Escola técnica do Rio de Janeiro recebe o título de primeira do segmento neutra em carbono do país

Presidente da Faetec, Celso Pansera recebe o título oficial de primeira escola neutra em carbono do país

Presidente da Faetec, Celso Pansera recebe o título oficial de primeira escola neutra em carbono do país

Certificação foi entregue no início deste mês pela Prima Mata Atlântica, reconhecida internacionalmente

A Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) do Rio de Janeiro recebeu no último dia 10 o título de primeira escola técnica do Brasil neutra em carbono. A certificação foi concedida pela Prima Mata Atlântica e trata-se de um reconhecimento ao projeto socioambiental de combate ao aquecimento global, desenvolvido no Campus de Quintino, na Zona Norte do Rio.

A iniciativa, batizada de ‘Faetec Neutra em Carbono’, é pioneira e segundo o presidente da instituição, Celso Pansera, poderá ser estendida para outras unidades da fundação. “É fundamental para uma instituição de grande porte como a fundação abraçar e investir na campanha contra o aquecimento global. Estamos atentos a isso”, defende.

Para neutralizar a emissão de gás carbônico estão sendo plantadas 2,6 mil mudas de plantas nativas da Mata Atlântica no campus, número necessário para neutralizar a emissão de carbono da unidade, que é de 520 toneladas por ano. “Temos a responsabilidade com a inovação, com a criação de alternativas para um futuro mais consciente. Esse é um pequeno ato simbólico, mas do ponto vista histórico, é de suma importância. A fundação, com certeza, vai deixar um grande legado para as gerações futuras”, completa Pansera. .

No cálculo da emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) entram itens como energia elétrica, gás combustível, resíduos orgânicos dos restaurantes, frota de automóveis da fundação, transporte aéreo. Por dia, chegam a circular 15 mil pessoas no campus de Quintino, entre alunos, servidores, prestadores de serviços e comunidade do entorno.

O Selo Prima Mudanças Climáticas é validado pela Rede Brasileira de Informação Ambiental (Rebia); pelo Grupo Brasil Verde (GBV); e pelo Projeto Bolsa Brasileira de Commoditties Ambientais (Bece). Vale destacar que a Prima Mata Atlântica é reconhecida nacionalmente com oito anos de existência.

O respaldo internacional está a cargo da Associação para a Valorização do Ambiente, Cultura, Patrimônio e Lazer (Ocre), sediada em Castelo de Vide, Portugal e pelo Sistema de Integração Municipal América Área Sul (Simaas) que envolve diversos países latino-americanos.

A Faetec é vinculada à Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia e oferece educação profissional gratuita, em diversos níveis de ensino. Criada em 1997, a instituição reúne escolas técnicas estaduais; unidades de educação infantil, ensino fundamental, industrial e comercial; institutos superiores de educação e tecnologia, e centros de educação tecnológica e profissionalizante.


Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec): www.faetec.rj.gov.br

Também nessa Edição nº: 122
Perfil: Geová Calixto de Souza
Entrevista: Márcia Hirota
Artigo: A importância da liderança em sustentabilidade
Notícia: Brasília tem centro de referência em atendimento a pessoas com deficiência auditiva
Notícia: Governo do Pará investe em projetos para renovação da matriz econômica do Estado
Oferta de Trabalho: Procura-se (06/2011)