Inscrições abertas para Prêmio Empreendedor Social

1781-thumb-phpwkrMtb

10ª edição do principal concurso de empreendedorismo da América Latina reconhece líderes de iniciativas inovadoras com mais de três anos de atuação

Estão abertas as inscrições para o Prêmio Empreendedor Social, que em 2014 completa dez anos no Brasil, país recordista de inscrições nas últimas edições. Reconhecido como o concurso mais importante da América Latina para ações que beneficiem pessoas em situação de risco social e/ou ambiental, tem como proposta fortalecer líderes com mais de 18 anos, à frente de iniciativas inovadoras há pelo menos três anos, de maneira sustentável, com impacto na sociedade e em políticas públicas.

As inscrições vão até 27 de abril, e o processo seletivo dura até outubro. O processo de seleção é conduzido pela Fundação Schwab, mentora do concurso e correalizadora do Fórum Econômico Mundial de Davos. A ação conta com a parceria do jornal Folha de S.Paulo que, paralelamente, realiza, desde 2009, o prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro. O objetivo é reconhecer empreendedores de até 35 anos, que comandam projetos mais recentes — de um ano até três de atuação.

Estão na lista de benefício para os vencedores e finalistas das premiações assessoria jurídica e de gestão e bolsas de estudo para cursos, congressos e seminários. Os finalistas com idade inferior a 40 anos e que atenderem aos critérios estabelecidos pela organização Jovens Líderes Globais do Fórum Econômico Mundial serão indicados para o Fórum dos Jovens Líderes Globais.

Todos os que tiverem entre 20 e 30 anos e que atenderem aos critérios estabelecidos pela organização Global Shapers do Fórum Econômico Mundial serão indicados para receberem o título de Global Shapers. No âmbito internacional, o vencedor do Empreendedor Social participará, com despesas pagas de transporte e hospedagem, do Fórum Econômico da América Latina de 2015.

No Empreendedor de Futuro, o vencedor leva bolsas de estudos, consultorias e aceleração de comunicação com o jornalista Gilberto Dimenstein, do Catraca Livre, entre outras oportunidades.

Os vencedores e finalistas das premiações terão seus perfis publicados em caderno especial que circula nacionalmente no jornal impresso e no site da publicação, receberão um kit com relatório completo e extenso de avaliação encaminhado para o júri, segundo os critérios dos prêmios, além de fotos e vídeo jornalístico sobre seu trabalho, para uso livre de divulgação. Um dos finalistas de ambas as premiações também pode se sagrar eleito pelo voto online do público, na chamada “Escolha do Leitor”.

“O Prêmio Empreendedor Social no Brasil é um jeito fantástico de identificar inovadores que capitaneiam organizações sociais e que lidam com questões que vão da saúde à educação”, afirma Kenneth Turner, gerente-sênior para América Latina e África da Fundação Schwab.

Para o editor-executivo da Folha de S.Paulo, Sérgio Dávila, chegar à décima edição do prêmio mostra o sucesso desta parceria internacional que reconhece a importância de valores como ética, cidadania e combatividade. O Empreendedor Social de Futuro vale-se dos mesmos parâmetros internacionais para laurear propostas como a criação de um produto, serviço ou aplicação de tecnologia social que ainda precisem de visibilidade e capacitação para aumentar seu impacto, na fase mais crítica de toda organização: o princípio da atividade.




Também nessa Edição nº: 175
Entrevista: Mariano Colini Cenamo
Entrevista: Maria Helena Godoy
Notícia: Sustentabilidade e as perspectivas para 2014
Notícia: Brasília participa da Campanha Internacional contra Exploração Sexual
Oferta de Trabalho: Procura-se (03/2014)2