Responsabilidade com humor

A edição 127 do boletim Reponsabilidade Social.com destaca a história do cartunista Léo Valença. Para o publicitário meio ambiente é coisa séria, mas nem por isso ele deixa de usar o bom humor para abordar o tema. Ele é o organizador do livro Aquecimento Global em cartuns, composto por tirinhas e quadrinhos elaborados por ele e outros 24 artistas. O objetivo é alertar a população sobre os efeitos das mudanças climáticas e incentivar hábitos que garantam a preservação ambiental.

Em notícias, a publicação mostra o trabalho do Instituto Sabin, que realizada há três anos no Distrito Federal, o Projeto Ludotecas. A ideia é utilizar um formato lúdico para atender crianças vítimas de violência. Por meio de parcerias, a instituição instala ludotecas em hospitais, fóruns e centros de assistência social. As unidades são equipadas com brinquedos, jogos, livros e material pedagógico.

Outros destaques dessa edição é a atuação do Cetec, instituto de pesquisa de Minas Gerais, que criou poste solar ao custo de R$ 2 mil e intensificou estudos em sistemas fotovoltaicos. Trata-se do primeiro passo de uma série de ações que visam tornar a instituição referência em tecnologias para a cadeia de energia solar. O poste tem a capacidade de manter a iluminação durante um período de 6 horas.

A Nokia e o Grupo Pão de Açúcar também anunciaram uma ação em prol do meio ambiente. As empresas irão recolher celulares, acessórios e baterias usados para destinação correta desses equipamentos. A iniciativa atende atualmente nove cidades brasileiras. Os pontos de coleta estão instalados em mais de 180 lojas da rede e a meta é inaugurar mais 73 urnas até o final do ano.

Em entrevista, o presidente do Conselho Federal de Administração, Sebastião de Mello, afirma que o principal desafio para as empresas na área de responsabilidade socioambiental ainda é cultural. De acordo com ele, não basta impor um novo procedimento para o funcionário. É preciso fazer um trabalho de mobilização e sensibilização. Mello também avalia o atual cenário do movimento de responsabilidade social corporativo e aponta as empresas sustentáveis do Brasil.

Por fim em artigos, Ricardo Voltolini recorre a C.K. Prahalad, falecido em abril de 2010, para discorrer sobre inovação e sustentabilidade. Em seu último artigo, o famoso guru do management debruçou-se sobre o tema da sustentabilidade nos negócios. No brilhante artigo, Prahalad menciona estudo com experiências de 30 grandes empresas nas quais a sustentabilidade tem representado um filão de inovações.

Boa leitura!




Também nessa Edição nº: 127
Perfil: Léo Valença (2011/10)
Entrevista: Sebastião Luiz de Mello
Artigo: “Lembrando Prahalad, sobre inovação e sustentabilidade”
Notícia: Nokia recolhe celulares em desuso e envia para centros de reciclagem
Notícia: Energia limpa (2011/10)
Notícia: Sabin inagura ludotecas no Distrito Federal
Oferta de Trabalho: Procura-se (10/2011)