Nova rodada em prol do clima

Teve início no final de novembro, em Cancun, no México, a COP-16, que se propõe a lançar metas e estabelecer medidas para a superação das mudanças climáticas. Para muitos especialistas, a reunião terá o mesmo desfecho da reunião realizada no final do ano passado na Dinamarca: sem resultados concretos. Mas para outros, trata-se de uma oportunidade para que os países enfim se comprometam com objetivos reais.

No Brasil, alguns setores já se mobilizaram por conta própria. Em novembro, por exemplo, Brasília sediou um evento que reuniu a comunidade científica para discutir como as instituições de pesquisa podem contribuir para o desenvolvimento sustentável. No encontro, o climatologista Carlos Nobre, do Inpe, apontou os desafios do setor e garantiu que o país tem força suficiente para se estabelecer como potência ambiental tropical.

Em São Paulo, a Companhia Ambiental do Estado divulgou o primeiro inventário de gases de efeito estufa equivalente (GEE), que traz dados referentes ao ano de 2005. Segundo o levantamento, São Paulo emite 143,4 milhões de toneladas de CO2. A meta é reduzir em 20% esse volume nos próximos dez anos. Trata-se de uma iniciativa pioneira no país.

Essas duas ações são destaques da seção notícias da edição 109 do Responsabilidade Social.com, que também traz uma matéria sobre os cinco anos de criação da Fundação Espaço ECO, instituição criada pela Basf, com o apoio da GTZ, agência de cooperação técnica internacional do governo alemão. A instituição, que é o primeiro centro de excelência para ecoeficiência aplicada na América Latina, registra mais de 93 mil pessoas beneficiadas por suas ações, direta e indiretamente.

O Responsabilidade traz, ainda, entrevista com a diretora de Inovação e Marketing da Axia Value Chain, Alexandra Klen. Ela detalha o programa de responsabilidade social da corporação, especializada em gestão empresarial. A instituição trabalha em diferentes segmentos de negócio e já desenvolveu projetos para empresas como Gerdau e Electrolux. Klen também analisa o cenário mundial do ponto-de-vista da sustentabilidade e antecipa as metas da empresa para 2011.

Em perfil, o site destaca o trabalho do médico Roberto Kikawa, vencedor da 6ª edição do Prêmio Empreendedor Social. Kikawa foi reconhecido por ter criado uma unidade de medicina móvel, conhecida como “Carreta da Saúde”, o maior centro médico móvel avançado do mundo. A iniciativa já beneficiou mais de 24 mil pessoas de 15 cidades brasileiras.

Por fim, em artigos Frederico Durães, chefe-geral da Embrapa Agroenergia fala sobre o potencial do Brasil no setor. Para ele, o país está modificando sua matriz energética, de fóssil para energia renovável, com grande ênfase na energia de biomassa. Hoje, aproximadamente 48% do total de energia ofertada no país é renovável.

Boa leitura!




Também nessa Edição nº: 109
Perfil: Roberto Kikawa
Entrevista: Alexandra Pereira Klen
Artigo: Agroenergia: uma oportunidade para integrar o saber e o saber fazer
Notícia: O que deu na mídia (edição 109)
Notícia: Inpe aponta desafios para a superação das mudanças climáticas
Notícia: São Paulo emite 143 milhões de toneladas de CO2 equivalente, indica inventário
Notícia: Fundação Espaço Eco completa cinco anos e soma mais de 93 mil pessoas atendidas
Oferta de Trabalho: Procura-se (12/2010)