ativistas do Greenpeace protestam no sul de Roraima contra desmatamento excessivo da Amazônia – “Brasilpost” – 10/04/2015

Trinta ativistas do Greenpeace reuniram forças no sul de Roraima para protestar contra o desmatamento excessivo da Floresta Amazônica. De acordo com o grupo, pelo menos quatro mil hectares foram desmatados no Estado nos últimos seis meses, o equivalente a 40 mil m². Os ativistas estenderam nesta quinta-feira (9) uma faixa em uma área do tamanho de 504 campos de futebol de mata queimada e destruída com a mensagem “A falta de água começa aqui”. A intenção da organização é lembrar que tudo está interligado, e o desmatamento influencia diretamente a falta de água.

Governo vai pegar emprestado US$ 600 mil contra mudanças climáticas – “Uol” – 10/04/2015

O Ministério do Meio Ambiente assinou um contrato com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para financiar US$ 600 mil, com contrapartida local de US$ 150 mil, para as ações de corte de emissões de gases de efeito estufa no país. O governo pretende “aumentar a eficiência e a eficácia do financiamento de projetos e programas de redução dos impactos causados pelo agravamento do efeito estufa”, segundo comunicado do ministério. A pasta não detalhou como esse recurso deve ser utilizado, apenas informou que serão avaliadas as necessidades relacionadas ao financiamento das ações de mitigação. A ministra do Meio Ambiente cobrou nesta semana, durante debate em Brasília, que o acordo internacional de cortes de efeito estufa seja feito com urgência.

Mundo deve seguir exemplo brasileiro de proteção de florestas, diz Nature – “Fapesp” – 10/04/2015

O editorial da edição de 2 de abril da revistaNature destacou ações de proteção e recuperação de florestas do Brasil como exemplos a serem seguidos por outros países em desenvolvimento. A publicação apresentou uma série de medidas tomadas pelo país para diminuir o desmatamento, que já dava sinais de recuo há uma década – de acordo com o editorial, atribuído inicialmente à diminuição da atividade agrícola entre 2005 e 2006. A surpresa veio com os baixos índices de desmatamento registrados mesmo com a melhora do setor produtivo nos anos seguintes.

Noruega vetará acesso de empresas poluidoras a fundo de investimento – “Globo.com” – 10/04/2015

A Noruega anunciou que vai impedir seu fundo estatal de pensões, o maior fundo soberano do mundo, de investir em empresas poluidoras. Em seu livro branco anual sobre a gestão do fundo, o governo conservador da Noruega propôs “introduzir um novo critério para excluir empresas cuja conduta a um nível inaceitável esteja vinculada às emissões de gases estufa”. A proposta não menciona nominalmente nenhuma companhia. A nova regra está alinhada com as recomendações feitas por especialistas em um informe publicado em dezembro, embora suas conclusões tenham deixando ambientalistas e a oposição desapontadas.

Governo lança pacto de enfrentamento a violações de direitos humanos na internet – “CBN” – 10/04/2015

O governo federal lança hoje (7) o Pacto Nacional de Enfrentamento às Violações de Direitos Humanos na internet. Entre as ações está o lançamento do site Humaniza Redes. O objetivo é ajudar a criar um ambiente virtual livre de discriminação e preconceito. Participam da cerimônia de lançamento, marcada para as 11h, no Palácio do Planalto, a presidenta Dilma Rousseff e os ministros da Educação, Renato Janine; da Justiça, José Eduardo Cardozo; das Comunicações, Ricardo Berzoini; da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Ideli Salvatti; da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, e da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Nilma Gomes.

Unesco: Brasil cumpriu duas das seis metas da Educação estabelecidas em 2000 – “UNESCO” – 11/04/2015

O Brasil cumpriu duas das seis metas do Marco de Ação de Dakar, Educação para Todos: Cumprindo nossos Compromissos Coletivos, firmado em 2000 por 164 países. De acordo com o último relatório de monitoramento divulgado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), apenas um terço dos países cumpriu as metas. Das seis metas da agenda, o Brasil conseguiu universalizar o acesso à educação primária, do 1º ao 5º ano do ensino fundamental e cumprir a meta referente à inclusão de meninos e meninas na escola, independentemente do gênero. Reduzir o analfabetismo dos adultos, garantir educação de qualidade aos jovens e as crianças com menos de 5 anos de idade continuam sendo desafios para o país.

