Como medir a sustentabilidade?

1232-phpgV2uuQ

A edição 115 do Responsabilidade Social.com traz uma entrevista com Diana Hay, gerente de Desenvolvimento de Negócios da Credit360 no Brasil. Ela apresenta o sistema exclusivo voltado para instituições interessadas em elaborar relatórios de sustentabilidade. A instituição é parceira da Global Reporting Initiative e a ferramenta disponibiliza um índice de indicadores de desempenho sustentável, que combina critérios como meio ambiente, direitos humanos, emissão de carbono, entre outros.

A seção notícias, apresenta a comunidade de mobilização online Avaaz, que registra números surpreendentes que dão mostras de que os movimentos sociais via internet estão em alta. Segundo dados da instituição, em quatro anos mais de 25 milhões de ações foram organizadas. O movimento mobiliza mais de 7,2 milhões de voluntários em todo o mundo e as campanhas são definidas de forma participativa.

A editoria destaca também uma ação do governo do Distrito Federal que tem preocupado a população. A Secretaria de Saúde do DF tem realizado desde o início do ano sistemáticas mudanças no atendimento de pessoas hemofílicas. As alterações incluíram nova rotina de distribuição de medicamentos e a transferência do atendimento para um novo centro médico. As novidades preocupam a população, que teme pelo fim do atendimento preventivo de qualidade.

A seção divulga também uma boa nova para o mercado inclusivo. A Stihl, empresa especializada em ferramentas motorizadas portáteis, certificou oito jovens participantes de um projeto pioneiro de capacitação de pessoas com deficiência intelectual. Realizada em parceria com o Senai, do Rio Grande do Sul, a iniciativa aliou a formação educacional e profissional e a grande aposta foram excessivas aulas práticas. Os jovens também serão contratados pela empresa.

A editoria perfil, traz uma matéria sobre Jacques Marcovitch. O professor e ex-reitor da USP lança neste mês o livro A Gestão da Amazônia. Na obra, o autor evidencia o contraste entre a exuberante biodiversidade dessa região e a gravidade de suas condições socioecônomicas. A publicação aborda as questões ligadas ao desenvolvimento sustentável, sem deixar de lado problemas agudos como a questão fundiária e o desmatamento predatório.

Por fim em artigos, Ricardo Voltolini questiona como as as empresas estão comunicando a sustentabilidade no mundo e de que modo vão comunicar o tema nos próximos anos. Para responder esses questionamentos, o articulista usou a metodologia OTS e mapeou e identificou, a partir da análise de dados gerados por organizações globais produtoras de conhecimento em sustentabilidade, 11 tendências.




Também nessa Edição nº: 115
Perfil: Jacques Marcovitch
Entrevista: Diana Hay
Artigo: Onze tendências de comunicação da sustentabilidade
Notícia: O que deu na mídia (edição 115)
Notícia: Ativismo social em alta
Notícia: Projeto pioneiro no país capacita jovens com deficiência intelectual e promove a inserção deles no mercado de trabalho
Notícia: Tratamento de risco
Oferta de Trabalho: Procura-se (03/2011)