Nissan instala instituto de responsabilidade social no Brasil

1653-phplCvnYh

Com foco em educação, organização inicia atividades em três Estados

A Nissan do Brasil anunciou uma entidade que coordenará todas as ações de responsabilidade social da empresa com foco na sociedade brasileira. Trata-se do Instituto Nissan, que tem a sustentabilidade, a mobilidade e a comunidade como principais pilares. As ações realizadas no Brasil visam à educação como a melhor forma de contribuir para o desenvolvimento da sociedade.

Com atuação no Rio de Janeiro, cidade sede da companhia, as ações do projeto também serão estendidas ao município de Resende (RJ), local de construção da nova fábrica a ser inaugurada em 2014; em São Paulo (SP), cidade que comporta a regional de Vendas da companhia; Jundiaí (SP), onde se encontram o Centro de Treinamento e o Centro de Distribuição de Peças; e São José dos Pinhais (PR), onde parte da linha de veículos é produzida no país.

Com a missão de valorizar e transformar vidas por meio da promoção gratuita da educação, capacitação profissional, saúde, meio ambiente e assistência social, a entidade promoverá também o voluntariado entre os funcionários da empresa, cujo quadro atual é de mais de 800 pessoas – até 2014, serão aproximadamente 2 mil. A instituição atuará baseada na responsabilidade social global da companhia e terá o CEO Global da Nissan como presidente de honra.

“O Instituto Nissan é um dos projetos mais importantes para a Nissan, que reforça o nosso comprometimento com a sociedade. Afinal, como empresa e como indivíduos, entendemos que temos responsabilidades e a missão de ajudar a construir uma sociedade mais justa. Por isso, a atuação do instituto vai além da parceria com entidades, pois, para garantir o crescimento efetivo e a sustentabilidade de nossas ações sociais, contamos com o envolvimento essencial de nossos funcionários”, afirma François Dossa, presidente da Nissan do Brasil.

Segundo o presidente executivo do Instituto Nissan, Sidnei Álvares, a organização apoia projetos que priorizem a educação. “Com o Instituto Nissan, queremos colaborar para oferecer à sociedade um novo modelo de educação, capaz de possibilitar diferentes oportunidades e delinear um novo futuro para os jovens e, consequentemente, para o Brasil”, destaca.

Primeiros projetos

A instituição também já anunciou os primeiros três projetos que serão assistidos pela entidade. As ações beneficiarão 600 crianças e adolescentes neste ano, atendidas pela Casa do Zezinho, na capital paulista, a Associação Miratus de Badminton e a Vila Olímpica Salgueiro, as duas últimas na cidade do Rio de Janeiro.

Fundada em 1994, a Casa do Zezinho beneficia 1.500 crianças, jovens e adultos na periferia de São Paulo. Referência em educação, a metodologia da entidade servirá como base também para os demais projetos a serem apoiados pelo Instituto Nissan.

Já a Miratus foi fundada em 1998, na Comunidade da Chacrinha, em Jacarepaguá, e busca a inclusão social de crianças e jovens por meio da democratização da prática do badminton. O esporte, inclusive, estará nas Olimpíadas Rio 2016™ e conta com um atleta dessa modalidade esportiva no projeto Time Nissan, Ygor Coelho, que treina na Associação Miratus de Badminton e é uma das promessas desse esporte.

A Vila Olímpica Salgueiro, criada em 1996, tem como objetivo contribuir para a evolução sociocultural das comunidades do bairro da Tijuca e comunidades das redondezas, como os Morros do Salgueiro, Andaraí, Macacos, Turano, Caçapava, Borel e Casa Branca. Ao todo, mais de 800 crianças e adolescentes dispõem, gratuitamente, de diversas atividades esportivas e culturais que promovem a formação de cidadãos, incluindo aulas de inglês, que são assistidas pelo Instituto Nissan.


Nissan do Brasil - Site: www.nissanusa.com

Também nessa Edição nº: 161
Entrevista: Andre Degenszajn
Entrevista: Solange Bottaro (2013/07)
Artigo: As manifestações e a sustentabilidade
Notícia: Lista dos exploradores de mão de obra análoga à escravidão ultrapassa 500 infratores
Notícia: Pará regulamenta ICMS Verde
Oferta de Trabalho: Procura-se (07/2013)