Casa de emprega doméstica é eleita melhor casa do mundo pelo ArchDaily

colunas-arthur-casas-vila-matilde_7

A residência da diarista Dalva Borges Ramos, na Vila Matilde (São Paulo), projeto do escritório Terra e Tuma, venceu o Prêmio ArchDaily de melhor casa do mundo. O prêmio é promovido pelo Archdaily, o site de arquitetura mais acessado no mundo. Foram mais de 55 mil votantes de vários países que escolheram entre três mil projetos concorrentes, em várias categorias. A “Casa da Vila Matilde”, como ficou conhecida, concorreu ao Prêmio ArchDaily de melhor casa do mundo com concorrentes do Reino Unido, Japão, Eslovênia e Vietnã. Foi o único projeto brasileiro vencedor.

A história de dona Dalva e de sua casa foram mostradas na campanha em homenagem ao Dia do Arquiteto e Urbanista, do CAU/BR, como exemplo de que a Arquitetura, mesmo com poucos recursos, pode transformar vidas. E que construir com arquitetos e urbanistas é garantia de economia e qualidade.

Dona Dalva é uma das mais antigas moradoras da Vila Matilde. Após 30 anos trabalhando como diarista São Paulo, ela estava vendo sua casa na zona Leste de São Paulo com problemas estruturais que causaram infiltrações e a queda do teto. Com poucos recursos disponíveis, resolveu contratar três jovens arquitetos – Danilo Terra (36 anos), Pedro Tuma (38) e Fernanda Sakano (27).

Com R$ 150 mil – incluindo os custos do projeto – os arquitetos ergueram uma casa simples, mas bonita e confortável. Por meio de uma estrutura com blocos aparentes, a obra foi pensada com sala, lavabo, cozinha, área de serviço, suíte e uma pequena horta. O local foi projetado para ser bem ventilado e com iluminação natural, mostrando que soluções inteligentes podem ser viáveis para ajudar famílias de baixa renda.

0188.TerraETuma.CasaVIlaMatilde-PKOK17671-700x1050______-682x1024

“Ficamos, claro, muito felizes com o resultado do prêmio. Um contentamento compartilhado entre o reconhecimento ao nosso trabalho e o interesse, reflexões e discussões que surgiram a partir da Casa da Vila Matilde”, afirmam os arquitetos Danilo, Pedro e Fernanda enviada ao CAU/BR. “Enfatizada pela excelente campanha do CAU, ela chamou atenção dos arquitetos e da sociedade. Este prêmio mostra que esta reflexão não está restrita ao contexto nacional, ela está ocorrendo em diversas partes do mundo e é gratificante saber que estamos de alguma forma contribuindo com ela”.

A campanha publicitária do CAU/BR que mostrou a Casa da Vila Matilde tinha como objetivo justamente mostrar à população brasileira que as obras feitas com auxílio de arquitetos e urbanistas acabam custando menos do que as construções feitas apenas com pedreiros. Arquitetos e urbanistas também garantem segurança, conforto e a valorização de seu patrimônio.


Fonte: CAU/BR

Também nessa Edição nº: 206
Artigo: Coalizão Brasil defende inclusão do setor empresarial na comissão de REDD+
Artigo: Diagnósticos corretos salvam alunos com dificuldades na escola
Notícia: Natura anuncia projeto vencedor do Hackathon Ekos
Notícia: O que deu na mídia (edição 206)
Notícia: Congresso gratuito debate sobre o autismo
Notícia: Imposto de Renda Solidário pode ser destinado para projetos socioculturais até abril