Equidade de gênero no mercado de trabalho vai demorar 80 anos, indica estudo – “Instituto Filantropia” – 11/04/2015

Apesar do aumento de mulheres no mercado de trabalho nas últimas décadas, a equidade com os homens pode levar até 80 anos, segundo o Relatório Global de Equidade de Gênero, do Fórum Econômico Mundial. Para tentar diminuir esse tempo, equivalente a uma geração, pesquisa feita com líderes de 400 empresas ao redor do mundo indicou que três medidas prioritárias podem ser tomadas. Todas relacionadas ao engajamento da corporação na estratégia. As medidas constam do estudo Women Fast Forward, feito pela consultoria Ernst & Young (EY). O trabalho indica como prioridade: “Iluminar o caminho para a liderança feminina, acelerar a mudança na cultura empresarial com políticas corporativas progressistas e construir um ambiente de apoio”, alicerçado no combate ao preconceito “consciente e inconsciente”, para aumentar o ritmo das empresas rumo à equidade.

Rio firma pacto de proteção aos direitos da criança e do adolescente no estado – “EBC” – 11/04/2015

Representantes dos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e de entidades civis assinaram hoje (9) o Pacto de Compromisso pela Plena Garantia dos Direitos da Infância e da Juventude no Âmbito do Estado do Rio de Janeiro, como parte das comemorações dos 25 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ). O objetivo é oferecer garantia plena dos direitos da criança e do adolescente no estado, com a implantação de diversas ações. Entre as atividades previstas estão o fortalecimento da rede integrada de atenção a crianças e adolescentes em situação de violência, a implantação do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase) e o fortalecimento de órgãos de assistência aos menores.

Programa Impulso incentiva iniciativas que promovam o viver bem coletivo – “Instituto Filantropia” – 11/04/2015

Estão abertas as inscrições para o Programa Impulso. Os interessados podem se inscrever até 12 de abril. Podem participar iniciativas que promovam o viver bem coletivo em suas comunidades com potencial de alto impacto que construam soluções com as comunidades. Serão aceitadas inscrições de pessoas que tenham a intenção genuína em mudar suas comunidades, vivência na questão social abordada pela iniciativa, histórico de atuação conjunta dos membros do coletivo e seja maior de 18 anos de idade. O programa tem duração de um ano, e serão realizados encontros quinzenais no primeiro semestre e encontros mensais no segundo semestre. Os selecionados terão uma mentoria individualizada, que vai ajudar a identificar seus próprios desafios, definir prioridades e enxergar o caminho das pedras.

Fundação Luterana de Diaconia está com quatro editais abertos para apoio a projetos – “Captação” – 12/04/2015

Estão abertos quatro editais do Programa de Pequenos Projetos, da Fundação Luterana de Diaconia (FLD), nas áreas de Justiça Econômica, Justiça Socioambiental, Diaconia e Direitos. O apoio é de até 10 mil reais, para projetos com até 12 meses de duração. Cada edital tem um prazo específico de envio de propostas, conforme verificado pela ABCR, sendo que três deles se encerram no dia 12 de abril, e o quarto, de projetos diaconais, no dia 03 de maio. Os projetos devem ser enviados em formato eletrônico. Mais informações estão disponíveis nesta página.

Maioridade penal no Irã começa aos nove anos e é mais rigorosa para meninas – “Brasil Post” – 13/04/2015

Razieh Ebrahimi é iraniana. Ela se casou aos 14 anos, se tornou mãe com 15 e matou o marido aos 17, após ser espancada por ele. Quando tinha 21 anos, ela foi condenada à morte. De acordo com seu depoimento, seu marido a maltratava psicológica e fisicamente. O Irã ostenta, segundo a Anistia Internacional, o status “vergonhoso” de ser o único país no mundo que oficialmente executa menores de idade. Desde 2010, a mídia do país reportou pelo menos oito execuções de menores de idade no país. Relatórios da Anistia Internacional e de outros grupos de defesa dos direitos humanos, no entanto, afirmam que pelo menos 31 pessoas com menos de 18 anos foram executadas no período – ou por crimes que cometeram quando eram menores.

Obama pede fim de ‘cura gay’ após petição motivada por suicídio de jovem transgênero – “BBC” – 13/04/2015

A declaração de Obama foi uma resposta a uma petição on-line que pede a proibição destas chamadas terapias de conversão. Em apenas três meses o abaixo-assinado conseguiu 120 mil assinaturas. A mobilização foi inspirada pelo caso de Leelah Alcorn, uma adolescente transgênero de 17 anos que cometeu suicídio em dezembro. Em uma carta postada no Tumblr, Alcorn, nascido homem, afirmou que se matou depois de anos de dificuldades com os pais, cristãos rigorosos que se recusavam a aceitar a identidade que ela acreditava ter, feminina. “A única forma de descansar em paz é se, um dia, pessoas transgênero não forem tratadas como eu fui… Minha morte precisa significar algo. Consertem a sociedade. Por favor”, escreveu a jovem.

