Direitos do Consumidor

consumo-consciente

A edição 187 do Responsabilidade Social.com traz o perfil do Instituto Vida Positiva, localizado em Brasília. O local, fundado em 2006, atende crianças e jovens soropositivos, além de prestar auxílio a 54 famílias. Aqui, você vai conhecer a história por trás da organização e como eles operam em regime de assistência totalmente gratuita.
Aproveitando que estamos falando sobre o Instituto Positiva, entrevistamos a diretora do Empório Cultural, Michelle Fiuza, que organizou um evento em caráter beneficente para arrecadar alimentos que foram então doados ao Instituto. Na 1ª Maratona Cultural, os participantes puderam fazer aulas de diversas modalidades pelo preço simbólico de 1kg de alimento não perecível.
Em homenagem ao Dia Internacional dos Direitos do Consumidor, nosso artigo exclusivo trata sobre o que as empresas devem e não devem fazer para agradar seus clientes. Em números percentuais, vamos descobrir quantos consumidores estão conscientes e quantos são indiferentes para com as políticas de responsabilidade sócio-empresarial adotada por suas marcas preferidas e que tipo de comportamento influencia na decisão de compra do consumidor.
A seção notícias mostra que em 27 países as mulheres, diferentemente dos homens, ainda não podem passar aos filhos sua nacionalidade, criando um ciclo cruel de apatridia. Por isso, o ACNUR foi co-anfitrião de um evento na sede na ONU, em Nova York, para jogar luz a esta questão e encorajar os estados a revisarem suas leis sobre nacionalidade.Boa leitura e um feliz dia do consumidor!

Luísa Cavalcanti,
luisa@responsabilidadesocial.com 




Também nessa Edição nº: 187
Perfil: Vida Positiva
Entrevista: Michelle Fiuza
Artigo: O que os consumidores esperam de suas empresas
Notícia: O que deu na mídia (edição 187)
Notícia: Mais vozes importantes unem-se à campanha do ACNUR para erradicar a apatridia
Oferta de Trabalho: Oportunidades de trabalho