Voluntariado é uma escolha

O voluntariado é um serviço comprometido com a sociedade e alicerçado na liberdade de escolha. Qualquer ação realizada pelo trabalho voluntário é uma escolha. Mas este fato não deve tornar os Programas de Voluntariado em ações conduzidas pelas instituições e empresas de uma forma amadora e baseada apenas na “boa-vontade”.

Para que as ações resultem em transformações verdadeiras para a sociedade, especialmente para os beneficiários dos Programas de Voluntariado, é necessário entender as implicações destas ações, as questões éticas e jurídicas e também ter um bom conhecimento sobre gestão incluindo monitoramento e avaliação.

Há que se estruturar o programa pensando em uma relação “ganha-ganha-ganha”: Ganham os voluntários porque constroem relações humanas ricas e solidárias, com a possibilidade de ser fazer novos amigos, ampliar o conhecimento sobre outras realidades e viver novas experiências. O voluntário doa sua energia e criatividade, mas ganha em troca contato humano, convivência com pessoas diferentes e satisfação de se sentir útil.

Ganham a sociedade e os beneficiários das ações de voluntariado adquirindo novos conhecimentos e, especialmente, possibilidades de uma real transformação da realidade presente. O tecido social se fortalece. As virtudes cívicas estabelecem laços de solidariedade e confiança mútua que nos protegem a todos em tempos de crise, tornando a sociedade mais unida.

E finalmente ganham as instituições/empresas porque inserem valores de responsabilidade individual e social no ambiente de trabalho, pela promoção e incentivo de uma cultura de cidadania. Além de reafirmar seu compromisso ético, de relações duradoras e de confiança com a sociedade.

Voluntariado é um compromisso!

Apesar de cada um contribuir na medida de suas possibilidades, o compromisso assumido deve ser encarado com muita responsabilidade, pois envolve expectativa de outras pessoas, lembrando sempre que a ação voluntária contribui para ajudar pessoas em dificuldade, resolver problemas e melhorar a qualidade de vida da comunidade. É uma ferramenta de inclusão social e envolve compromissos éticos.

O trabalho voluntário traz uma grande oportunidade para participar da construção de um mundo mais justo e sustentável.

Flávia Moraes é sócia-diretora da FCM Consultoria em Sustentabilidade e professora do curso Sustentabilidade e Responsabilidade Social Empresarial da FGV. Flávia também é consultora do Gife no curso Ferramentas de Gestão – Desenvolvimento e Gestão do Voluntariado. A próxima edição do curso acontece nos dias 07 e 08 de novembro

(Artigo originalmente publicado no Gife)