Aumenta a campanha contra o glifosato em cultivos latino-americanos – “Envolverde” – 13/04/2015

Após o pronunciamento da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre os efeitos “provavelmente cancerígenos” do glifosato, intensifica-se a campanha na América Latina para proibir, “antes que seja tarde”, esse herbicida, o mais vendido na região e usado maciçamente nos cultivos transgênicos. Em uma publicação do dia 20 de março, os cientistas da Agência Internacional para Pesquisa sobre o Câncer, da OMS, incluíram o herbicida mais usado no mundo como “provável” causa da doença, como resultado de numerosos estudos. Com esse informe, organizações sociais e científicas latino-americanas consideram que os governos não têm mais desculpas para não intervir, depois de anos de investigação sobre o dano à saúde e ao ambiente do glifosato em níveis regional e mundial.

Crise anunciada: Matriz energética brasileira não prevê possível mudança no ciclo hidrológico – “IHU” – 13/04/2015

“Hoje o Brasil é altamente dependente da energia hidrelétrica, mas nos próximos anos os reservatórios de água estarão vulneráveis aos novos regimes hidrológicos e isso vai gerar um impacto sobre o potencial hidráulico”, adverte Sergio Margulis, ex-secretário de Desenvolvimento Sustentável da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência – SAE. Margulis era um dos responsáveis pela coordenação do estudo “Brasil 2040: Cenários e Alternativas de Adaptação à Mudança do Clima”, que pretende verificar quais serão os impactos das mudanças climáticas sobre o ciclo hidrológico nos próximos 100 anos, a fim de pensar estratégias para lidar com os problemas futuros.

PNUD: ‘Jovens da América Latina devem fazer parte da tomada de decisões em políticas públicas’ – “Nações Unidas” – 14/04/2015

Apesar da boa aceitação da democracia na região, pesquisas recentes do Latinobarometro mostram que o mesmo não ocorre com as instituições e os políticos responsáveis por manter o avanço do bem-estar e progresso dos países. No contexto do IV Fórum de Jovens das Américas, que acontece no Panamá entre os dias 8 e 10 de abril, a subsecretária-geral da ONU e diretora do PNUD para a América Latina e o Caribe, Jessica Faieta, explicou o importante papel dos jovens da região para mudar este cenário. “Claramente, as manifestações contra a corrupção, a falta de representatividade, assim como as exigências universais de melhores condições na educação, na saúde e nos transportes, condizem com a insatisfação em relação ao desempenho institucional e às prioridades dos cidadãos. Deseja-se uma democracia mais abrangente e efetiva, e serviços públicos para todos e todas”, disse Faieta.

China superará EUA como principal causador do aquecimento global atual – “Globo.com” – 14/04/2015

A China está prestes a superar os Estados Unidos como a principal causa do aquecimento global provocado pelo homem desde 1990, ano de referência para a ação sobre mudanças climáticas liderada pela ONU, em uma guinada histórica que pode aumentar a pressão sobre Pequim para adotar medidas. As emissões de gases do efeito de estufa acumuladas pela China desde 1990, quando os governos foram se conscientizando das alterações climáticas, vão superar as dos Estados Unidos em 2015 ou 2016, de acordo com estimativas separadas de especialistas na Noruega e dos EUA. A mudança, refletindo o crescimento econômico estelar da China, levanta questões sobre a sua responsabilidade histórica pelo aumento das temperaturas relacionado com inundações, desertificação, ondas de calor e elevação do nível do mar.

A política de “no jab, no pay” (“sem injeção, sem pagamento”, em tradução livre) pode custar aos pais mais de 11 mil dólares australianos (R$ 26 mil) por ano por filho em benefícios perdidos. Atualmente, famílias com crianças que não foram imunizadas podem receber auxílio de cuidado infantil se tiverem objeções filosóficas ou religiosas às vacinas. No entanto, o ressurgimento de epidemias de doenças como sarampo em países ocidentais, impulsionadas por movimentos antivacina, tem deixado governos alerta. No fim de semana, o primeiro-ministro australiano Tony Abbot anunciou que um número menor de exceções religiosas e médicas será permitido na decisão sobre quem recebe o auxílio.



Também nessa Edição nº: 189
Entrevista: Eduardo Odebrecht de Queiroz
Artigo: Fundação Itaú Social anuncia inscrições para o Prêmio Itaú-Unicef 2015
Artigo: A sustentabilidade na saúde começa antes dos hospitais
Notícia: ​​Projeto da Fundação Sinhá Junqueira prepara gestantes para a maternidade
Notícia: Anglo American investe R$ 30 milhões em preservação ambiental
Notícia: Abertas as inscrições para Prêmios Empreendedor Social e Folha Empreendedor Social de Futuro 2015
Oferta de Trabalho: Oportunidades de trabalho